Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Desçamos todos a cova
Caliel Alves dos Santos

Resumo:
Uma ótima antologia de terror nesses dias sombrios.

     O cemitério é a linha de chegada de todos nós. Somos os únicos seres que temos a certeza da morte, e lembramos durante toda a vida de nossa melancólica sina. Foi com sentimentos fúnebres que participei da Antologia Campos Santos da editora Sem Tinta. A editoração e publicação aconteceu no ano de 2020, recebendo financiamento coletivo através do Catarse.
     O tema da obra foi o cemitério no século XIX. O livro foi organizado por Guilherme Milner e Erick Alves, contando com 14 contos de autores nacionais das mais diversas regiões do Brasil. Esse cenário nos possibilitou escrever variados contos, sejam eles apelando para o terror, a ficção história e o romance. O projeto gráfico ficou excelente, Erick Alves mais uma vez mostrou sua competência no projeto gráfico.
     A obra acabou sendo publicada em um momento de pandemia, provocada pelo COVID-19. O clima sombrio desses tempos de morticínio e necropolítica parecia ser um momento pouco adequado para esse tipo de literatura, mas, contrariando nossas expectativas, o livro conseguiu ser financiado com sucesso. Nós escritores nos esforçamos muito para que esse trabalho fosse publicado.
     O resultado ficou muito bom, começando pela capa, tem o tom sinistro para ambientar a obra. O prefácio ficou a cargo de Guilherme Milner. São mais de 200 págs., com orelhas. Cada capítulo é ilustrado com uma imagem padrão e biografia dos autores e autoras. Muitos desses escritores e escritoras já são meus conhecidos, e os contos me agradaram muito.
     Nessa coletânea eu publiquei o conto O misterioso caso da cidade de Benza’ Deus, conto ambientado no interior da Bahia, tratando de sanitarismo, epidemias e eventos estranhos na construção de um cemitério municipal. Agora farei um comentário sobre os três contos que eu mais gostei. Lembrando que esse tipo de análise é particular, e se refere mais a minha experiência de leitura.
     A epidemia de morte foi escrita por Danilo Mattos Ferreira. O protagonismo é o viúvo Artur Gonzaga, que perdera sua esposa Carolina e filho após a gravidez que terminara em uma eclampsia. O conto foca em crenças das caças as bruxas — ainda corrente no século XIX —, e misoginia. Tem um final surpreendente! Realmente eu não esperava aquela resolução.
     Alexandre Torres escreveu o ótimo conto As melhores linguiças desse mundo. O caso narra uma série de crimes ocorridos em 1863-64, envolvendo canibalismo. Inclusive, o caso foi abafado pelas autoridades policiais e acabou sendo registrado até por Charles Darwin em seus escritos. O autor reconstruiu os atos hediondos de José Ramos com tonalidades fantásticas, deixando a coisa ainda mais aterradoras.
     O terceiro que mais gostei foi O pesadelo das duas covas do Pedro Martinez. Esse conto oferece uma trama curta, mas muito instigante e bem construído. A história trata sobre Abraham, um homem que acaba passando por uma terrível experiência: seriam seus pesadelos uma terrível premonição? Na busca dessa resposta, ele consulta um espiritualista, e decide refazer os eventos do seu pesadelo.
     De modo geral, o livro está excelente. Com boa impressão e encadernação, orelhas e papel offwhite com páginas escurecidas na apresentação de cada conto. O prefácio instiga a leitura e ajuda muito a entender o contexto histórico. Muitos dos contos tratam de terror, e serão em apreciados pelos fãs do gênero. Recomendo muito a leitura para aqueles que não tem medo de lápides e portões rangentes.
     Para adquirir o seu acesse:
     https://www.amazon.com.br/Campos-Santos-Guilherme-Milner-ebook/dp/B08TTVTVR6


Biografia:
Caliel Alves nasceu em Araçás/BA. Desde jovem se aventurou no mundo dos quadrinhos e mangás. Adora animes e coleciona quadrinhos nacionais de autores independentes. Começou escrevendo poemas e crônicas no Ensino Médio. Já escreveu contos, noveletas, resenhas e artigos publicados em plataformas na internet e em algumas revistas literárias. Desde 2019 vem participando de várias antologias como Leyendas mexicanas (Dark Books) e Insólito (Cavalo Café). Publicou o livro de poemas Poesias crocantes em e-book na Amazon.
Número de vezes que este texto foi lido: 54718


Outros títulos do mesmo autor

Resenhas Poetize a vida Caliel Alves dos Santos
Artigos O Brasil não é hexa, mas Lula é tri! Caliel Alves dos Santos
Artigos O romper das cordas Caliel Alves dos Santos
Resenhas Mirar na lua acima das estrelas Caliel Alves dos Santos
Artigos Representação política como parâmetro da divisão do Brasil Caliel Alves dos Santos
Artigos O que é dívida histórica? Caliel Alves dos Santos
Resenhas Iraci Gama: intérprete de Alagoinhas Caliel Alves dos Santos
Ensaios Militares como fator de risco a democracia Caliel Alves dos Santos
Resenhas A cidade em palavrório Caliel Alves dos Santos
Resenhas A poética feminina Caliel Alves dos Santos

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 139.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Vocabulario nipo-brasileiro (UDONGE) - udonge 54959 Visitas
Amores! - 54851 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 54831 Visitas
Desabafo - 54826 Visitas
Dores da paixão - Ivone Boechat 54826 Visitas
Leite com Pimenta - Rafael da Silva Claro 54825 Visitas
Carta para Sophie Scholl - Junho/2024 - Vander Roberto 54823 Visitas
🔴 Conto de fardas - Rafael da Silva Claro 54820 Visitas
A menina e o desenho - 54816 Visitas
Vivo com.. - 54813 Visitas

Páginas: Próxima Última