Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Entrevista com Erick Alves e Nayara Nunes
editores do Grupo Sem Tinta
Caliel Alves dos Santos

Resumo:
A Editora Sem Tinta cedeu uma megaentrevista para mim, leia e conheça um pouco mais do trabalho deles.

1- Como e onde surgiu a ideia do grupo Sem Tinta?
R - A ideia para o grupo foi algo que cresceu de acordo com nossa experiência no mundo editorial. A vontade maior era colocar em prática todas as ideias que tínhamos enquanto prestávamos serviço para outras editoras e autores independentes. Às vezes, passávamos horas conversando sobre como seria legal ter um ou outro livro sobre um tema que gostávamos, que sentíamos falta. Foi só uma questão de tempo para que todos esses projetos ganhassem força para saírem do papel.

2- Como vocês definem o atual mercado editorial do Brasil?
R - A instabilidade atual do país, seja pela política ou pela crise editorial, torna a questão bem delicada. Entretanto, uma coisa parece ser certa: é um tempo de mudança e renovação do modelo de trabalho que era/é usado. As formas de publicação e lançamento de um livro se tornam cada vez mais variadas, isso abre um grande número de possibilidades. A questão é saber experimentar, trabalhar e aprender com a resposta dos leitores. Confiamos que, mesmo abalado, o mercado vai se estabelecer e continuar crescendo de livro em livro.

3- Como a crise editorial afeta as pequenas editoras e plataformas de publicação alternativas?
R - Das mais diversas formas. Porém, gostamos de pensar que, no geral, a crise trará um processo de renovação no mercado. Há uma oportunidade para as pequenas e médias editoras ganharem uma visibilidade maior em toda essa jornada de estabelecimento de um novo modelo de mercado.

4- Quais as possibilidades que a internet pode oferecer a vocês?
R - Basicamente, sem a internet seria quase impossível de sobrevivermos como editora. Uma vez que não estamos no eixo Rio de Janeiro/São Paulo, todo nosso trabalho é realizado de modo online. O mar de possibilidades para se trabalhar na internet é imenso. Assim, conseguimos ficar mais próximos dos autores e leitores, recebendo as sugestões, trabalhando as ideias e propostas e tentando chegar em um resultado esperado por eles.

5- O que a grupo Sem Tinta trará de novo aos leitores brasileiros?
R - Tentamos abordar temas únicos, assuntos novos ou que possam se desdobrar do que os leitores querem. Coletâneas de textos que desafiem quem vá escrevê-los e que surpreenda os que irão lê-los. Tudo isso, é claro, em uma edição que possa deixar sua estante ainda mais charmosa.

6- Muitas editoras no Brasil apostam na publicação de coletâneas em cooperação com os autores, esse seria um modelo proposto pelo Sem Tinta?
R - Com certeza! As antologias e coletâneas de contos abrem portas para novos escritores e novas ideias. As antologias são um ótimo lugar para se ter uma visão diferenciada da literatura, saindo dos padrões do gênero e conhecendo novas formas de contar histórias.

7- Como se originou a antologia Cyberlife e quais os objetivos com esta publicação?
R - A antologia surgiu da ideia de pensar no futuro. Deixar um pouco as grades naves espaciais e raios lasers de lado e pensar nas possibilidades de vida. Mas, principalmente, na individualidade que pode haver nessas vidas.

8- Como é a relação de vocês com os escritores?
R - Bem próxima. Por trabalharmos bastante com antologias, sempre estamos próximos dos nossos autores com grupos de Facebook, Whatsapp e pelo Instagram.

9 – Quais os projetos para o futuro que o Grupo Sem Tinta tem em vista?
R - No momento, estamos trabalhando na antologia Nas Mãos da Morte, que traz um conjunto de textos que narra os momentos finais de diversos protagonistas e a visão única de cada um deles diante da morte. Também estamos lançando Rathla, uma novela de dark fantasy que tenta sair um pouco do clichê dos grandes épicos fantásticos e que tem um foco mais investigativo. Mas nosso trabalho mais atual é a antologia Taverna Bode Mágico, que está recebendo textos de High Fantasy para os amantes do bom e velho RPG medieval.

10 – Qual recado você gostaria de deixar para os leitores?
R – Algo bem básico, mas que gostamos de dizer por aqui: leia sempre! Siga no seu ritmo de leitura e leia o quanto puder, só não pare de conhecer novas histórias.

Deixe abaixo links e endereços para que os leitores possam visitar:
www.semtinta.com
www.instagram.com/semtintabr
www.facebook.com/semtintaBR
semtinta@outlook.com


Biografia:
Comecou a escrever depois de um concurso em sala de aula. Dois anos depois ele publicou seu primeiro livro.
Número de vezes que este texto foi lido: 310


Outros títulos do mesmo autor

Resenhas Eternas aventuras de meninos Caliel Alves dos Santos
Resenhas A nova onda cyberpunk Caliel Alves dos Santos
Resenhas Costurando as lembranças de uma vida Caliel Alves dos Santos
Resenhas Um pequeno livro de grandes coisas Caliel Alves dos Santos
Resenhas O olho que tudo vê Caliel Alves dos Santos
Resenhas A gênese do caos Caliel Alves dos Santos
Artigos Monstro verde à espreita Caliel Alves dos Santos
Releases Uma vida Cyberlife Caliel Alves dos Santos
Releases Entrevista com Erick Alves e Nayara Nunes Caliel Alves dos Santos
Releases Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls Caliel Alves dos Santos

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 76.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 48746 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 39040 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 33198 Visitas
Amores! - 32073 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 32064 Visitas
Desabafo - 31695 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 31418 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30793 Visitas
Faça alguém feliz - 30791 Visitas
Vivo com.. - 30448 Visitas

Páginas: Próxima Última