Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Conjuração Lunar - parte 6
Caliel Alves dos Santos

Resumo:
O agente secreto tenta investigar o encontro dos conjuradores, mas sua missão se coloca em grande risco.

O jipe 4x4 atravessou o terreno acidentado rapidamente. Aquela era a fronteira com o lado escuro da Lua. Na infância ele tinha ouvido falar de coisas bizarras sobre a Lua: “que era feita de queijo”, “que havia um cavaleiro a digladiar-se com um dragão eterna-mente” e até “que robôs habitavam aquele pedaço”. Mas no fim os únicos habitantes nativos da Lua eram pedras, bactérias e porque não alguns vírus? Mas agora, trajado numa roupa especial, percebia que a Lua poderia ser muito mais misteriosa e perigosa do que supunha.
    O termolocalizador mostrava que logo atrás do morro a frente estavam reunidos cerca de uma dúzia de pessoas. Ele estacionou o veículo e subiu o monte, tomando uma boa posição do alto. Ele preparou o tripé para eliminar o máximo possível o recuo da arma. Em poucos minutos o rifle de precisão antimaterial, com munição .308 Win e supressor de gases estava montado. A mira telescópica com visão térmica aproximou o atirador dos seus alvos. Tobias lambeu os lábios grossos por trás da viseira do capacete.
    Na sua mira estava Leopold, atrás dele, mais 11 homens fortemente armados. Ao fundo o esqueleto do espaçoporto. Chegando a cena, Franz e seus capangas em um veí-culo lunar. Os VAT não funcionavam fora da cúpula devido à falta de eixos magnéticos polarizados como os da Terra. O magnata desceu com uma maleta na mão.
    Provavelmente deve ser o pagamento, pensou Tobias.
    Ligando o comunicador, ele hackeou a frequência dos conjurados e ouviu a conversa:
    — Pontual como um inglês — disse Leopold.
    — E viril como um alemão — respondeu Franz, ambos eram descendentes de ale-mães.   — Lembre-se do nosso negócio, Luna deve ser sua, o lunádio será nosso.
    — Não se preocupe, temos apoio do Judiciário, do Legislativo e a alta cúpula do Exército é minha, não à toa sou chamado de Grande Líder — disse o líder da conjuração pegando a maleta estendida pelo empresário. — E quanto aquele rato vindo da Terra?
    — Não se preocupe, ele está exatamente onde o queremos.
    Droga! Raciocinou o agente secreto.
    Stump, foi colocado pra dormir com uma coronhada.


Biografia:
Comecou a escrever depois de um concurso em sala de aula. Dois anos depois ele publicou seu primeiro livro.
Número de vezes que este texto foi lido: 28704


Outros títulos do mesmo autor

Resenhas O espírito ainda anda Caliel Alves dos Santos
Artigos A história até a História Caliel Alves dos Santos
Resenhas A paixão como eterno crime culposo Caliel Alves dos Santos
Resenhas Os sonhos não acabam Caliel Alves dos Santos
Resenhas Uma mão sempre arruma uma boa luva Caliel Alves dos Santos
Resenhas Bem-vindo ao Mundo Fantástico Caliel Alves dos Santos
Resenhas Literatura eletrizante! Caliel Alves dos Santos
Resenhas Eternas aventuras de meninos Caliel Alves dos Santos
Resenhas A nova onda cyberpunk Caliel Alves dos Santos
Resenhas Costurando as lembranças de uma vida Caliel Alves dos Santos

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 83.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 58733 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 53279 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 42430 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 39467 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 36096 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 35537 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 34322 Visitas
Amores! - 33802 Visitas
Desabafo - 33421 Visitas
Faça alguém feliz - 32023 Visitas

Páginas: Próxima Última