Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Decadência
Marcos Loures

Resumo:
Soneto

As lembranças dum tempo feliz, belo;
São os restos, mortalhas que carrego.
Quando a noite, feroz, vem logo nego,
Tentando reformar o meu castelo...

Minhas dores, sangradas num cutelo,
São os mares, distantes, que navego...
Os meus sonhos, mentiras que eu emprego,
Catástrofes, reviro com o rastelo...

Alamedas perdidas no passado,
São vielas, favelas, sina, fado...
Minha alma sifilítica definha...

Arrasto meus tormentos pela rua.
Minha esperança morta, vive nua...
A decadência mórbida s’ aninha...


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 33865


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Paixão Violenta Marcos Loures
Poesias Sextina do amor maior Marcos Loures
Poesias Rosa Marcos Loures
Poesias Decadência Marcos Loures
Poesias Coração Marcos Loures


Publicações de número 1 até 5 de um total de 5.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 52733 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 44649 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 43857 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 42128 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 41540 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 41305 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 41304 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 41138 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 40903 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 40867 Visitas

Páginas: Próxima Última