Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Predador
ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI

É difícil encontrar o equilíbrio durante uma crise.
Perdoar, é um gesto nobre, que me consome uma parte.
Fui doutrinado todos os dias, de forma inconsciente a ser orgulhoso.
O orgulho é o antepasto do egoísmo.
Como posso amar, quem me prejudica? Se ele tira minha paz, muitas vezes me despe com suas criticas.
Me pergunto, porque brigamos mais com quem amamos?
Pudor…
Quando amo alguém, destranco portas e janelas, e permito que conheça meu interior, e ao fazê-lo, estou totalmente exposto. Ele gostará de alguns móveis, mas fazendo uso de algo aparentemente bom, vai criticar a limpeza, organização, disposição. Neste momento estou cercado por dois gigantes, o sentimento por você e tudo que ele representa, e aquilo que me sustenta, meu alicerce, minha base. Não há sutileza suficiente no mundo, capaz de impedir que a intimidade faça seu papel de destruição.
Muitos justificarão a necessidade desta destruição, mas poucos calcularão os danos e compreenderão suas consequências.
Entendo agora, porque o período do namoro entre duas pessoas, muitas vezes é a melhor parte. Neste instante, me mostra apenas a fachada de sua casa, estou num período de aceitação, onde sou flexível e apaixonado. Se vejo um trinco na parede, um vaso mal cuidado em sua fachada, estou disposto a aceitar, pois neste instante, suas dificuldades justificam tais descuidos, mas com o passar do tempo, independente da sua evolução, este pequeno trinco vai se tornar uma rachadura, chegando as vezes ao ponto de odiá-la por existir.
Minhas ideias, que antes eram inteligentes, agora são cansativas.
Somos todos predadores numa selva sem caça ou vítimas.


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 33842


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Sempre assim ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias Eterno pairar da Vida ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias Arrisque ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias Como é sua nuca? ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias Um brinde ao protagonista ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias Adias há dias ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias Predador ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias DIFÍCIL EQUILÍBRIO ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias A ÚLTIMA PEÇA ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Contos A DIFERENÇA DAS FORMAS ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 21.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 75698 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 61726 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 50138 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 49935 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 49471 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 49101 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 48844 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 48696 Visitas
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 48661 Visitas
Um dia - Luca Schneersohn 48126 Visitas

Páginas: Próxima Última