Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Saudações Evangélicas (Romanos 16)
Silvio Dutra

“1 Recomendo-vos, pois, Febe, nossa irmã, a qual serve na igreja que está em Cencréia,
2 Para que a recebais no Senhor, como convém aos santos, e a ajudeis em qualquer coisa que de vós necessitar; porque tem hospedado a muitos, como também a mim mesmo.
3 Saudai a Priscila e a Áqüila, meus cooperadores em Cristo Jesus,
4 Os quais pela minha vida expuseram as suas cabeças; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as igrejas dos gentios.
5 Saudai também a igreja que está em sua casa. Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primícias da Acaia em Cristo.
6 Saudai a Maria, que trabalhou muito por nós.
7 Saudai a Andrônico e a Júnias, meus parentes e meus companheiros na prisão, os quais se distinguiram entre os apóstolos e que foram antes de mim em Cristo.
8 Saudai a Amplias, meu amado no Senhor.
9 Saudai a Urbano, nosso cooperador em Cristo, e a Estáquis, meu amado.
10 Saudai a Apeles, aprovado em Cristo. Saudai aos da família de Aristóbulo.
11 Saudai a Herodião, meu parente. Saudai aos da família de Narciso, os que estão no Senhor.
12 Saudai a Trifena e a Trifosa, as quais trabalham no Senhor. Saudai à amada Pérside, a qual muito trabalhou no Senhor.
13 Saudai a Rufo, eleito no Senhor, e a sua mãe e minha.
14 Saudai a Asíncrito, a Flegonte, a Hermes, a Pátrobas, a Hermas, e aos irmãos que estão com eles.
15 Saudai a Filólogo e a Júlia, a Nereu e a sua irmã, e a Olimpas, e a todos os santos que com eles estão.
16 Saudai-vos uns aos outros com santo ósculo. As igrejas de Cristo vos saúdam.
17 E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles.
18 Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos simples.
19 Quanto à vossa obediência, é ela conhecida de todos. Comprazo-me, pois, em vós; e quero que sejais sábios no bem, mas simples no mal.
20 E o Deus de paz esmagará em breve Satanás debaixo dos vossos pés. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém.
21 Saúdam-vos Timóteo, meu cooperador, e Lúcio, Jasom e Sosípatro, meus parentes.
22 Eu, Tércio, que esta carta escrevi, vos saúdo no Senhor.
23 Saúda-vos Gaio, meu hospedeiro, e de toda a igreja. Saúda-vos Erasto, procurador da cidade, e também o irmão Quarto.
24 A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém.
25 Ora, àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério que desde tempos eternos esteve oculto,
26 Mas que se manifestou agora, e se notificou pelas Escrituras dos profetas, segundo o mandamento do Deus eterno, a todas as nações para obediência da fé;
27 Ao único Deus, sábio, seja dada glória por Jesus Cristo para todo o sempre. Amém.”.

Paulo começou as recomendações e saudações finais da epístola citando o nome de Febe, e que fosse bem recebida pela Igreja de Roma. Ela era provavelmente uma diaconisa da Igreja de Cencréia, que ficava numa cidade portuária próxima de Corinto, como se vê no primeiro versículo.
Ele havia hospedado a muitos cristãos em sua residência, inclusive ao próprio Paulo.
Convém lembrar que Paulo estava escrevendo esta epístola aos Romanos quando se encontrava no final da sua terceira viagem missionária em Corinto.   
Paulo pediu que Áquila e Priscila fossem também saudados, porque haviam sido seus cooperadores no evangelho tendo se exposto a perigos de perderem suas próprias vidas por causa de Paulo, motivo pelo qual lhes era grato, assim como todas as igrejas dos gentios, como se vê nos versos 3 e 4.   
Vale recordar que Priscila e Áquila residiam em Roma, mas haviam sido expulsos de lá quando o imperador romano Cláudio, decretou que todos os judeus fossem expulsos de Roma, como se vê em At 28.2.
Paulo havia feito contato com eles em Corinto porque eram da mesma profissão dele (fabricantes de tendas); e como estavam sendo saudados agora em Roma, significa que por ocasião da escrita de Romanos, havia retornado à sua antiga residência, onde estava funcionando uma Igreja.
Quando Priscila e Áquila estiveram em Éfeso eles tiveram também uma igreja funcionando na casa deles naquela cidade, como se vê em I Cor 16.19.
O próximo a ser citado nas saudações finais de Paulo foi Epêneto, a quem ele chamou de “meu amado”, assim como também chamou a Amplias no verso 8, e a Eustaquis no verso 9, sendo que Epêneto foi um dos primeiros a se converterem na região da Acaia, sendo que ele se encontrava agora em Roma.
Ele citou também a Maria, referindo-se a ela como alguém que havia trabalhado muito por ele, no verso 6.
Andrônico e Júnias foram também citados no verso 7, que eram parentes de Paulo segundo a carne, e também que haviam sido companheiros numa prisão que Paulo havia sofrido antes da prisão que ainda viria a sofrer em Jerusalém, e que certamente, não haviam sido seus companheiros quando havia sido encarcerado em Filipos. Então esta prisão que Paulo havia sofrido por causa do evangelho juntamente com eles, não se encontra no registro do livro de Atos.
É dito também pelo apóstolo que Andrônico e Júnias haviam se distinguido entre os apóstolos e que haviam se convertido a Cristo antes dele.       
O fato de dizer que haviam se distinguido entre os apóstolos não significa que eram apóstolos, mas que a santidade deles havia sido reconhecida pelos apóstolos do Senhor.
Urbano foi citado no verso 9 como cooperador em Cristo.
Apeles foi citado no verso 10 como sendo aprovado em Cristo, por causa do seu caráter e santidade reconhecida por todos na obra de Cristo.
Duas famílias foram saudadas nos versos 10 e 11: a de Aristóbulo, e a de Narciso, a saber aos convertidos no Senhor destas famílias, cujos cabeças eram Aristóbulo e Narciso.
Um outro parente de Paulo também foi citado na saudação, no verso 11, o qual se chamava Herodião.
Três mulheres são citadas, para honra delas, como os demais que estavam sendo citados por Paulo, por terem trabalhado na obra do Senhor. Seus nomes eram Trifena, Trifosa e Pérside. Sendo que esta última foi chamada de amada, e que havia trabalhado muito no Senhor, destacando-se assim, além das outras duas, como se vê no verso 12.
Rufo foi citado como eleito no Senhor, o que comprova que podemos saber pela testificação do Espírito quais são os eleitos de Deus que se converteram a Ele, apesar de não podermos saber quem é eleito antes da sua conversão, a não ser que nos seja feita uma revelação especial do Espírito, o que é muito raro, e que se pode entender das palavras de Paulo em I Cor 7: “como sabes ó mulher que teu marido se converterá?”.
Isto não é revelado a ninguém, para que nenhuma pessoa se sinta impedida de buscar a sua salvação no Senhor, e todo o que vier a Ele não será rejeitado.
A mãe de Rufo foi também citada, e Paulo disse que ela era também como uma mãe para ele. Paulo havia recomendado a Timóteo que tratasse as mulheres idosas como a mães (I Tim 5.2).
Outras pessoas foram saudadas sem menções especiais a elas nos versos 14 e 15:
“14 Saudai a Asíncrito, a Flegonte, a Hermes, a Pátrobas, a Hermas, e aos irmãos que estão com eles.
15 Saudai a Filólogo e a Júlia, a Nereu e a sua irmã, e a Olimpas, e a todos os santos que com eles estão.”.
E para que ninguém fosse omitido nestas saudações Paulo pediu que eles se saudassem uns aos outros com ósculo santo, e que todas as Igrejas de Cristo lhes saudavam, como se vê no verso 16.
Paulo fez uma pausa nas saudações para mais algumas recomendações de caráter prático quando ao dever de vigiarem aqueles que promoviam dissensões e escândalos contra a doutrina que haviam aprendido, para que não se unissem a eles, como se vê no verso 17.
Porque tais pessoas não servem a Jesus, senão ao próprio ventre, isto é, o interesse deles é somente o de explorar financeiramente o rebanho, e alcançam seus objetivos usando de palavras suaves e elogios para enganarem os corações dos simples, que não conhecem o caráter exortativo e a disciplina do evangelho, como se vê nos versos 17 e 18.
No entanto Paulo fizera isto à guisa de alerta, porque ele já havia mencionado antes a bondade e o conhecimento dos cristãos romanos, bem como reforçou tais palavras agora no verso 19 referindo-se à obediência deles, e que era conhecida de todos, motivo pelo qual se comprazia neles, mas queria que eles fossem sábios para o bem, e símplices para o mal.     
Depois desta palavra de alerta, ele lhes lembrou que o Deus de paz esmagaria em breve Satanás debaixo dos pés deles. E lhes desejou que a graça de Jesus fosse com eles, no verso 20.
Mas quando parecia que já tinha encerrado de novo a epístola ele retomou as saudações, para mencionar os nomes daqueles que se encontravam com ele em Corinto e que também estavam saudando os romanos.
Então Paulo disse que também estavam lhes saudando Timóteo, seu cooperador, Lúcio, Jasom, que era o chefe da sinagoga de Corinto e que havia se convertido, e Sosíprato, os quais Paulo chama de seus parentes. É possível que todas estas citações meus parentes, era um indicativo de serem judeus, porque afinal, todos eles tinham uma descendência comum em Jacó, como se lê no verso 21.
Tércio, que foi o amanuense desta epístola aos romanos, isto é, que a havia escrito enquanto o apóstolo lhe ditava as palavras que deveria escrever também os saudou, conforme lemos no verso 22.
Paulo estava hospedado na casa de Gaio, quando escreveu esta epístola, e a residência de Gaio ficava em Corinto, o qual foi um dos poucos que haviam sido batizados por Paulo.
Ele também estava enviando saudações aos romanos, juntamente com Erasto, procurador de Corinto, e o irmão Quarto, como lemos no verso 23.    
Mais uma vez Paulo desejou que a graça de Jesus fosse com todos os cristãos de Roma, no verso 24.
Ele encerrou finalmente a epístola pedindo aos romanos que orassem ao Senhor porque era poderoso para confirmá-los segundo o seu evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério que esteve oculto desde os tempos eternos; mas que foi manifestado agora . e notificado pelas Escrituras dos profetas, segundo o mandamento do Deus eterno, para ser pregado a todas as nações para a obediência da fé, como lemos nos versos 25 e 26.
Mais uma vez Paulo destacou portanto o caráter do único e verdadeiro evangelho que deve ser pregado em todas as nações, que era o evangelho que Ele pregava, e ao qual Ele nos revelou nesta epístola que escreveu aos Romanos.
De maneira que todo aquele que desejar saber o que é o evangelho de Cristo, e não apenas saber coisas sobre o evangelho, poderá conhecê-lo através da meditação e do estudo meticuloso desta epístola que foi escrita aos Romanos.
A epístola foi encerrada com as seguintes palavras do apóstolo, no verso 27:
“Ao único Deus, sábio, seja dada glória por Jesus Cristo para todo o sempre. Amém.”.
De fato, depois de tudo o que aprendemos no estudo desta epístola, devemos reconhecer que toda a glória deve ser tributada somente a Deus, por causa de Jesus Cristo, em todas as coisas, e não apenas na pregação do evangelho.


Biografia:
Servo de Deus, que tendo sido curado, pela graça de Jesus, de um infarto do miocárdio e de um câncer intestinal, tem se dedicado também a divulgar todo o material que produziu ao longo dos 43 anos do seu ministério, que sempre realizou para a exclusiva glória de Deus, sem qualquer interesse comercial ou financeiro. Há alguns anos atrás, falou-me o Senhor numa visão que eu fosse ter com os puritanos e com Martyn LLoyd Jones. Exatamente com estas palavras. Por incrível que possa parecer, até então, nunca havia ouvido falar sobre os puritanos e LLoyd Jones. Mais tarde, fui impelido pelo Senhor a divulgar todo o material que havia produzido como fruto do referido estudo. Você pode ler e baixar estas mensagens nos meus seguintes blogs e site: http://livrosbiblia.blogspot.com.br/ Comentário dos livros do Velho Testamento https://www.legadopuritano.com/ https://spurgeonepuritanos.net/ https://jenyffercarrandier.wixsite.com
Número de vezes que este texto foi lido: 53940


Outros títulos do mesmo autor

Artigos Deus Requer Santificação aos Cristãos 3 Silvio Dutra
Artigos Deus Requer Santificação aos Cristãos 2 Silvio Dutra
Artigos Deus Requer Santificação aos Cristãos 1 Silvio Dutra
Artigos Porque a Vida Eterna é Dependente da Fé Silvio Dutra
Poesias O Selo do Crente Silvio Dutra
Artigos O EVANGELHO QUE NOS LEVA A OBTER A SALVAÇÃO Silvio Dutra
Artigos O Real Sentido da Vida Silvio Dutra
Artigos Satisfação Silvio Dutra
Poesias Salvação sem Jesus? Silvio Dutra
Artigos Quem São os Puritanos? Silvio Dutra

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 2088.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
JASMIM - evandro baptista de araujo 68958 Visitas
ANOITECIMENTOS - Edmir Carvalho 57879 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 56696 Visitas
Camden: O Avivamento Que Mudou O Movimento Evangélico - Eliel dos santos silva 55765 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 55001 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 54857 Visitas
Sobrenatural: A Vida de William Branham - Owen Jorgensen 54816 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 54755 Visitas
O TEMPO QUE MOVE A ALMA - Leonardo de Souza Dutra 54691 Visitas
ENCONTRO DE ALMAS GENTIS - Eliana da Silva 54661 Visitas

Páginas: Próxima Última