Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Pequena flor
Matilde Diesel Borille

Ah! não sair jamais sem asas.
Não podia.
Algo de flor nascia
e por graus etérea
num coração aberto se fazia.
E anjos dos planos rupa,
distante, na noite, via-se,
tomando conta dela,
aproveitando o momento com ela,
tecendo dentro dela o sagrado.
Ela terá o mistério do sagrado
e a face adornada por brilhos,
que teus olhos
- suave distração dos meus -
cerrados em gozo de paz,
desejarão beijar, beijar, beijar...
E isso de tocar com olhos tristes
o que teu coração ama tanto,
talvez te leve inteiro a perseguir
a pureza integral do teu ser.
E isso é tão grande,
que talvez te leve a querer,
num voo adorável dividir o céu.
E isso talvez nos salve.



Biografia:

Este texto é administrado por: MATILDE DIESEL BORILLE
Número de vezes que este texto foi lido: 146


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Alegro de bravura Matilde Diesel Borille
Poesias A música nunca parou Matilde Diesel Borille
Poesias A delicadeza do amor Matilde Diesel Borille
Poesias O perfume da memória Matilde Diesel Borille
Poesias Andarilhos do mundo Matilde Diesel Borille
Poesias Algo mais de amor do que o normal Matilde Diesel Borille
Poesias A paz Matilde Diesel Borille
Poesias És rosa Matilde Diesel Borille
Poesias Chuva ensolarada Matilde Diesel Borille
Poesias Em luz da lua Matilde Diesel Borille

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 45.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 30160 Visitas
eu sei quem sou - 30080 Visitas
sei quem sou? - 30076 Visitas
viramundo vai a frança - 30053 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30025 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 30020 Visitas
MENINA - 30005 Visitas
camaro amarelo - 29995 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29974 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 29958 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última