Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Álacre vontade
Matilde Diesel Borille

Nasceu alguma coisa bem de coração e alma,
à luz da lua ligeiramente fosforescente,
até a paixão em fina, delicada crescente,
lançada ao céu se alongou sonora e calma.

Álacre vontade a do fogo num tremor sutil,
à luz da noite, visível, em imenso esplendor,
sublimado tal a fumaça do incenso de flor,
vir a se inclinar beijando o meu corpo febril.

Num sonho a correr pelo meio da tua boca,
tal qual delicados lábios trêmulos de desejo,
sucumbiu ao fascínio louco que é o teu beijo.

À ponta da caneta esquecer-te-ei, todavia,
do tudo-nada, um pingo, um pouco de lágrima,
será a rega do nosso jardim de brancas sálvias.


Biografia:

Este texto é administrado por: MATILDE DIESEL BORILLE
Número de vezes que este texto foi lido: 390


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Ninfeias Matilde Diesel Borille
Poesias Ama-me nas rosas Matilde Diesel Borille
Poesias Amor pra vida Matilde Diesel Borille
Poesias Na rua de uma árvore só Matilde Diesel Borille
Poesias Alegro de bravura Matilde Diesel Borille
Poesias A música nunca parou Matilde Diesel Borille
Poesias A delicadeza do amor Matilde Diesel Borille
Poesias O perfume da memória Matilde Diesel Borille
Poesias Andarilhos do mundo Matilde Diesel Borille
Poesias Algo mais de amor do que o normal Matilde Diesel Borille

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 49.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
Vivo com.. - 30823 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 30515 Visitas
eu sei quem sou - 30395 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 30392 Visitas
camaro amarelo - 30341 Visitas
sei quem sou? - 30336 Visitas
viramundo vai a frança - 30322 Visitas
MENINA - 30284 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 30269 Visitas
A menina e o desenho - 30211 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última