Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ESTAMOS NESTA VIDA POR EMPRÉSTIMO
Estamos nesta vida por empréstimo
Henrique Pompilio de Araujo

Resumo:
Estamos nesta vida de passagem, por uns tempos. Estamos sanando nossos débitos de vidas passadas e angariando créditos para o futuro.

ESTAMOS NESTA VIDA POR EMPRÉSTIMO
     Nós estamos nesta terra por empréstimo. A maioria de nós nascemos nesta terra mesmo. Não tem lógica termos renascido num planeta de paz, de amor, de luz, ou seja, num paraíso. As coisas não são assim. Chega de falar que viemos de Capela, de Orion, de Sírios, de Andrômeda, das Pleiades. Só porque um sujeito escreveu um livro falando dos Exilados de Capela, para todos os espíritas dizerem que todos viemos daquele planeta. Que merecimento tínhamos para renascer logo de cara num planeta evoluído. Alguns de nós vieram de lá sim, mas a maioria não.
     Deus nos criou simples e ignorantes, mas este negócio de termos nascido num paraíso é muito controverso. Já fomos logo para um planeta evoluído? Não teria que termos nascido num planeta que estava começando também? O Espírita seguidor de Kardec aprendeu que tudo tem que ser posto a luz da razão, mas parece acreditar em tudo que certos escritores falam. A evolução é com todos, isto acontece com os planetas e com as pessoas. Tudo vai evoluindo com o tempo.
     Aqui nesta terra quase todos acreditam que foram expulsos de Capela e outros de Orion e de outros planetas. Eles são muito mais evoluídos que a terra. Vamos tirar isto da cabeça. Renascemos na terra, estamos evoluindo lentamente com a terra e um dia podemos ir para um planeta melhor ou também para um pior, pois tudo depende de nós.
     Aqui nesta terra todos nós estamos cometendo um grande erro. Estamos reencarnando e desencarnando sem aprender nada. Este vai e vem têm acabar um dia. Estamos ora aqui encarnado, ora desencarnado, não fazemos quase nada de bom. O processo se torna cada vez mais lento. Eu que me lembro de pessoas que conviveram comigo há dois mil anos, vejo que evoluíram muito pouco. Dá vontade até de falar com estas pessoas: olha eu conheci você na Itália há mais de dois mil anos. Você agia assim, assim assado e agora você ainda continua do mesmo jeito? Foi isto o que o meu mentor me disse e me mostrou aquela vida que tive. A partir daquele dia dei um basta e tenho procurado me melhorar. Do contrário só fico uma hora aqui e outra hora lá e cada vida com mais sofrimentos, pois continuo negligente do mesmo jeito.
     O meu pai quando partiu para a espiritualidade veio logo me procurar. Ele estava sofrendo por três coisas que ele fez aqui na terra: não soube amar, não praticou a caridade e era violento. Só abriu os olhos do outro lado, mas estamos vendo isto acontecendo com todo mundo e as pessoas não abrem os olhos. A pessoa vem dar uma palestra no Lar, falando sobre amor, sobre caridade, mas ao sair vamos pedir uma ajuda a esta pessoa e ela se recusa terminantemente a nos ajudar. Por que falar falsidade perante o público? É triste isto, mas é verdade. Que adianta a pessoa praticar a caridade de um lado e as vezes no mesmo local criticar esta ou aquela pessoa, falando aberrações sobre ela até mesmo sem ter muitos conhecimentos sobre a pessoa.
     Nós somos tão materialistas que quando estamos numa sessão mediúnica ou em qualquer lugar, só vemos aquilo que está densificado. Aquilo que é palpável, que está ali materializado, não vemos nada mais. Um espírito evoluído vai ver numa sessão mediúnica as pessoas que estão ali, os móveis, além do mais vê também os espíritos obsessores, os espíritos evoluídos, pessoas de outro mundo. Nós achamos que só tem aquilo que estamos vendo com nossos olhos materiais. Daí a distância que nos separa entre a matéria visível e a invisível. Temos várias dimensões nesta terra, mais de 7 e é por isto que Paulo dizia do 7º. Céu. Nós só vemos nossa mesquinha terra e mais nada. E ainda duvidamos de algumas pessoas que veem um pouco além.
     Eu sou uma pessoa que fico observando todas as pessoas que vem dar palestra em nosso Lar. Já fomos muito humilhados por certos oradores e dão uma palestra bonita, mas não fazem nada do que falam. Eu tenho muito vergonha de falar uma coisa e fazer outra, por isto procuro seguir ao mestre Jesus o máximo que posso. Sou ainda um aprendiz, mas a gente precisa ir tirando nossas arestas negativas.
     Sabemos que o homem é materialista por excelência, não adianta falar que não é materialista, porque é. O materialismo não é só por bens materiais, mas é também pelos membros familiares. Eu devo ir me despregando de todas as pessoas desta terra. Ter todos como irmãos e não ficar grudado como carrapatos. Não nascemos pregados em ninguém e nossos parentes hoje, podem não ser nossos parentes amanhã e muitos são agregados e estão conosco para nos ensinar ou para aprender.
     As reencarnações têm um limite. Chegará um dia em que nós não vamos mais poder reencarnar aqui. Ou porque evoluímos muito ou porque não evoluímos nada. Um dia vamos ter que ficar eternamente no mundo espiritual, porque aí é a nossa casa. Muitos desta terra não mais voltarão a este torrão. Esta é a última oportunidade, mas que nós saiamos daqui melhores e não piores, pois aí teremos que ir para planetas ainda mais inferiores.


Biografia:
Henrique Pompilio de Araújo, nascido em Campo Mourão PR e radicado em Cuiabá MT. Começou a escrever desde cedo. Professor aposentado, bacharel em Direito e Teologia. Trabalhou em diversas escolas em Cuiabá e alguns jornais do Estado. Publicou sua primeira obra em 1977: Secos & Molhados - Poemas. Ultimamente publicou outros livros: "Flores do Além" Poemas, "Contos da Espiritualidade" - Contos, "Nas curvas da vida" Memórias, "Cinquenta contos" Contos. Há muitas obras ainda esperando edição.
Número de vezes que este texto foi lido: 53032


Outros títulos do mesmo autor

Ensaios COMO VIVER MAIS DE CEM ANOS Henrique Pompilio de Araujo
Ensaios COLÔNIA DAS ÁGUAS Henrique Pompilio de Araujo
Ensaios CIÊNCIAS OCULTAS Henrique Pompilio de Araujo
Ensaios CIDADES UMBRALINAS Henrique Pompilio de Araujo
Ensaios Chico deu continuidade às obras de Kardec Henrique Pompilio de Araujo
Ensaios AVISO DOS PLEIADIANOS Henrique Pompilio de Araujo
Ensaios Almas gêmeas, existem ou não existem? Henrique Pompilio de Araujo
Ensaios A minha missão na terra Henrique Pompilio de Araujo
Poesias A escuridão é poderosissima Henrique Pompilio de Araujo
Poesias Energia dos Espíritos Henrique Pompilio de Araujo

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 62.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
JASMIM - evandro baptista de araujo 69106 Visitas
ANOITECIMENTOS - Edmir Carvalho 58001 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 57663 Visitas
Camden: O Avivamento Que Mudou O Movimento Evangélico - Eliel dos santos silva 55940 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 55260 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 55257 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 55161 Visitas
Coisas - Rogério Freitas 55031 Visitas
ENCONTRO DE ALMAS GENTIS - Eliana da Silva 55019 Visitas
Sobrenatural: A Vida de William Branham - Owen Jorgensen 54996 Visitas

Páginas: Próxima Última