Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ESPESSOS REFLEXOS 14 IND 14 ANOS
DE RICO FOG E IONE AZ
paulo ricardo a fogaça

Resumo:
BOM

Sariel é levado pelos ex soldados seus para outro lugar.
    - O que vai fazer quando Félix retornar?
    - Eu, nada, talvez eu possa dizer que você ganhou na luta.
    - Não, ele nunca acreditaria nisso.
    - Também acho, sabe, mais com isso talvez, sim.
    Luiza enfia um pedaço de aço que trouxera no bolso no braço de Celine, a companheira dela grita ali em dor tendo o braço consumido por algo abrasador, logo Luiza retira o aço e fica uma ferida aberta ali.
    - Você quase me matou.
    - Só te dei motivos para que continue na batalha.
    - Ele vai acreditar?
    - Depende de ti, só de ti. Luiza sai dali indo para o quarto, Celine sai da sala e ao abrir a porta corre para a rua a caça de carne.
    Já passa das 4 da manhã quando ela termina de consumir a carne de uma drogada num bairro afastado.
    Nelson ali num prédio abandonado é rodeado por 4 anjos.
    - Por que me trouxe de volta?
    - Acho que não sabe, seu interior ainda é bom.
    - O quê?
    - Você não foi tomado por completo aos demônios.
    - Como assim?
    - Sabe Nelson, em outro planos, outras épocas ja serviste ao nosso mestre.
    - Seu mestre.
    - Sim, mais depois te explico.
    - O que querem de mim?
    - Sabe que a guerra vai acontecer?
    - Não se fala de outra coisa.
    - De que lado vai estar?
    - De vocês lógico, me salvaram.
    - Bom, bom saber, precisamos que faça algo por nós.
    - O quê?
    - Você terá de voltar para lá.
    - Por quê?
    - Por que Sariel foi mutilado.
    - O quê?
    - Uma que esta do nosso lado deu um jeito nele por momento.
    - Luiza?
    - Como sabe?
    - Ela tem um jeito..........
    - Peculiar?
    - Sim.
    - Ainda não sabemos até quando mais temos tido contato com ela.
    - Saibam que ela pode ser perigosa.
    - Também o somos Nelson, ela sabe muito bem disso.
    - Acredito.
    Nelson ascente com aquilo e ouve o que o anjo lhe diz.
    Jonas chega no hospital e segue com Seiã e o grupo que fora tomado por demônios, Erizeu termina de riscar novas runas e mais criaturas ocupam este tempo.
    - Bom saber que temos um grande batalhão a nosso serviço.
    - Sim mestre.
    Ao fundo de um armazém, 3 garotas estão amarradas e sendo cuidadas por Luiza e Celine.
    - Essas foram as melhores que conseguiram?
    - Foi as que eu vi de fácil manejo.
    - Imcompetente.
    Jonas grita com Luiza que se curva ali, logo as 3 garotas são degoladas e as Linfas possui os corpos vindo para o mando do mestre.
    - Olá queridas.
    As garotas agora possuidas são soltas e desaparecem pelas ruas a procura de carne logo saciando a vontade de seus instintos assassinios.
    - Estão vendo, elas nunca se cansam e sempre estão a meu bel prazer, trabalhar e caçam como exímias no que são, diferentes de algumas por aqui.
    - Tão exímias que matam aos seus. Ao dizer aquilo, Luiza tem seu pescoço enredado nas mão de Jonas.
    - Por que ainda te deixo viva, garota infernal?
    - Por que sabe que não estou contra ti.
    - Deve ser por isso. Ele a solta e logo Luiza se recupera daquilo, Félix chega neste momento.
    - Perco algo?
    - Depende do que diz por algo?
    Responde Jonas logo surpreso com a vinda de outro elemento junto de Félix.
    - Jeniel.
    - Olá, vim ver e quem sabe participar um pouco deste que já é considerado o embate dos tempos, Haades esta em frissom com este mundo e com o que esta por acontecer.
    Jonas não gosta do que vê e ouve ali mais não se abala, Félix observa a todos, pergunta por Elza.
    - Ela não esta?
    - Como?
    - Acho que fora junto com Nelson.
    - Como assim, ele não fora morto?
    Luiza se aproxima de Félix.
    - Tudo indica que fora salvo por forças maiores, entende?
    - Que tipo de forças?
    - Anjos.
    - Não pode ser. Félix olha com ódio para todos ali.

                             17092020............







                     Elaz termina ali o pastel perto de Nicolau.
   - Obrigado.
   - Pegaram pesado contigo.
   - Graças retornei.
   - Foi por graças mesmo, aos anjos te querem bem.
   - E então?
   - Terei de voltar.
   - Sabe que não precisa mais ficar nisso tudo, já fez sua parte no combinado.
   - Sei, mais agora tenho que ajudar Nelson.
   - O padre, Elza, acorde, ele tem que sair por si próprio.
   - Você não gosta dele?
   - Elza, ele pode ser aliado.
   - Não, isso não, ele me ajudou e sentiu sua graça.
   - Sei, mais ainda é um tanto estranho.
   - Como?
   - Quando e como Sariel o matou, ele não teria tempo de ser salvo, nem por um anjo.
   - O quê?
   - Quem o salvou me disse, quando se aproximou dele, ele já tinha sido tocado.
   - Como, por quem?
   - Esse é o mistério, não conseguiram rastrear, com certeza algo com forte poder e magia obscura.
   - Possessão?
   - Pode ser.
   - O único que poderia ter feito isso seria.......
   - Félix.
   - Impossível, ele não demonstrou qualquer ânimo para com Nelson.
   - E se tudo for encenação, teatro.
   - Não, acho que os anjos tem feito ruim para ti.
   - Só tome cuidado com ele.
   - Tá certo, tudo bem.
   Elza desaparece e Nicolau também.
   Neu termina de estender as roupas no varal quando Nico entra indo para seu quarto.
   - Nico preciso te falar algo.
   - Depois.
   - Mais é que..........
   Nicolau segue rápido para o quarto e Neu ali.
   - Nem quis escutar que tem visita a sua espera no quarto.
   Ele segue até sentir forte energia e com cautela diminui os passos e retira do bolso uma pedra verde, logo esta torna-se uma adága.
   Abre a porta e ali na sua cama uma mulher alta morena.
   - Olá Nicos, quanto tempo hein.
   - Linfa.
   Ele entra e logo fecha a porta, a mulher sai da cama e desenrola um chicote trabalhado no arame e pregos.
   - Veio me matar?
   - Quase isso. Ele avança nela mais logo é contido preso ao chicote dela, te4ndo sua carne cravada nos pregos envenenados.
   - Termine logo.
   Ela se aproxima dele e Nico sente um forte odor de enxofre.
   - Ainda usam a mesma fragância nos haades?
   - Por que não pergunta ao caseiro de lá.
   - Acho que vou, só não hoje.
   Num salto ele rodopia no ar e se solta, a Linfa tenta agarra-lo de novo mais sem sucesso, Nico consegue segura-la e ali tendo o pescoço sufocado ela grita em dor.
   - Vai logo e conte o que seus mestres querem?
   - Que saia do caminho.
   - Para quê?
   - Você sabe bem.
   - O bispo?
   - Ele já esta morto.
   - Se já esta, por que me faz uma visita da qual nunca aceitei, sabe o que penso, seus mestres estão com medo, só isso.
   - Morra. A Linfa se solta e tenta cravar uma espécie de espinha de ferro no corpo de Nico, porém ele é mais rápido e a corta em duas vezes, fazendo a guerreira sangrar ali e desaparecer.
   Nico verifica todo o quarto em busca de algum rastreador e nada, logo Neu entra ali.
   - Oi, ué, cadê a moça que ficou a sua espera aqui?
   - Ela teve de ir.
   - Logo, tão cedo, você foi legal com ela Nico?
   - Por favor Neu, preciso arrumar minhas coisas.
   - Vai viajar?
   - Sim, terei de sair por uns dias.
   - Tudo certo, mais aconteceu algo?
   - Não, por enquanto não, depois eu te explico melhor tá.
   - Tá, tá certo. Neu sai deixando Nico ali arrumando a bolsa para viajar.
   A campainha toca e Neu atende, ali a sua frente uma mulher branca alta.
   - Oi.
   - Oi, o Nicolau está, por favor?
   - Sim, vou chama-lo, entre e aguarde.
   - Não precisa, ele virá, de um jeito ou de outro.
   - O quê?   Nisso Neucy tem uma faca fincada no peito, quando vai gritar lhe cortam seu pescoço, caindo ali frente a mulher, logo a sala é tomada de fogo.
   Nico sente algo e sai correndo do quarto, chegando na sala encontra Neu ali morta em meio ao fogo.
   Suas asas são abertas e logo o fogo acaba, ele vai até Neu que esta morta, ele tenta traze-la.
   - Não, deixe-a.
   - Gabriel.
   - Ela foi levada ao Criol.
   - Criol?
   - Sim, foi morta por Linfas.
   - Por que, por que logo ela, um ser tão amável e simples.
   - Escute Nico, isso já é o aviso, a guerra ja começou, temos que reforçar as barreiras diamantadas.
   - Vou fazer isso.
   - Fique com a gente, sem desespero, você ja sabia que isso poderia ocorrer, e ela ainda pode obter a grande graça.
   - Ele vai intervir?
   - Acredito que sim.
   - Vamos, por favor.
   - Tudo bem.


Biografia:
amo escrever e ler
Número de vezes que este texto foi lido: 43


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas A IDADE E SEUS DECANTOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 8 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 7 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 6 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 5 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 4 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 3 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 2 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 1 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Crônicas A LIVE E A POLÊMICA, ETC paulo ricardo a fogaça

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 42.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 69405 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55890 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 47399 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44616 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44275 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43900 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 42792 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41778 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41527 Visitas
viramundo vai a frança - 40967 Visitas

Páginas: Próxima Última