Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Nossa superioridade em xeque
DIRCEU DETROZ

Mascarados, a pergunta que os humanos se fazem é quando a pandemia da Covid-19 acabará. Com a superioridade da raça posta em xeque, creio não ser esta a pergunta correta. Ainda lutando contra a atual e longe de vencê-la, a melhor pergunta seria: Quando enfrentaremos uma nova pandemia.

Saber exatamente quando é impossível. Possível é afirmar que pandemia igual a esta agora se junta aos terremotos, aos tsunamis as erupções vulcânicas e aos asteroides vindos do espaço. Quando ninguém sabe. Que acontecerá é certeza absoluta. E nossa fragilidade não permite nos prepararmos adequadamente para enfrentá-los.

Por falar em mascarados, no caso da Covid-19 para mascarar uma superioridade inexistente, fazemos uso de bravatas. Associamos o vírus com qualquer outra infecção viral que conhecemos. Criamos teorias conspiratórias buscando os fabricantes do vírus. Quem lucraria com a pandemia. Até uma “casta” dos que negam à ciência foi exposta e ridicularizada.

Se alguém que pertence a casta dos negacionismo chamado Donald Trump chegou a afirmar que o vírus foi fabricado num laboratório chinês, podemos imaginar as teorias que nascem nas classes que estão abaixo nesta pirâmide. Colocar a ciência em xeque não pode ser atribuída a uma raça superior. Isto é uma clara demonstração de ignorância. Despindo-nos desta máscara, mostramos a nudez da nossa inferioridade.

Fato. É preciso saber os caminhos que vírus como os da classe que provocou esta pandemia percorrem até atingir os humanos. Isto colocará a ciência mais próxima de encontrar as curas. Da fabricação de vacinas. Quando isto acontecer novamente e acontecerá, possivelmente não veremos em países de Terceiro Mundo ideologias políticas guerreando por um remédio milagroso.

No mesmo rol dos que negam a ciência, podemos incluir aqueles que se negam a mudar seus hábitos. Alguns hábitos humanos são nocivos a vizinhos, cidades, países e até mesmo toda a humanidade. Fica fácil demais atingidos por tragédias e empilhando mortos, sair apontando o dedo acusando os morcegos e os pangolins.

Estudos minuciosos indicam ter sido este o caminho percorrido pelo vírus causador da pandemia que se tornou planetária. Nada de um cientista maluco com tubos de ensaio dentro de um laboratório. Mesmo que não pareça, na natureza tudo é simplicidade. Do hospedeiro natural, o morcego para o hospedeiro intermediário, um delicioso Pangolim. Dali para os humanos. Neste script, a destruição das florestas ocupa todo um capítulo.

Em espécies de morcegos da China, foram catalogados pelo menos 500 coronavírus diferentes. Suas vítimas são animais como o Pangolim, o Civeta e o Dromedário. O castigo muitas vezes merecido sobra para a raça “superior”.


Biografia:
Sou catarinense, natural da cidade de Rio Negrinho. Minhas colunas são publicadas as sextas-feiras, no Jornal do Povo. Uma atividade sem remuneração.Meus poemas eu publico em alguns sites. Meu e-mail para contato é: dirzz@uol.com.br.
Número de vezes que este texto foi lido: 247


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas A vez do ciclone DIRCEU DETROZ
Crônicas Bonecas de porcelana DIRCEU DETROZ
Crônicas O murmúrio da verdade DIRCEU DETROZ
Crônicas O filão da autoajuda DIRCEU DETROZ
Crônicas A falta de sorte deles DIRCEU DETROZ
Poesias TEMPORÁRIO DIRCEU DETROZ
Crônicas A História e a lenda DIRCEU DETROZ
Crônicas Um inimigo desconhecido DIRCEU DETROZ
Poesias BOIADAS DIRCEU DETROZ
Crônicas Nossa superioridade em xeque DIRCEU DETROZ

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 992.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 66182 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55131 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 43691 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43305 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 42917 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 40840 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 39657 Visitas
Amores! - 38195 Visitas
Desabafo - 37441 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 36459 Visitas

Páginas: Próxima Última