Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Da placenta ao Antropoceno
DIRCEU DETROZ

Na semana passada, dois estudos e uma reportagem sobre um artigo da Universidade Federal do Paraná falavam sobre ele. O plástico. Quando o futuro trágico bater à porta dos humanos, o plástico será apontado como um dos vilões responsáveis pela extinção de muitas espécies. Pelo planeta ir se tornando um lugar inabitável.

Os microplásticos estão poluindo nossos oceanos. Poluir nem é o mais grave. As vidas marinhas estão confundindo microplásticos com fontes de alimentos. No artigo, Renata Hanae Nagai explica ao sobrinho Pepê o que são microplásticos. É uma excelente aula de ciências. Começou quando o Pepê confundiu microplásticos com conchas marinhas.   

Chegamos aos estudos. Um deles faz um alerta. A possibilidade de a ficção se tornar realidade com a intervenção dos microplásticos. O nascimento de futuros “bebês ciborgues”. Não aqueles com superpoderes dos quais temos inveja. Não é mera teoria. Um estudo publicado pela revista cientifica “Environment International” confirmou a presença de microplásticos dentro de placentas humanas.

O que isto significa? Os sistemas imunitários serão alterados. Os bebês reconhecerão como seus materiais não orgânicos. Somos compostos apenas por células humanas. Nos bebês as células humanas estarão misturadas com entidades não orgânicas. O autor do estudo Antônio Ragusa, nem precisava dizer que as seis mães das placentas estudadas “ficaram chocadas”.

Doze fragmentos de material não orgânicos foram encontrados nessas placentas. Três eram polipropileno usado em garrafas plásticas. Nove eram de material sintético pintado. Os tamanhos se assemelhavam com um glóbulo vermelho ou de uma bactéria. Cinco desses fragmentos foram localizados na parte da placenta presa ao feto. Quatro na parte presa ao útero materno. Três dentro das membranas que envolvem o feto.

O outro estudo publicado pela “Nature” fala sobre massa. Nele a massa do plástico também chama a atenção. Pela primeira vez, a massa de todos os objetos construídos pelos humanos superou a massa de todos os seres vivos do planeta. Em 2020, a massa batizada de “antropogênica” chegou a 1,1 teratoneladas, o equivalente a 1,1 trilhão de toneladas. Essa massa tem dobrado a cada duas décadas.

Alguns dados provocam espanto. A cada semana, a massa antropogênica produzida supera o peso de cada humano vivo no planeta. Onde entra o plástico? A massa de plástico produzida é de 8 gigatoneladas, bilhões em toneladas. É o dobro da massa formada por todos os animais vivos no planeta. Pare um pouco aqui para pensar!

O estudo da “Nature” aproxima mais o já esperado pela ciência. Estamos vivemos no Antropoceno. Uma nova era geológica. O termo cunhado por Eugene F. Stoermer foi popularizado pelo Nobel de Química Paul Crutzen. Significa “A Época dos Humanos”.


Biografia:
Sou catarinense, natural da cidade de Rio Negrinho. Minhas colunas são publicadas as sextas-feiras, no Jornal do Povo. Uma atividade sem remuneração.Meus poemas eu publico em alguns sites. Meu e-mail para contato é: dirzz@uol.com.br.
Número de vezes que este texto foi lido: 101


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas A pandemia do egoísmo DIRCEU DETROZ
Poesias Oceanos no centro da Terra DIRCEU DETROZ
Crônicas Da placenta ao Antropoceno DIRCEU DETROZ
Crônicas A garota dos coturnos voltou DIRCEU DETROZ
Crônicas Os ossos esquecidos DIRCEU DETROZ
Poesias MUROS DIRCEU DETROZ
Crônicas O monstro, a ciência e as reflexões DIRCEU DETROZ
Crônicas Nossa inteligência é ficção DIRCEU DETROZ
Crônicas Os biosferanos DIRCEU DETROZ
Crônicas Um desengonçado Daniel DIRCEU DETROZ

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 1024.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 76144 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 62080 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 50315 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 50068 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 49628 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 49294 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 49012 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 48831 Visitas
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 48801 Visitas
Um dia - Luca Schneersohn 48257 Visitas

Páginas: Próxima Última