Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
TI-TI-TI NA CASERNA
DIRCEU DETROZ

Se o Brasil vivesse uma democracia sadia por mais extraordinário que fosse, nada do que algum general do exército falasse chegaria aos noticiários da grande mídia. Ele seria tachado de reacionário e rapidamente esquecido. Talvez, causasse burburinhos nas redes sociais. E só.

Como vivemos uma democracia doente e na UTI com a necessidade do uso de aparelhos, o general não foi apenas o personagem dos noticiários. Ele ganhou também a atenção dos editoriais dos formadores de opinião. Rapidamente transformou-se numa perigosa bola de neve.

A fala do general para um grupo de maçons brasileiros citando “interversão militar” estremeceu o mundo político. Com a reação da caserna de não puni-lo, e ainda receber o apoio do alto comando, nas entrelinhas podemos deduzir que o general Mourão foi apresentado claramente como um “garoto de recados”.

É provável que o general Mourão tenha mais aliados leais na caserna, do que o Michel Temer tem no Congresso. Até o ex-presidente Lula deixou o juiz Sérgio Moro de lado, e disse que o Partido dos Trabalhadores precisa acompanhar com atenção os desdobramentos que dizem respeito ao general Mourão. No STF o silêncio assusta.

Com seu modo sempre peculiar, a classe intelectual brasileira tratou de demonizar o general. Não é meu desejo ser novamente governado por uma ditadura militar. Entretanto, quando se trata de demonizar, prefiro olhar para um outro cenário.

O governo de Michel Temer é uma continuação do projeto de poder dos petistas. Onde não há projeto de governo, a democracia nunca será plena. Temer só continua presidindo o Brasil, porque um grupo político se apoderou da nação.

Fazendo uma longa análise da variável “general Mourão”, o bloguista Josias de Souza construiu duas frases geniais. Primeiro converteu o plenário da Câmara em “cemitério de desovas de denúncias”. Terminou dizendo que “o brasileiro gosta tanto de piada que passou a ser presidido por uma”. Com certeza essa nunca foi a vontade dos brasileiros.

Esse grupo político que se apoderou do Brasil, de forma democrática criou uma espécie de “ditadura corrupta”. Querem fazer a sociedade engolir que números ainda inexpressivos da economia podem conviver lado a lado com um governo corrupto e ilegítimo. Um espelho das cidades brasileiras governadas pelo crime organizado.

Nenhum governante com apenas 3% de popularidade se mantém sem que haja um grupo que se apoderou do poder. E lá permanece independente dos clamores da sociedade. Existe outro ti-ti-ti nas ruas se perguntando o que fazer para tirar do poder quem se acorrentou nele? Usando o voto como corrente e cadeado.


Biografia:
Sou catarinense, natural da cidade de Rio Negrinho. Minhas colunas são publicadas as sextas-feiras, no Jornal do Povo. Uma atividade sem remuneração.Meus poemas eu publico em alguns sites. Meu e-mail para contato é: dirzz@uol.com.br.
Número de vezes que este texto foi lido: 33847


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas Os donos da nossa privacidade DIRCEU DETROZ
Crônicas Da felicidade ao necroceno DIRCEU DETROZ
Poesias DEVORADOS DIRCEU DETROZ
Poesias DESVIOS DIRCEU DETROZ
Crônicas Humanos demais DIRCEU DETROZ
Poesias BANDEJAS DIRCEU DETROZ
Crônicas As araucárias do sul DIRCEU DETROZ
Crônicas As teorias do charuto DIRCEU DETROZ
Poesias TEUS CABELOS DIRCEU DETROZ
Poesias INSÓLITO DIRCEU DETROZ

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 1024.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
LÍRIO - Alexsandre Soares de Lima 48063 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 47666 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 47365 Visitas
A tristeza no Nordeste - Wanessa Daiana de Brito 47237 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 46682 Visitas
Um dia serei algo - José Rony de Andrade Alves 46166 Visitas
Tempo - Luiz Fernando Sacramento Lusoli 45943 Visitas
Pou, a Majestade Não-Zoombi - Alice Silva 45723 Visitas
Conexão - Luca Schneersohn 45626 Visitas
Amanhã não saio fico em casa - Martinho do Rio 42524 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última