Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A MARCA
katialimma

Ela sabia que estava perdendo o controle sobre tudo: principalmente sobre sua vida . Ela sabia, era questão de tempo.

“Preciso de mais uma bebida”, pensa enquanto acende mais um cigarro. Tudo aconteceu de repente. Não era parar chegar a tanto, mas tudo foi acontecendo, e ela saiu atropelando tudo. Não queria que tudo chegasse a isso.

“Meu Deus” Por quê?”

“Fazemos tantas coisas e às vezes elas não são suficientes para nos fazer sentir bem”, pensa consigo mesma enquanto pega mais um copo. Pelo menos a bebida lhe traz um pouco de alívio. Começa a ficar tonta, mas é uma tontura boa, sem pressão. Pode ser que se beber mais um pouco todos os problemas desaparecerão.

Ela conta com isso, mas ela sabe que a bebida não resolverá nada. Nada é o que tem no momento.

Ele se foi. Uma discussão, inicialmente baixa, pequenas alterações, até que eles passaram a ser falar ao gritos. O primeiro tapa.

Ela não esperava por isso,mas esse tapa estava prometido há muito tempo. Ela sabia que isso ia acontecer. Era uma questão de tempo. Ela provocava, procurava. Agora ele chegou, forte, quente, ensurdecedor.

Ela caída no canto da sala, olhava para todos os móveis como se procurasse ajuda, mas estava sozinha ali com ele. Levaria um outro tapa, talvez, ou uma surra. Ficou pensando nisso enquanto procurava se proteger.

Se proteger de quem? Dele? Ou de si mesma?

Os dois chegaram a um ponto em que não há mais como consertar.

Ele, ofegante, saí batendo a porta.

Ela procura se levantar, vai até o banheiro, limpa o rosto. Lá estão elas: as marcas.

Marcas que fecham um ciclo. Agora não tem volta.

Ela se olha no espelho e chora. O choro não é pela dor que sente pelo tapa, mas a dor vem de tantos tapas que não recebeu que ficaram parados no ar. Se ela merecia, talvez.

Talvez merecesse o tapa, talvez merecesse ficar sozinha, talvez merecesse tudo de ruim que lhe aconteceu.

Mas agora não tem importância.

“Preciso beber”, é só o que pensa.

Casa vazia, coração também. A sua cabeça queima.

Está sozinha agora.

O que fazer?

Está exposta e indefesa agora. Será forte o suficiente para prosseguir com sua vida?

O tapa a marcou , não pela dor que sentiu, mas por se sentir tão fragilizada, tão dependente que não pode ser capaz de reagir, de gritar, de pedir socorro.

Agora chora, não pela dor que ainda queima o seu rosto,mas por saber que esse dia chegaria e ela o esperou com paciência. Com paciência como uma mulher espera seu filho: espera a chegada do filho mesmo sabendo que sentirá uma dor, mas que essa dor logo passará e ela terá uma imensa felicidade em seus braços.

Ela não tem a felicidade em seus braços, só tem a dor e a bebida para fazer esquecer.

E isso é suficiente para ela neste momento.

“É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender? (…) ClariceLispector


Biografia:
Escrevo porque me alivia do tanto de pensamentos que me assolam. São várias pessoas que vivem dentro de mim, sou frágil e por isso uso a arma que sei utilizar: as palavras.

Este texto é administrado por: katia
Número de vezes que este texto foi lido: 33762


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Óh, Senhor! katialimma
Crônicas CARTA PARA O MEU AMOR katialimma
Crônicas A MARCA katialimma
Crônicas PEQUENOS SINAIS katialimma
Crônicas SALTO ALTO katialimma
Crônicas POR MAIS UM DIA katialimma
Crônicas SOU A CULPADA katialimma
Crônicas AGORA POSSO TE ENTENDER katialimma
Crônicas TEMPO DE CRISE katialimma
Crônicas MÁGOA katialimma

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 16.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 34534 Visitas
LÍRIO - Alexsandre Soares de Lima 34435 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 34421 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 34419 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 34409 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 34407 Visitas
Como posso desenvolver uma campanha de marketing - Antonio 34400 Visitas
A Carta Gelada - José Rony de Andrade Alves 34377 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 34373 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 34369 Visitas

Páginas: Próxima Última