Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Seleção brasileira precisa de mudanças
Vander Roberto

Há tempos que reclamo da seleção brasileira. O resultado da partida com o Uruguai e a contusão de Neymar abrm possibilidades para que vejamos boas mudanças. Primeiramente, Diniz tem que ter liberdade para mexer naquilo que está aí e ser melhor orientado. Após isto é preciso redesenhar o sistema de jogo colocando velocidade. O selecionado brasileiro é lento e altamente dependente de dois ou três em seu jogo. É preciso coletivo forte e não só a espera da construção de jogadas feitas por dois jogadores.

O Uruguai está com forte projeto para 2030 onde a Copa também será em sua casa. Irão aproveitar grande parte do elenco campeão mundial Sub-20 em 2023 e virão boas alterativas ao longo do tempo. A carta de referência do Uruguai para 2030 foi apresentada no jogo contra o Brasil. Projeto longo que englobam duas Copas, Bielsa tem dedo nisto. É um novo Uruguai que joga marcando forte o adversário, mais leve e rápido, evitando segurar a bola e com toque mais refinado sem ficar naquela marcação defensiva só esperando o contra-ataque. Não é mais aquela geração de Cavani e companhia. Este estilo de jogo foi mudado muito em função das novas peças implementadas.

O que eu vi foi um Brasil jogando "futsal" em determinados momentos com aquela bola atravessando a defesa e quando ia ao ataque não tinha poder de fogo por falta de criatividade e marcação cerrada. O resto do jogo ficou aquela briga de bola no meio do campo, muita bola aérea, coisa chata de ver. Bielsa cozinhou bem o canarinho e fritou após o segundo gol. A bola na trave que o Brasil conseguiu foi a única jogada mais importante da partida toda. Bem pouco para quem tem 5 Copas e 2 Olimpíadas no currículo. Isto só mostra que Diniz terá bastante trabalho com dois jogos já na sequência bem chatos: Colômbia e a Argentina que joga sorrindo.

Teremos problemas caso Diniz insista em manter aquilo que está aí. Nosso estilo de jogo é muito conhecido e estudado exaustivamente. No caso brasileiro, é preciso enxergar bem mais além, redesenhar o jogo de acordo com a tática adversária tendo capacidade de adapatção. Ficamos engessados na armadilha de Bielsa e isto não pode ocorrer. Perdemos 90 minutos e voltamos ouvindo olé. Mudemos.


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 54846


Outros títulos do mesmo autor

Artigos A conquista da Atalanta e a resiliência Vander Roberto
Artigos Plano de Recuperação de Desastres Vander Roberto
Artigos Experiência com o Positivo Stilo One Vander Roberto
Artigos Paulista Sub-23 de 2024 Vander Roberto
Artigos Silvio Luiz e Sílvio Lancellotti Vander Roberto
Artigos Por quê o RS demorará para ser reconstruído? Vander Roberto
Artigos Capitalismo e a catástrofe gaúcha Vander Roberto
Artigos Importância da Lei Áurea nos dias atuais Vander Roberto
Artigos Reconstrução do Rio Grande do Sul Vander Roberto
Artigos 87 anos da morte de Noel Rosa Vander Roberto

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 146.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
A FARSA DA USURA - fabio espirito santo 55301 Visitas
O Senhor dos Sonhos - Sérgio Vale 55293 Visitas
Jazz (ou Música e Tomates) - Sérgio Vale 55268 Visitas
A Magia dos Poemas - Sérgio Simka 55249 Visitas
amor feito desejo... - natalia nuno 55249 Visitas
A margarida que falou por 30 dias - Condorcet Aranha 55245 Visitas
A calça preta - Condorcet Aranha 55241 Visitas
Amores! - 55232 Visitas
Menino de rua - Condorcet Aranha 55227 Visitas
A FORMIGUINHA - Jonas de Barros Vasconcelos 55211 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última