Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Somos uma sociedade de cabeça baixa?
Professor Jorge Trindade

Resumo:
Uso excessivo de celular

Nas avenidas das grandes cidades, as pessoas atravessam a rua olhando para o smartphone, de cabeça baixa. Nos automóveis, enquanto parados na sinaleira (às vezes mesmo em movimento), as pessoas de olho nas mensagens. WhatsApp, Facebook ou Instagram. As redes sociais.
Nos teatros (e até no cinema), a todo momento uma espiada de cabeça baixa. No restaurante, no cabelereiro, no ônibus, nas compras do supermercado, na aula da faculdade, um olho lá outro cá. Até o sermão do padre é de cabeça baixa, pois a Bíblia vem escrita ali na telinha.
Enfim, toda a gente em qualquer lugar de cabeça baixa. No consultório médico não é diferente: agendamento, prescrição - em alguns casos a própria consulta – se faz de cabeça baixa. Outro dia em um serviço de urgência, entrada, descrição dos sintomas, detalhes do mal-estar, receita on line, e nem conhecemos um ao outro: tudo de cabeça baixa (vale no computador), incluindo a compra na farmácia.
Até a televisão nós assistimos de cabeça baixa. Hiperfoco ou minimização do olhar? Sinal de alegria ou de tristeza? Direita ou esquerda? Malabaristas da visão? Nada disso. Apenas um novo tipo de homem e de mulher. Uma geração que vem com a cabeça pregada no ecrã. Somos sujeitos smartphonistas.
Mas nada de saudosismos. Essa nova espécie humana, como tudo na vida, possui prós e contras. Até arriscaria a dizer que ela carrega muito mais pontos positivos de que negativos. De qualquer forma, é um caminho sem volta, com certeza, pois é para a frente que se anda. E agora se anda mais rápido do que nunca.
Apesar disso, não deixa de ser estranha essa civilização tão avançada composta por pessoas de cabeça baixa. Às vezes, até dá a impressão de que é o mundo que está de cabeça para baixo!

Jorge Trindade
Advogado e psicólogo.
Pós-doutorado em Psicologia Forense
Doutor em Psicologia, Doutor em Ciências Sociais e Professor


Biografia:
Advogado e psicólogo. Pós-doutorado em Psicologia Forense Doutor em Psicologia, Doutor em Ciências Sociais e Professor.
Número de vezes que este texto foi lido: 54882


Outros títulos do mesmo autor

Artigos Sete sugestões úteis para advogados: Professor Jorge Trindade
Artigos A separação dos amantes: da perda à restauração Professor Jorge Trindade
Artigos Violência sexual contra mulheres Professor Jorge Trindade
Artigos Ano Novo 2024: novas esperanças Professor Jorge Trindade
Artigos Depressão e fim de ano Professor Jorge Trindade
Artigos A lei de alienação parental Professor Jorge Trindade
Artigos Somos uma sociedade de cabeça baixa? Professor Jorge Trindade
Artigos A Política Manicomial Professor Jorge Trindade


Publicações de número 1 até 8 de um total de 8.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Minicurso sobre a redação no ENEM - Isadora Welzel 79716 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 59535 Visitas
81 anos da prisão e morte dos Rosas Brancas - Vander Roberto 55450 Visitas
QUE SE... - orivaldo grandizoli 55364 Visitas
Lançamento do livro - Alberto Kopittke 55341 Visitas
Nua, totalmente indefesa - rodrigo ribeiro 55307 Visitas
A FARSA DA USURA - fabio espirito santo 55282 Visitas
amor feito desejo... - natalia nuno 55241 Visitas
A Magia dos Poemas - Sérgio Simka 55217 Visitas
O Senhor dos Sonhos - Sérgio Vale 55207 Visitas

Páginas: Próxima Última