Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Chão
Daniel Machado da Conceição

https://ensenanzaestudossociais.blogspot.com/

O que falar do chão? Uma base firme ou movediça capaz de atolar. Que chão posso falar? O de terra batida na casa da avó. O de tijolos alinhados como ladrilhos na casa do avô. O de tacos de madeira da casa por onde andei com pátio de areia. Da estrada de terra, caminho de casa. Da rua de paralelepípedo, caminho da escola, ou das avenidas cobertas de asfalto que levam para longe em direção ao centro da cidade.

O importante é saber que esse chão acumula poeira, recebe chuva, permite a formação de inúmeros buracos para mostrar que a perfeição da reta e a sinuosidade da curva podem ser quebradas. Os passos neste chão são cuidadosos, alguns mais próximos à natureza com insegurança, inocência e sentimento. Outros, com mais racionalidade, proteção e segurança. Alguns são passos rápidos e velozes para não se perder atrás ou à frente da modernidade. Muitas vezes, passos lentos que acompanharam a experiência e o resultado do tempo.

A grande pergunta é onde quero chegar? O momento vivido recorda cada um destes chãos, pois não sou apenas um agora. Sou todos, articulando um caminho e uma direção que se faz com passos. Passos no chão de partida e de uma nova chegada a todo instante. Se há um chão maior ou menor, não pode ser dito, pois, a melhor base é o chão no presente. Cada pedra, poeira, buraco e lama serviram para entender que o chão almejado é um lugar limpo para os pés, portanto, independente de ser terra batida, tijolo, madeira, areia ou piso cerâmico. O que importa é ter um chão para reconhecer como seu e os pés se apresentarem limpos. Devo pensar, onde está esse lugar? Não sei, mas o ideal é identificar o chão a se pisar no agora.



Biografia:
Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Educação/UFSC, na linha de pesquisa Sociologia e História da Educação, com o tema de tese sobre o "estudante-trabalhador". Mestre em Educação pelo PPGE/UFSC (2015), com dissertação sobre o "estudante-atleta", isto é, jovens atletas das categorias de base do futebol que desenvolvem atividade de formação profissional concomitante a sua escolarização. Graduado na licenciatura (2013) e no bacharelado (2014) em Ciências Sociais pela UFSC. Integro o Núcleo de Estudos e Pesquisa Educação e Sociedade Contemporânea (NEPESC/CED/UFSC), participo como membro do Grupo Esporte e Sociedade. Atuação como Professor de Sociologia no Ensino Médio Regular e EJA, Educador Social, Tutor à Distância e Conteudista para programa de capacitação profissional. Bolsista no Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina UNIEDU/Pós-Graduação. http://lattes.cnpq.br/2349066033166809
Número de vezes que este texto foi lido: 737


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas Quem vive de passado é museu e eu não quero ser um Daniel Machado da Conceição
Ensaios O caso do acaso Daniel Machado da Conceição
Crônicas Escrever e o desejo de manter as recordações de uma vida Daniel Machado da Conceição
Crônicas Ser negro e o padrão de ser duas vezes melhor Daniel Machado da Conceição
Crônicas A trajetória de vida entre a hipocrisia e a verdade Daniel Machado da Conceição
Crônicas Chão Daniel Machado da Conceição
Ensaios O quanto eles sabem para nossa atualidade Daniel Machado da Conceição
Crônicas Brasil Pedro Pedreira Daniel Machado da Conceição


Publicações de número 1 até 8 de um total de 8.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
ALDRAVIAS - Sérgio Gaiafi 1 Visitas
VIM AQUI TE PEDIR PERDÃO - Alexsandre Soares de Lima 1 Visitas
SOU PALAVRA E DOU MINHA PALAVRA - Alexsandre Soares de Lima 1 Visitas
TUDO VOLTOU AINDA MAIS FORTE - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
O SILÊNCIO - Sérgio Gaiafi 0 Visitas
O SILÊNCIO - Sérgio Gaiafi 0 Visitas
AMO - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior