Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A morte da morte
DIRCEU DETROZ

Num momento em que um vírus vem ganhando cada vez mais espaço na mídia e os humanos se veem diante de uma ameaça real, um livro aparece com um cenário totalmente diferente para a humanidade.

Hipoteticamente imaginem que estamos em 2045. Numa bela manhã qualquer ao abrirmos nossas mídias preferidas para saber as notícias do dia, lá estará em letras garrafais: “A ciência decreta a morte da morte”.

A possibilidade científica da imortalidade é o enredo do livro com esse título lançado no Brasil pela editora LVM e escrito pelos cientistas José Luis Cordeiro e David Wood. O que esses dois cientistas narram no livro, baseiam-se nos postulados do futurista Ray Kurzweil e do médico Terry Grossman.

O “TAB” do site UOL sobre tendência e inovação traz uma reportagem sobre o livro e a busca pela imortalidade. Cada década do século 21 é uma espécie de ponte nesta busca. Na primeira ponte dos anos 2010, com as terapias de longevidade a caminhada começou. Elas consistiam em cuidados com o corpo, alimentação e saúde.

Com a chegada de 2020, alcançamos a segunda ponte no caminho da imortalidade. Assistiremos à revolução da biotecnologia. Essa revolução permitirá aos humanos se livrarem das doenças e do envelhecimento.

Na terceira ponte da próxima década será a vez da nanotecnologia. Os humanos alcançarão um novo estágio. A capacidade de rejuvenescer. Então em 2045 já poderemos decidir entre morrer e viver. Para José Luis Cordeiro, no futuro a imortalidade será a maior indústria do planeta.

Os dois cientistas defendem que em vez de se investir em pesquisas para curar doenças relacionadas a velhice, os países deveriam gastar mais com estudos efetivos do rejuvenescimento. No futuro só se gastará dinheiro no começo da vida para evitar o envelhecimento.

Alcançada a imortalidade, mesmo que sejam pouquíssimos os que poderão pagar para se transformar em amortais, os impactos sobre as sociedades serão enormes. O abismo já existente entre o topo e a base da pirâmide será ainda maior. Muitos dos dogmas nos quais as religiões e as crenças se baseiam serão forçados a serem revistos. Cordeiro é otimista com os custos da imortalidade. Para ele será como os telefones celulares. Eram caros. “Hoje todo mundo tem um”. E profetiza: “Até o capitalismo deixará de existir”.

No rastro da imortalidade nos depararemos com outras questões: Logo estaremos nos perguntando: O que fazer com a imortalidade? Diante dessa perspectiva assustadora, talvez, não será raro saber de amortais cometendo suicídio.


Biografia:
Sou catarinense, natural da cidade de Rio Negrinho. Minhas colunas são publicadas as sextas-feiras, no Jornal do Povo. Uma atividade sem remuneração.Meus poemas eu publico em alguns sites. Meu e-mail para contato é: dirzz@uol.com.br.
Número de vezes que este texto foi lido: 453


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas Um inimigo desconhecido DIRCEU DETROZ
Poesias BOIADAS DIRCEU DETROZ
Crônicas Nossa superioridade em xeque DIRCEU DETROZ
Crônicas Ficção, o perigo do realismo DIRCEU DETROZ
Poesias HOLISMO DIRCEU DETROZ
Crônicas Problemas técnicos DIRCEU DETROZ
Crônicas De Sagan ao Hubble DIRCEU DETROZ
Crônicas Nem tudo é pandemia DIRCEU DETROZ
Poesias SINA DIRCEU DETROZ
Crônicas Nossa bola murcha DIRCEU DETROZ

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 985.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 65647 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 54799 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 43470 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43103 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 42167 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 40571 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 38886 Visitas
Amores! - 37166 Visitas
Desabafo - 36556 Visitas
Faça alguém feliz - 34890 Visitas

Páginas: Próxima Última