Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Pão para os outros
Matilde Diesel Borille

Agora, lá fora,
vida desce do céu sobre a terra,
crescem os arrozes, as aveias, os milhos;
uma mulher com seu filho nas costas recolhe o trigo.
Numa cidade tão rude,
papoulas proibidas, vivem em quase qualquer lugar,
um homem se perde em quase qualquer caminho, se encontra e volta a se perder.
Eu tenho uma tela, na tela há um vaso,
no vaso doze girassóis cá dentro gerando saudade de algo que não sei.
Construo um cálice.
É momento de colheita da uva,
o vinho novo virá,
virão os valores,
virão as virtudes,
virá a sabedoria.
Haverei de florescer e crescer todos os dias.
Esperança é o que eu vou ser.
Não porque será ano novo,
florescer e crescer por um ato de vontade.
E terei combustível de espera
e terei combustível de ação,
e irei para o futuro,
e trarei um pedaço para mim.
Num mundo de brasa e fogo,
pão para os outros
é o que eu vou ser.


Biografia:

Este texto é administrado por: MATILDE DIESEL BORILLE
Número de vezes que este texto foi lido: 237


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Bons solos Matilde Diesel Borille
Poesias Elos infinitos Matilde Diesel Borille
Poesias Pão para os outros Matilde Diesel Borille
Poesias Ó meu presépio Matilde Diesel Borille
Poesias Vida Matilde Diesel Borille
Poesias Um pouquinho além Matilde Diesel Borille
Poesias À beira da lareira Matilde Diesel Borille
Poesias Amanhã Matilde Diesel Borille
Poesias Junto de Deus Matilde Diesel Borille
Poesias Migalhas de doçura Matilde Diesel Borille

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 68.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Vivo com.. - 33403 Visitas
CÉREBRO HUMANO - Tércio Sthal 32614 Visitas
eu sei quem sou - 32359 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 32325 Visitas
camaro amarelo - 32245 Visitas
sei quem sou? - 32186 Visitas
MENINA - 32092 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 32040 Visitas
viramundo vai a frança - 32034 Visitas
A menina e o desenho - 32014 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última