Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Sol vermelho
Matilde Diesel Borille

Para florir no inverno,
plantei numa noite de outono,
um sol vermelho - em brasa.
Eu precisava do fogo.
Só as folhas, em fim de tudo
mais de ouro que de prata,
ao meu redor se ajuntavam,
a servir-me, porque viram,
por olhares e por acenos,
que o mesmo largo vento
que lhes tirou as alturas,
do templo de minh'alma
arrebatou as vestiduras.
Não o culpo, nem ele a mim.
Porque fomos, somos e seremos
- sempre - os dois, sujeitos
Àquele a quem tudo está sujeito.


Biografia:

Este texto é administrado por: MATILDE DIESEL BORILLE
Número de vezes que este texto foi lido: 297


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Se Matilde Diesel Borille
Poesias O beijo Matilde Diesel Borille
Poesias Toque divino Matilde Diesel Borille
Poesias Ao som de cantilenas Matilde Diesel Borille
Poesias Pequena flor Matilde Diesel Borille
Poesias Silêncio bonito Matilde Diesel Borille
Poesias Sol vermelho Matilde Diesel Borille
Poesias Lírio d'água Matilde Diesel Borille
Poesias Ninfeias Matilde Diesel Borille
Poesias Ama-me nas rosas Matilde Diesel Borille

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 57.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Vivo com.. - 32219 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 31662 Visitas
eu sei quem sou - 31483 Visitas
camaro amarelo - 31453 Visitas
sei quem sou? - 31382 Visitas
MENINA - 31312 Visitas
viramundo vai a frança - 31306 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 31284 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 31250 Visitas
A menina e o desenho - 31211 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última