Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O canto do Curutié
Matilde Diesel Borille

Hoje te preciso
ó sol do amor possível,
sobre o lençol de linho
que já serviu de cenário
de um amor improvável.
Entra brincando, reluzindo,
pela janela que abre para fora,
a que dá vista para o lago,
eu, afinal, deixei-a aberta,
desde aquele pôr do sol colorido,
quando seguindo pela margem do rio
ardeu dentro de mim uma luz.
Tive uma vontade de chorar...
Ao alcance dos meus olhos,
aos pares, curutiés cantavam.
Oh, não... Por céus!
A mim, este canto...
Ele faz intrigas...
Chora minh'alma.
Não fui justa naquele momento
com os belos e fáceis pássaros
que ali passeando, curiosos,
a olho nu me observavam.
Brilhe sol, para eles,
para os livres,
vôos melhores
são os mergulhados
na brilhante luz do infinito, que é quando o céu vira lar.
Hoje te preciso,
ó sol do amor possível,
acredito eu,
eu o havia entristecido,
eu o observei... eu o li...
no silêncio, no escuro.
Dá-me luz, como antes.
Dá-me luz, linda e intensa,
como antes.




Biografia:

Este texto é administrado por: MATILDE DIESEL BORILLE
Número de vezes que este texto foi lido: 374


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Quando as roseiras murcham Matilde Diesel Borille
Crônicas Buquê de folhas Matilde Diesel Borille
Poesias Arte que o céu ensina Matilde Diesel Borille
Poesias Uma tarde para não esquecer Matilde Diesel Borille
Poesias Chuva e lágrimas Matilde Diesel Borille
Poesias Flor de lenda Matilde Diesel Borille
Poesias Orquestra de folhas Matilde Diesel Borille
Infantil Olééé! Matilde Diesel Borille
Infantil Um raio de vida Matilde Diesel Borille
Poesias Cicios celestes Matilde Diesel Borille

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 51 até 60 de um total de 68.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
O pensar é dialógico e dialético - ELVAIR GROSSI 32161 Visitas
Afro Brasileiro - Fatima Barros 32160 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 32148 Visitas
A ELA - Machado de Assis 32133 Visitas
SÓ VIVER 13 NOVEL LGBT 18 ANOS - paulo azambuja 32125 Visitas
Um dia com sabor de novo - Bia Cantanti 32042 Visitas
A Aia - Eça de Queiroz 31931 Visitas
Ela - Vinícius Régis 31855 Visitas
"Ó BELEZA! ONDE ESTÁ A SUA VERDADE?" - Tânia Du Bois 31805 Visitas
Amor falído - Gabriel Pereira do Amaral 31796 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última