Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O canto do Curutié
Matilde Diesel Borille

Hoje te preciso
ó sol do amor possível,
sobre o lençol de linho
que já serviu de cenário
de um amor improvável.
Entra brincando, reluzindo,
pela janela que abre para fora,
a que dá vista para o lago,
eu, afinal, deixei-a aberta,
desde aquele pôr do sol colorido,
quando seguindo pela margem do rio
ardeu dentro de mim uma luz.
Tive uma vontade de chorar...
Ao alcance dos meus olhos,
aos pares, curutiés cantavam.
Oh, não... Por céus!
A mim, este canto...
Ele faz intrigas...
Chora minh'alma.
Não fui justa naquele momento
com os belos e fáceis pássaros
que ali passeando, curiosos,
a olho nu me observavam.
Brilhe sol, para eles,
para os livres,
vôos melhores
são os mergulhados
na brilhante luz do infinito, que é quando o céu vira lar.
Hoje te preciso,
ó sol do amor possível,
acredito eu,
eu o havia entristecido,
eu o observei... eu o li...
no silêncio, no escuro.
Dá-me luz, como antes.
Dá-me luz, linda e intensa,
como antes.




Biografia:

Este texto é administrado por: MATILDE DIESEL BORILLE
Número de vezes que este texto foi lido: 249


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Se Matilde Diesel Borille
Poesias O beijo Matilde Diesel Borille
Poesias Toque divino Matilde Diesel Borille
Poesias Ao som de cantilenas Matilde Diesel Borille
Poesias Pequena flor Matilde Diesel Borille
Poesias Silêncio bonito Matilde Diesel Borille
Poesias Sol vermelho Matilde Diesel Borille
Poesias Lírio d'água Matilde Diesel Borille
Poesias Ninfeias Matilde Diesel Borille
Poesias Ama-me nas rosas Matilde Diesel Borille

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 57.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Vivo com.. - 32227 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 31673 Visitas
eu sei quem sou - 31488 Visitas
camaro amarelo - 31456 Visitas
sei quem sou? - 31387 Visitas
MENINA - 31316 Visitas
viramundo vai a frança - 31308 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 31290 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 31253 Visitas
A menina e o desenho - 31217 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última