Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
caso a caso
3
paulo azambuja

Resumo:
livro massa

Laura termina de se arrumar, coloca uma presilha atrás no cabelo, pega seu fichário e sai, na sala Izabel termina de arrumar o café a ser servido, ela come uma fatia de pão e toma um copo de suco de laranja.
- Tchau Iza.
- Tchau Laura.
Na faculdade, Laura vai a biblioteca dá os cumprimentos aos colegas e segue para uma sala de onde inicia seu trabalho de catalogação dos livros, ja faz 6 meses que ela estagia ali durante a manhã, depois segue para sua sala de aula e a noite 2 vezes por semana trabalha num clube de bartender.
- Você esta alegre hoje?
- Engano seu, Robison.
Robison sempre que pode não deixa de elogia-la, porém sabe que Rogério é seu grande amor.
- Tem visto o Rogério?
- Sim, ontem mesmo.
- Não entendo, por que não deixa ele e segue comigo.
- Por que eu gosto dele, gosto de ti mas como amigo.
- Ah vai eu sou bonito.
- Nunca.
- Ah vai.
- Sim você é bem interessante.
- Sabia ganhei meu dia.
- Agora vai diz a novidade.
- Nossa chefe quer a lista do mês passado.
- Vou imprimir.
- Sabia que podia contar contigo.
- Tá, agora vai pro seu setor.
- Te odeio.
- Sei, você sempre diz isso.
- Meu amor.
- Vai.
Robison sai da sala deixando Laura a balançar a cabeça rindo.
Cecília bate na porta, logo abrindo, Laura ao ve-la fica apreenssiva.
- Ele descobriu?
- Fique calma, vim te visitar, deixa-la mais calma.
- Assim, como eu estou.
- O Rogério foi em casa.
- Se esqueceu que eu estava lá.
- Ah é. Cecília senta frente a prima.
- Hoje á noite em casa, bebidas, homens, bebidas.
- Esta louca.
- Os amigos do João vão para casa.
- Acho melhor eu terminar o trabalho do semestre.
- Ah, você que sabe.
- O João esta mais calmo?
- Quando aquilo fica nervoso, se existe o vagabundo quem inventou foi ele.
Elas riem, Cecília se despede saindo dali, ja no corredor ela entra na sala de História o curso que escolheu.
- Bom dia Cecília, resolveu dar o ar da sua graça?
- Pois então aqui estou, beleza extrema sempre. O pessoal da sala ri e ela vai para seu lugar, assistindo a aula, ao final desta todos saem para um intervalo e ela termina de arrumar suas coisas já que ela não voltará para outras aulas pois ja fechou o semestre com notas boas.
- O que vai fazer mais tarde? Pergunta para o professor que olha para ela não escondendo o desejo, alto, brnaco, corpo definido, olhos escuros.
- Por que vai me visitar no meu apartamento?
- Não, você que vai na minha casa.
- Tudo bem.
- Tenho algo para ti.
16/09/2016
CASO A CASO MAIS UM SUCESSO, SÓ AQUI
- Tenho certeza que tem.
Bruno sai da sala deixando Cecília terminar de arrumar suas coisas, sai da sala, Laura a espera no corredor.
- Vamos tomar um suco?
- Gostei de ver, saiu da tumba.
- Sim vou seguir seus conselhos.
- Faz bem.
- Ainda mais por que se fiz o que fiz, foi por tua causa.
- Tudo bem, sempre estarei em dívida contigo.
Leonardo coloca o fone no gancho, Marcela entra no escritório e olha a fisionomia do irmão.
- Deu certo?
- Lógico, fechamos num preço muito bom.
- Meu Deus, que bom meu irmão.
- Ótimo, agora me chame a Fabiana vou passar a ela já as tabelas. Marcela sai logo Fabiana entra.
- Me chamou?
- Sim, esta aqui é a tabela nova de produtos que conseguimos um desconto incrível.
- Vai repassar para os clientes?
- Claro, temos que conservar os que já sao nossos e trazer mais para a gente.
- Nossa os preços são bem aceitáveis.
- Sim.
Fabiana sai estudando a tabela, Leonardo volta a atenção a seu trabalho, até tocar o celular.
- Sim.
- Oi Leonardo, é o Rogério, precisamos conversar.
- Tudo bem. Ele desliga ficando pensativo sobre o convite de Rogério que nem é tão amigo assim dele.
Andressa termina de fazer a manicure num salão conceituado, parte de suas funcionárias estão ali fazendo cabelos, sombrancelhas, unhas.
16/09/2016
CASO A CASO A SUA NOVELA AQUI
- Nossa o que você toma mulher, esta cada vez mais rainha.
- Sabe que te amo, André.
- E eu, sou teu fã até na chuva. Andressa ri e afaga o rosto de André que corresponde sempre com gestos femininos.
André fora expulso de sua casa há 15 anos, sua mãe trabalhava numa serralheria, seu pai taxista, um dia ao chegar do trabalho fora do horário normal, encontrou o filho com outro colega de escola na cama, um vídeo adulto na tv e algumas latas de cerveja, risos e provas de amor inocente foram o bastante para que Eldair tirasse os 2 da cama á tapa, socos gritos, logo após roupas rasgadas e milhares de impropérios, André ali, nú em plena rua, seu amor de colégio corria ao longe também em mesma situação.
- E você mudou?
- Sim.
- Gostou do lugar?
- Amei, só tenho que lhe agradecer.
- Nada Bi, eu te amo, sinto em você o irmão que não tive.
- A irmã.
- Também. Eles riem, Andressa olha para André e passa a mão em seus cabelos.
- Quero que vá em casa hoje.
- Sim, claro que irei, posso levar o Marcos?
- Claro que pode mas não vou lhe garantir que as meninas irão deixa-lo em paz.
- Ai meu Deus, esqueci esse escândalo de lindas princesas que minha rainha possui.
- Então.
- Farei uma sopinha bem gostosa para ele e o deixa na caminha, vou só, levar espeto pra churrasco, jamais, sou lindaaaaaaaa. Andressa ri e as outras também.
Fabiana sai do Shopping indo para o ponto de ônibus as outras colegas de trabalho foram tomar suco com Marcela.
Passados minutos o circular para, ela entra neste seguindo para a periferia.
- Mamãe.
- Oi meu lindo, acabei de chegar, cadê meu beijo.
- Aqui. Lucas corre até a mãe dando-lhe uma beijoca no rosto da mãe.
- Veio alegre, o que houve? Surge na porta um homem novo, moreno, médio, olhos escuros, cabelos crespos.
- Já veio da oficina?
- Hoje eu não fui.
- Sérgio, você tem família sabe de suas responsabilidades.
- E ja vem você com suas cantilenas, eu sou dono do meu nariz, se quiser é assim.
- Pode até ser, mas você mora aqui e não mora só.
- Cale a boca.
- Não calo. Sérgio avança, segurando Fabiana no pescoço, Lucas grita para que solte sua mãe.
Fabiana perde o ar, ele a solta deixando-a no chão. Uma vizinha ouve o garoto e corre até o local prestando ajuda para Fabiana que volta aos poucos, Sérgio passa por elas batendo o portão com força, Lucas chora.
Josefa termina de passar o café servindo para Fabiana que seca as lágrimas dos olhos.
- Logo hoje que eu recebi tantas noticias boas em meu serviço.
- E tem mais é que ficar feliz, Fabiana você é uma mulher guerreira, não precisa de ajuda de homem que nada faz.
- Mas é pai de meu filho.
- Bem, olhe eu já lhe disse outras vezes, quando se decidir sabe que tem uma vizinha, amiga.
- Sim eu sei.
Josefa sai da casa, deixando Lucas assistindo tv, Fabiana começa a preparar a janta, tempo depois Sérgio entra com um punhado de flores e vai até Fabiana.
- Me desculpe.
- Sempre assim, você grita, humilha, me agride e eu te perdoo.
- Eu te amo.
- Cansei.
- Sei que você ama.
- Sim, mas cansei, estou cansada.
16/09/2016
CASO A CASO VOCÊ ESTA LENDO ESSA HISTÓRIA
A festinha transcorre como Cecília formatou em sua mente, ambiente alegre, pessoas bonitas, Laura chega num vestido simples branco, a prima vem logo a ela, se abraçam e Laura se serve de refrigerante.
- Ah vai Laura, vamos tomar um porre?
- Eu nunca, quero estar bem amanhã terei prova e ainda trabalho.
- Trabalho, trabalho, não se cansa?
- Jamais, eu amo o que faço.
- Mas é só estágio.
- Para mim é mais que isso.
- Venha vou te apresentar uns amigos novos do João.
- Por favor Cecília, estou aqui mas você sabe, sou de Rogério.
- Ai que chato e pare de falar que é de fulano, nós não somos propriedades de ninguém.
- Sei, eu não sou propriedade, mas eu amo, o amo muito.
- Tá mais hoje, agora, deixemos o amor para lá. Laura segue com Cecília que a apresenta aos rapazes, porém ela não demonstra qualquer tipo de simpatia mais forte que faça com que qualquer um deles se aventure a chegar nela com intenções íntimas.
Andressa circula junto de André pelos ambientes da casa, festa de aniversário de um grande industrial, disse para a esposa que iria para o Chile em reunião comercial, fechou a casa para ele e seus amigos, todos ali em plena ferveção. André não para de olhar para os homens, a maioria ostentando relógios de uma marca bem cara, anéis de formatura e as mesas bem servidas de bebidas e porções nobres.
- Amiga, morri e estou no paraíso.
- Calma que o anjo ainda vai vir.
André ri e Andressa continua com ele ja na área externa, a piscina esta com garotas nuas e seminuas a nadar, dançar, beber, algumas acompanhadas de homens também nús.
- Meu Deus eu vou me jogar.
Andressa ri diante a declaração de André, ao se aproximar de uma tenda, ela para.
- Pronto aqui eu te deixo.
- Como assim?
- Tem algo ai, alguém que quer te conhecer.
- Como assim mulher, do que esta falando?
- Entre. Ela incentiva André que entra um tanto ressabiado, logo o lugar é iluminado e um moreno de olhos verdes que deixa o rapaz inebriado lhe serve uma taça de vinho, André sorve o liquido sem tirar os olhos do homem que o abraça.
- Meu Deus. Ali os dois se entregam aos prazeres.
Giovanna vai para o quarto com o deputado que ja se encontra bem alto devido a ingestão de generosas doses de wisky.
- Agora me espere, vou no banheiro e já venho.
- Vai cheirar?
- Não, eu não uso drogas.
- Sei, toda vaca faz uso disso.
- Olhe vou relevar, você já esta bem alto.
- Cale a boca, tire a roupa.
- Ja volto.
O deputado sai da cama e a puxa pelos cabelos Giovanna tenta se soltar e recebe um tapa no rosto que a faz cambalear, corre para a porta porém o homem a segura pela blusa rasgando o tecido, ela cai é puxada e continua a sessão de agressão.
- Pare por favor, pare. Um soco a faz calar-se, ali no chão, o político, termina de rasgar a roupa dela, abre o zíper de sua calça, Giovanna é violentada e não oeferece defesa ja que esta um tanto machucada e ainda fora dos sentidos totais.
18/09/2016
CASO A CASO MAIS UM SUCESSO AQUI NO BLOG

Leonardo entra na casa de Andressa após pagar uma quantia para o segurança na porta, dentro caminha pelo lugar, toma algumas doses, procura por Andressa, mas não encontra, sobe para os quartos ao passar por uma porta ouve gemidos e barulhos que o deixam curioso.
- Socorro. ele chama por Andressa, alguém diz:
- Vá embora, paguei pela vaca e faço o que eu quiser.
- Ele me bateu. Leonardo não pensa 2 vezes e arromba a porta, encontrando o homem com as mãos no pescoço da mulher tentando afixia-la.
leonardo tira o deputado de cima de Giovanna que com muita dificuldade se arrasta até a cama, os dois entram em briga, mas devido a posição de extremo comando alcóolico, o deputado cai no terceiro soco. Andressa entra no quarto seguida de mais 3 moças e 2 seguranças.
- O que esta acontecendo por que o deputado esta ferido?
- Ele abusou de sua funcionária, agrediu-a.
- O sr esta bem? Andressa levanta o político, Leonardo observa o ocorrido e faz de menear a cabeça.
- Você ouviu ele agrediu esta mulher.
- Sim, mas ele é um político, homem importante de prestigio não posso deixar que isso me prejudique. Giovanna é amparada pelas moças que vieram com Andressa, um dos segurança ajuda as mulheres a levarem Giovanna para um outro quarto, enquanto o outro continua no local a espera de ordens de Andressa.
- Vá, chame pelo Augusto, amigo do deputado.
- Sim. O homem sai, deixando somente os 3 ali.
- Achei que você tivesse mudado.
- O que quer dizer?
- Você nnca pensa nos outros somente em você.
- Mentira, mas entenda tenho várias mulheres aqui, isso é trabalho.
- Juro eu queria te entender, Andressa você é o gelo, fria tão fria que mais parece um cadáver a enterrar.
- Credo. Ela bate no móvel de madeira.
Augusto entra no quarto, pede para o segurança trazer curativos e um pouco de alcóol.
O homem sai e depois de alguns minutos retorna com o que fora pedido.
18/09/2016
CASO A CASO SÓ AQUI NO BLOG
Fabiana coloca Lucas na cama, beija a testa do filho sai do quarto do garoto.
- Você não vai para a cama?
- Sim, mas antes eu quero que você faça algo.
- O que meu amor?
- Pegue as roupas de cama e durma no sofá.
- O quê?
- Não quero brigas, não vou repetir.
- Esta louca, sou teu marido, somos casados, você tem que dormir comigo.
- Para nicio não somos casados, somos juntados só isso, depois eu não quero mais dormir com você. Sérgio vai até ela, Fabiana vai até a cozinha e pega uma faca.
- Chega, amanhã vou trabalhar e quando chegar não te quero mais nesta casa.
18/09/2016
CASO A CASO SUCESSO MAIOR DO BLOG
Giovanna repousa num quarto na companhia de 2 colegas, Andressa acompanha Augusto que com Leonardo levam o deputado para o carro, a festa continua, André vem até Andressa e vê o momento em que o deputado é colocado no carro.
- Por favor Augusto, quando chegar me ligue.
- Com certeza ligarei. Andressa sente um ar de revolta na fala de Augusto.
- Ai amiga, tu é louca, mas que bofe, se o Marcos imaginar...
- Por favor André, vá para a festa que preciso ter um particular com este senhor.
- Tudo bem, obrigada. André sai de modo alegre, ela olha fixo em Leonardo.
- Se soubesse que ao te convidar para vir em minha casa, fizesse o que fez jamais teria-o convidado.
- Primeiro lugar não é sua casa e sim um estabelecimento, segundo um prostíbulo.
- Por que, por que sempre você aparece e me prejudica?
- Ah agora sou eu quem te prejudica.
- Ele era um dos melhores clientes.
- Ainda pode ser, seu cliente.
- Quando, quando acabar comigo na justiça.
- Tola, esta vendo é tão esperta em algumas coisas porém é praticamente estúpida em outras.
- O que quer dizer?
- Ele nunca vai te processar, afnal você é veneno para a carreira dele.
- Vai embora.
- Sim, depois de mais um drink.
- Agora. Leonardo segue para o estacionamento quando se volta.
- E pensar que no passado fomos tão amigos.
- Adeus. Andressa entra na casa, ele liga o carro saindo dali, no quarto ea entra e pede para que saiam deixando-a sozinha com Giovanna.
- Assim que estiver melhor arrume suas coisas, não quero você mais aqui.
- Mas eu nao tenho para onde ir.
- Problema seu, aqui não faço caridade, você acabou de me ferrar quero voc~e bem longe daqui.
- Não esqueça, eu sei algumas coisas.
Andressa fecha a porta.
- Tipo a lavagem que você faz para alguns clientes.
- Não sei, você é louca.
- Sim eu sou, acho que a Federal também achará?
- Não me subestime.
- Ora só estou me defendendo.
- Então o que quer?
- Pra começo vou continuar aqui, depois quero ficar a sós com o deputado.
- Acha que vou fazer isso para ti?
- Sim, vai.
- Presta atenção piranha, você é isso é piranha não tem desejo ela realiza desejo.
- Bem acho que ja estou melhor, melhor para ligar...
- Faça isso, acordará com a boca cheia de formiga, te tiro do deputado, vai atender os de níveis comuns.
- Melhorou.
18/09/2016
CASO A CASO SUCESSO AQUI NO BLOG


Biografia:
gosto de escrever
Número de vezes que este texto foi lido: 28782


Outros títulos do mesmo autor

Romance estrada de aço 20 novel livre 12anos paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 19 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 18 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 17 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 16 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 15 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 14 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 13 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Poesias EDIVIRGENS E SUAS ATITUDES paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 12 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 166.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 69565 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55953 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 48863 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44683 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44324 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43942 Visitas
viramundo vai a frança - 43637 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 43348 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41958 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41581 Visitas

Páginas: Próxima Última