Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Saraban Ingmar Bergmam
Saraban
lathea

Resumo:
relato em relação ao filme Sarabam de Bergmam.

Saraban de Ingmar Bergman

Os olhos ebúrneos azuis de Liv Ullmann, imã celeste no sete de filmagem. A sua personagem representa uma papisa de rara sabedoria em busca da saudade, do equilíbrio imprescindível da existência. E com exemplar maestria vai envolvendo os personagens, perdoando aquelas pessoas. Com paciência, e com espécie de mimo, oferecem sua sabedoria para resolução dos problemas daquelas pessoas, suas mazelas. A heroína que retorna ao umbral, para sacralizar aquele vendaval psicológico; com direito a todo tipo de teoria Freudiana, complexo de Electra, complexo de Édipo, esquizofrenia causada por distúrbio familiar, até que chega ao clássico sintoma, o vazio existencial suíço-alemão.
E ao mesmo tempo, eu comparo seus lábios carnudos e famosos, com a Liv Ullmann de Persona, aquela menina trágica e sensual, desvendando os desejos mais íntimos de Bibi. E essas duas deusas européias se revelarão ainda mais em preto e branco, com seus atributos artísticos e suas sensualidades psicóticas. Com suas tiaras que enlaçam sensivelmente seus cabelos prateados impregnados da luz reveladora na ótica penetrante de Bergman. É difícil não se apaixonar por Liv Ullmann; a cada giro de sena, sua beleza fica mais aparente, além de ser uma grande atriz.
Voltando a Saraban; foi difícil e emocionante ver a fase senhora Liv Ullmann, difícil por causa de Persona, emocionante por causa daquele olhar erbúneo azul que nunca mudou. São aqueles olhos que vagam e navegam pela câmera de Bergman, e que são para sempre. A fase senhora Ullmann me remete a alguém que soube envelhecer com dignidade, beleza, maestria, e isso, é para poucos; seus gestos de delicadeza, ainda permanecem feito um mistério, para meu olhar de cinéfilo, é por isso, que ela é, e sempre será, uma das Grandes Damas do Cinema de todos os tempos.






Ass, Lathea


Biografia:
escritor amador
Número de vezes que este texto foi lido: 54825


Outros títulos do mesmo autor

Contos Babilonia., lathea
Contos Estranho Dia eólico lathea
Artigos As voltas que o mundo., lathea
Crônicas Traçando um paralelo., lathea
Crônicas COMITIIS NOM SERVIUNT lathea
Crônicas A salvação do mundo em.,, lathea
Poesias Da intimidade lathea
Contos Cowboy sim, machista nem tanto! lathea
Artigos Lars von Trier e o seu Anticristo. lathea
Crônicas Enquanto isso na faixa de Gaza! lathea

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 16.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Minicurso sobre a redação no ENEM - Isadora Welzel 79742 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 59556 Visitas
Salvando computador muito ruim - Vander Roberto 55646 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 55563 Visitas
81 anos da prisão e morte dos Rosas Brancas - Vander Roberto 55457 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 55393 Visitas
QUE SE... - orivaldo grandizoli 55375 Visitas
Lançamento do livro - Alberto Kopittke 55364 Visitas
Nua, totalmente indefesa - rodrigo ribeiro 55311 Visitas
O estranho morador da casa 7 - Condorcet Aranha 55302 Visitas

Páginas: Próxima Última