Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
POESIA
BENEDITO JOSÉ CARDOSO

POESIA


Poesia é feito olho d'água

Pode estar em qualquer lugar

Ela nasce feito água

Poesia é inspiração

É momento

Corre nas veias

Da imaginação

Ela é noite

Ela é dia

Não tem muitas regras não

Porque poesia é gostar

É deixar fluir

Vem de lá

Bem do fundo da alma

É feito chuva

Quando bate no telhado

Dá uma sensação de paz

É um som bem diferente

Que traz recordação

De tanta gente

Que se foi

E que não volta mais

Das brincadeiras de criança

Das pessoas sentadas

No final de tarde

Para aquela conversa

Nas calçadas

Das casas

Na maior descontração

Esperando começar

A novela das oito

Era tão bom

Porque adulto, o jovem.

Até criança assistia

Sem se preocupar

Com alguma cena

Até o beijo era algo bem comportado

Para não escandalizar

Era horário nobre

Sem tecnologia

Poesia

É sentimento

É o cantar dos pássaros

É o verde da natureza

É coisa de momento

É aquela rosa do deserto

Que depois de hibernar

Num estalar dos dedos

Sempre despertará

A qualquer hora

Em qualquer

Em qualquer momento

Sempre estará presente

No seu dia a dia.





Biografia:
"As obras do artista só têm valor, quando consegue atingir a sensibilidade daqueles que entendem"
Número de vezes que este texto foi lido: 54729


Outros títulos do mesmo autor

Poesias FEITO ARTESÃO BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias GELECA BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Crônicas MUTAÇÃO BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Crônicas MUTAÇÃO BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias PRONOME BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias CRONICA BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias POESIA BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias HEXA BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel CENSURAR, PRA QUÊ ? BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias LENTES DO TEMPO BENEDITO JOSÉ CARDOSO

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 170.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Amores! - 54783 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 54782 Visitas
DIVINO SER - Ivan de Oliveira Melo 54780 Visitas
Dores da paixão - Ivone Boechat 54779 Visitas
Carta para Sophie Scholl - Junho/2024 - Vander Roberto 54779 Visitas
eu sei quem sou - 54778 Visitas
Desabafo - 54777 Visitas
Leite com Pimenta - Rafael da Silva Claro 54772 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 54770 Visitas
A força do recomeço de empresários atingidos pelas enchentes - Isnar Amaral 54770 Visitas

Páginas: Próxima Última