Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Desçamos todos a cova
Caliel Alves dos Santos

Resumo:
Uma ótima antologia de terror nesses dias sombrios.

     O cemitério é a linha de chegada de todos nós. Somos os únicos seres que temos a certeza da morte, e lembramos durante toda a vida de nossa melancólica sina. Foi com sentimentos fúnebres que participei da Antologia Campos Santos da editora Sem Tinta. A editoração e publicação aconteceu no ano de 2020, recebendo financiamento coletivo através do Catarse.
     O tema da obra foi o cemitério no século XIX. O livro foi organizado por Guilherme Milner e Erick Alves, contando com 14 contos de autores nacionais das mais diversas regiões do Brasil. Esse cenário nos possibilitou escrever variados contos, sejam eles apelando para o terror, a ficção história e o romance. O projeto gráfico ficou excelente, Erick Alves mais uma vez mostrou sua competência no projeto gráfico.
     A obra acabou sendo publicada em um momento de pandemia, provocada pelo COVID-19. O clima sombrio desses tempos de morticínio e necropolítica parecia ser um momento pouco adequado para esse tipo de literatura, mas, contrariando nossas expectativas, o livro conseguiu ser financiado com sucesso. Nós escritores nos esforçamos muito para que esse trabalho fosse publicado.
     O resultado ficou muito bom, começando pela capa, tem o tom sinistro para ambientar a obra. O prefácio ficou a cargo de Guilherme Milner. São mais de 200 págs., com orelhas. Cada capítulo é ilustrado com uma imagem padrão e biografia dos autores e autoras. Muitos desses escritores e escritoras já são meus conhecidos, e os contos me agradaram muito.
     Nessa coletânea eu publiquei o conto O misterioso caso da cidade de Benza’ Deus, conto ambientado no interior da Bahia, tratando de sanitarismo, epidemias e eventos estranhos na construção de um cemitério municipal. Agora farei um comentário sobre os três contos que eu mais gostei. Lembrando que esse tipo de análise é particular, e se refere mais a minha experiência de leitura.
     A epidemia de morte foi escrita por Danilo Mattos Ferreira. O protagonismo é o viúvo Artur Gonzaga, que perdera sua esposa Carolina e filho após a gravidez que terminara em uma eclampsia. O conto foca em crenças das caças as bruxas — ainda corrente no século XIX —, e misoginia. Tem um final surpreendente! Realmente eu não esperava aquela resolução.
     Alexandre Torres escreveu o ótimo conto As melhores linguiças desse mundo. O caso narra uma série de crimes ocorridos em 1863-64, envolvendo canibalismo. Inclusive, o caso foi abafado pelas autoridades policiais e acabou sendo registrado até por Charles Darwin em seus escritos. O autor reconstruiu os atos hediondos de José Ramos com tonalidades fantásticas, deixando a coisa ainda mais aterradoras.
     O terceiro que mais gostei foi O pesadelo das duas covas do Pedro Martinez. Esse conto oferece uma trama curta, mas muito instigante e bem construído. A história trata sobre Abraham, um homem que acaba passando por uma terrível experiência: seriam seus pesadelos uma terrível premonição? Na busca dessa resposta, ele consulta um espiritualista, e decide refazer os eventos do seu pesadelo.
     De modo geral, o livro está excelente. Com boa impressão e encadernação, orelhas e papel offwhite com páginas escurecidas na apresentação de cada conto. O prefácio instiga a leitura e ajuda muito a entender o contexto histórico. Muitos dos contos tratam de terror, e serão em apreciados pelos fãs do gênero. Recomendo muito a leitura para aqueles que não tem medo de lápides e portões rangentes.
     Para adquirir o seu acesse:
     https://www.amazon.com.br/Campos-Santos-Guilherme-Milner-ebook/dp/B08TTVTVR6


Biografia:
Caliel Alves nasceu em Araçás/BA. Desde jovem se aventurou no mundo dos quadrinhos e mangás. Adora animes e coleciona quadrinhos nacionais de autores independentes. Começou escrevendo poemas e crônicas no Ensino Médio. Já escreveu contos, noveletas, resenhas e artigos publicados em plataformas na internet e em algumas revistas literárias. Desde 2019 vem participando de várias antologias como Leyendas mexicanas (Dark Books) e Insólito (Cavalo Café). Publicou o livro de poemas Poesias crocantes em e-book na Amazon.
Número de vezes que este texto foi lido: 47300


Outros títulos do mesmo autor

Resenhas Rosas cor de sangue Caliel Alves dos Santos
Resenhas A arma faz o bom soldado Caliel Alves dos Santos
Resenhas No inferno? Queime! Caliel Alves dos Santos
Ensaios Naruto e a pedagogia do oprimido Caliel Alves dos Santos
Resenhas Arte perfeita e destrutiva Caliel Alves dos Santos
Resenhas Era uma vez na Segunda Guerra Mundial Caliel Alves dos Santos
Resenhas Desçamos todos a cova Caliel Alves dos Santos
Resenhas No espaço sem fronteiras Caliel Alves dos Santos
Resenhas À espreita do insólito Caliel Alves dos Santos
Resenhas Guardando na memória para depois me alembrar Caliel Alves dos Santos

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 129.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
O cocheiro - Onihara 50085 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 50063 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 49795 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 49794 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 49791 Visitas
saudades de chorar - Rônaldy Lemos 49771 Visitas
La senda de las flores oblicuas - Eva Feld 49766 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 49756 Visitas
NÃO FIQUE - Gabriel Groke 49747 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 49719 Visitas

Páginas: Próxima Última