Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
EU E O MUNDO
teresa armando elios da silva

Resumo:
Aspectos que funcionam como um divisor de águas na vida do indivíduo. Nasci sózinho e vou embora,também deste mundo, sózinho. Palavras o vento leva, já os exemplos se eternizam.

EU E O MUNDO

_Nasci sozinho e vou embora deste mundo, também sozinho.
Esta frase traz um sentido importante que, se levado a sério, no nosso histórico de vida, nos ajudarão a pensar antes de agir.
Eu e o mundo.
Começamos a nossa existência na dependência da escolha de um casal, que decidirá se devemos nascer ou não, se ficarão conosco ou não ou nos abandonarão a própria sorte, para adoção, nos orfanatos, abrigos ou simplesmente nos jogarão fora, nas latas de lixo, nas ruas, como se fôssemos algo que os atrapalham.
Ficamos a mercê de cuidados de terceiros, que nem sempre nos tratarão com respeito e preocupados com o nosso bem estar em todos os âmbitos.
Os sentimentos são únicos e pessoais.
Coração é terreno que ninguém pisa.
O ser humano vai agregando valores éticos morais, traumas, medos, aflições e ansiedades que ele não entende e, na maioria das vezes, não sabe como lidar com eles.
Na infância, depende do outro para tudo, é nele que se espelha positiva ou negativamente, aprende com os exemplos, ensinamentos.
Mas e o seu coração, como fica?
Ter que lidar com abandonos, mortes, perdas de um modo geral, rejeições, ambientes insalubres físicos e psicológicos, convivendo, muitas vezes, com contravenções, vícios, desvios de caráter, abusos, violência, orgulho, preconceito, ambições desmedidas,.
Emoções desencontradas que moldarão o seu caráter e o ajudarão a testar as suas tendências e aptidões.
O medo do novo, do que o aterroriza, das pessoas que o machucam.
Independente da classe social, o ser humano vive a pressão do mundo que o rodeia, limites demais, de menos ou nenhum, precisa de uma mão amiga que o ajude a lidar e esclarecer as suas dúvidas e anseios.
Ele pode estar rodeado de pessoas, mas a dor que sente é só dele, o desespero de ter que arcar com as consequências de suas atitudes, a solidão, esta é a pior parte.
Não existe pior e melhor escola que a solidão, é ali que se aprende o sentido da frase:
_ Nasci sozinho e vou embora deste mundo, também sozinho.
Tudo depende exclusivamente de você.
Quantas vezes chora sozinho, assustado, tem que se mostrar corajoso, valente, destemido para se encaixar nos grupos sociais e familiares.
O seu histórico de vida vai sendo formado e vai canalizando os seus temores, muitas vezes, para a violência, rebeldia ou apatia e fobia social.
Pode desenvolver doenças psicossomáticas como depressão, síndrome do pânico, insônia, transtornos alimentares, bipolares, toc,... e ter dificuldades em se firmar em relacionamentos em todos os âmbitos e para se encaixar profissionalmente
As vezes poderá se impor através do medo, valentia ou não se impor, deixar-se levar pela vida, apático, sentindo-se vítima social.
Perguntas como:
_Por que eu? O que que foi que eu fiz para merecer isto? Por que sou perseguido? Por que ninguém tem paciência comigo?
Saber como eu sou de verdade, como costumo reagir a situações de stress, como lido com a minha ambição, faço por merecer as oportunidades que vão surgindo ou vou passando por cima das pessoas, sem escrúpulos, até conseguir o que eu quero?
Uso as minhas experiências difíceis como aprendizado para mudar de comportamento ou penso se lidei com abusos, violências, abandonos, rejeições, o outro também pode?
Tenho a empatia como norte para a minha vida ou que se dane o outro?
O autoconhecimento evita doenças físicas e psicológicas em você e no outro.
Violência exagerada é horrível e pode ter consequências irreversíveis, mas tolerância demais, achar que está deixando para lá, empurrando com a barriga, fazer “vista grossa”, aceitar ser manipulado, também pode ter consequências irreversíveis, vamos danificando o nosso psicológico, a nossa autoestima, a alegria de viver, pois só recebemos o comportamento que toleramos.
Como entender o outro, se não nos entendemos, não sabemos como somos de verdade, se dizemos deixa para lá e ficamos nos remoendo na mágoa e no rancor, na culpa por não sabermos como reverter esta situação que está nos adoecendo?
Quem toma as decisões de sua vida? Quem é o responsável por elas? Preciso do outro para ser feliz e ter sentimentos de alegria ou de dor? Quem é o meu melhor amigo? Com quem eu convivo o tempo todo?
Então, sou eu mesmo. Eu sou o meu pior e melhor amigo. A melhor ou a pior companhia.
Para isto se analise, se conheça, se você não gosta da vida que tem ou teve, dos familiares, pais, trabalho, faça diferente, mude você a maneira de enxergar a situação e a vida, faça valer a sua experiência terrena.
_ Nasci sozinho e vou embora deste mundo, também sozinho, mas com a consciência tranquila de que naquele momento você fez o melhor que pôde.
Criticamos os corruptos, os criminosos, mas eles também foram bebês, tiveram sonhos.
O que diferencia as atitudes más das boas é o autoconhecimento que o ajuda a parar para pensar antes de tomar uma decisão de roubar, matar, violência, ambição desmedida, suicídio que nada mais é que um pedido de socorro de emoções que não está conseguindo lidar e nem entender.
Os segundos para parar e pensar antes de agir, antever as possíveis consequências que poderiam advir se eu levar adiante, antes de dar uma respostar, puxar uma arma para o outro, aceitar favores ilícitos, enfim realizar a empatia, é fundamental.
Se cada um pudesse avaliar os estragos dos pensamentos negativos, desejos de vingança, mágoas, rancores, orgulho, ataques de violência, ciúmes, de raiva, fúria,... buscaria, com intensidade e constância, o aprimoramento interior e com certeza, seriam mais felizes e resolveria, sozinho, os seus conflitos interiores e problemas, sem envolver ninguém.





Biografia:
Sou assistente social e gestora do terceiro setor, trabalho com autoconhecimento direcionado a crianças, adolescentes e suas famílias.
Número de vezes que este texto foi lido: 33850


Outros títulos do mesmo autor

Artigos QUEM É MEU FILHO? teresa armando elios da silva
Artigos SERÁ QUE TEMOS ROTINA? teresa armando elios da silva
Artigos COMO SÃO E ESTÃO OS IDOSOS ATUALMENTE teresa armando elios da silva
Artigos QUE PESSOA RUIM! teresa armando elios da silva
Artigos A JOVEM E A CRIMINALIDADE teresa armando elios da silva
Artigos ESTOU GRÁVIDA E AGORA? teresa armando elios da silva
Artigos AMIZADE OU NECESSIDADE DE SER ACEITO? teresa armando elios da silva
Artigos ESTOU DEFICIENTE E AGORA? teresa armando elios da silva
Artigos RELACIONAMENTOS, O QUE É ISTO? teresa armando elios da silva
Artigos Por que perdão? teresa armando elios da silva

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 22.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 76542 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 62275 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 50444 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 50241 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 49735 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 49500 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 49442 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 49152 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 48960 Visitas
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 48910 Visitas

Páginas: Próxima Última