Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Monstro verde à espreita
Caliel Alves dos Santos

Resumo:
Uma reflexão sobre a inveja.

A inveja é um dos sete pecados capitais. Estes arquétipos da religião judaico-cristã foram implantados pelo Ocidente através de assimilação sociocultural, uma construção histórica por assim dizer. Mas que seria a inveja? Um sentimento? Uma emoção? Um anelo? Digo, pois, que se a preguiça é a inércia física, a inveja é a inércia do espírito. Uma advém da forma e outra da essência, mesmo que essa seja mefítica.
     A inveja não é apenas a vontade intrínseca de assumir o lugar do “outro”, mas também o seu status, é a aceitação que o invejoso tem da sua própria imperfeição. Entretanto, essa imperfeição não é transvalorada. De nada serve essa interiorização, pois o indivíduo(a) ou indivíduos olham para um poço sem fundo, que não possui nenhuma água para saciar sua sede. A inveja é a maior forma de autodepreciação existente.
     Diferentemente da ganância, que insinua o desejo de possuir algo mais e/ou o desnecessário, a inveja deseja possuir o que o “outro” possui, tudo movido a agressividade e ressentimentos alimentados por objetivos mesquinhos e ignóbeis. “Se não consigo, o ‘outro’ não há de conseguir”, assim pensa o invejoso. Em seu coração habita o monstrinho verde, gosmento e pegajoso, não se dê ao trabalho caro(a) leitor de buscar referências shakespearianas que não possui em vosso repertório!
     A inveja manipula, dissuade e distorce a visão de mundo do ser humano. Em seus ouvidos, as vozes agourentas crocitam e sibilam abominações indizíveis. O Invejoso é tão oco quanto um tronco de árvore putrefato e tão opaco quanto uma estrela morta, isso é gastar muito da minha poética à toa senhoras e senhores!
     O invejoso, insaciavelmente, busca nos que os rodeia, as qualidades e virtudes que não possui. Como reflete o “outro” como um negativo, ou uma imagem espelhada, as qualidades externas a si transformam-se em defeitos no “outro”, e nem as necessidades imanentes dessas qualificações conseguem retirar as escamas dos olhos do invejoso. Talvez seja por isso que quando adentram o inferno tem os olhos queimados e as pálpebras costuradas a fios de prata. É incrível como o ser invejoso sente prazer na desgraça alheia e lança olhar malicioso para o sucesso dos “outros”.
     O símbolo da inveja é o cão, animal destinado a ser a vida toda domesticado, ou seja, impotente, servil e condenado a ser coadjuvante. Sua cor é representada pelo verde, o que me lembra vômito, fungos e claro, insetos, coisas desagradáveis e insignificantes, muitas das quais matamos com o pé.


Biografia:
Caliel Alves nasceu em Araçás/BA. Desde jovem se aventurou no mundo dos quadrinhos e mangás. Adora animes e coleciona quadrinhos nacionais de autores independentes. Começou escrevendo poemas e crônicas no Ensino Médio. Já escreveu contos, noveletas, resenhas e artigos publicados em plataformas na internet e em algumas revistas literárias. Desde 2019 vem participando de várias antologias como Leyendas mexicanas (Dark Books) e Insólito (Cavalo Café). Publicou o livro de poemas Poesias crocantes em e-book na Amazon.
Número de vezes que este texto foi lido: 525


Outros títulos do mesmo autor

Resenhas Quando o caçador vira a sua própria presa Caliel Alves dos Santos
Resenhas Só nos sobraram os espinhos Caliel Alves dos Santos
Resenhas Caçando demónios por aí Caliel Alves dos Santos
Resenhas Caçadores de emoções... e aventuras Caliel Alves dos Santos
Resenhas Oxente, tá aí um mangá que eu queria ler! Caliel Alves dos Santos
Artigos Conceitos e discursos sobre a auto inscrição africana Caliel Alves dos Santos
Artigos Precisamos falar sobre o Felipe Neto Caliel Alves dos Santos
Releases Financiamento coletivo – 10º símbolo Caliel Alves dos Santos
Resenhas Duas asas pra te proteger Caliel Alves dos Santos
Poesias Sátiras unebianas Caliel Alves dos Santos

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 105.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 68373 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55701 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44392 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44118 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43746 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 42575 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 42080 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41349 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41270 Visitas
Amores! - 39771 Visitas

Páginas: Próxima Última