Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
De amor vamos Morrer
Parte I-Parte II-Parte III-Parte IV-Parte V
Juvenis Saint

Resumo:
Um homem que se apaixona por uma bela jovem de 18 anos, mas que na verdade ela é uma feiticeira que quer sua alma para ter um pacto com os espíritos das trevas. A feiticeira oferece o seu corpo em troca de sua alma, o homem sem hesitar aceita isso. Por uma longa noite o homem tem uma aventura carnal com ela.

PARTE I
Ela é cruel comigo e diz que me ama,
Seu calor é tão intenso que o meu peito inflama.
De noite ela é uma lua fria, a tarde é o sol que me guia
Uma rocha em minhas costas, e também a pedra que matou Golias.

Sua boca e muito quente, seu coração é muito frio
Seu frio congelaria mil serpentes e seu calor evaporaria mil rios.
Ela tem dois lindos chifres
E eles me machucam um pouco
Gosto quando suas pontas
Fere todo o meu corpo.

Seu corpo e belo e perfeito,
Me deixa acariciar os seus seios.
Seus cabelos vermelhos e quentes,
Que me sufoca e faz ranger os dentes.
Seus olhos que me persegue a todo instante,
Faz pulsar meu coração
E correr todo meu sangue.

Ela tem os seus demônios,
Mas sou único pra ela
Mas ela é que me ver em seus sonhos,
Sou uma alma negra que acende uma vela.
Machuca-me com o seu tridente, me conforta com suas palavras
Me judia com seu corpo e arranque as minhas mil almas.

Por mais cruel que ela seja
Ela é minha gasolina
Mantém minha chama acesa
A minha cruel diabólica menina.
Ela tem belos cabelos, boca, nariz
Ombros, barriga, seios e quadris.




Minha alma está viva por ela
Meu coração pulsa por ela
A minha vida é dela.
Viver para mim, estar em segundos planos
Quero viver em seus panos
Pois ela é uma linda tempestade
E um belo oceano.

                    Parte II

Dama de cabelo rosa
Ferida de meu coração
Se a ti eu te pertenço
Por que a judiação?
Sei que no fundo, você quer a minha alma
Sei que para você, não passo de uma alma fraca
Sei que você, quer só divertir comigo e meus sentimentos
Mas por mais que eu saiba de tudo isso, eu só quero viver esse momento.

Não importo se vou morrer,
Que morra eu com esse prazer
Na verdade não importo,
Desde que a pessoa, seja você.
Arranque todas as minhas forças
Tire cada gota da minha essência
Contamine-me com o seu pecado
Eu ainda não pedirei clemência.

Vejo saindo minhas energias vitais,
A fonte de meu poder.
A menina diabólica,
Fazendo com o seu corpo
O meu corpo morrer.
Por mais tamanha da dor que sinto
Maior é o meu querer.
Um gole dessa luxuria
Em overdose de prazer.

Eu sou apenas um cara comum
Sem amigos e parentes nenhum
Minha família nem se quer liga para mim
Também do que adianta,
Ligar para um fracassado assim?
Nem mesmo sabem de minha noticia
Vivo em uma casa sem ter uma vida
Meu emprego é uma droga.
Por ele mantenho o sorriso
Fingir estar feliz,
Esse é o pior castigo.

Uma vida sem animo, sem emoções
Numa vida como essa
A companhia seria a solução.
Eu queria apenas sentir um pouco
Mas somente uma vez,
Ter um sentimento,
De que alguém gosta de mim
Nem que seja de mentira
Mas eu queria mesmo assim.


                                          
                    Parte III

Não me importo com você
E nem com a sua vida
Se você vai morrer.
Morra sem pensar em sua família
Estirado, Largado ao chão.
Como diabos ele foi morrer
Nesta situação?

Tudo o que eu tenho que lhe dar,
É uma dose de veneno
Não importo se é o céu ou o inferno.
Quem vai te querer?
Tudo que eu estou fazendo
É só para você morrer.
Pois esse é o meu trabalho
Na qual eu nunca falho.

Suas palavras de tristeza
Não comoverá meu coração
Se pensas que tenho pena de ti
Lamento, mas isso é sua ilusão.
Você vai morrer hoje
Tempo é só questão.

                                              
                    PARTE IV

Não me importo se vou morrer
Desde que eu morra e a causa seja você.
Você foi a minha luz, agradeço fielmente
Vou morrer por uma garota que fez sexo comigo
Fez sexo abertamente.
Obrigado por esse momento
Que você preparou
Saiba que não tenho arrependimento
Pois você foi a primeira que comigo deitou.

Bela menina, ainda uma garotinha
Com o corpo perfeito, parece uma fadinha
Pise em minha garganta
Tire o meu fôlego
Seu riso os demônios espanta
E com seu fogo aquece o meu corpo.

Menina má, que aparenta ser
Se for minha vida tirar
Cumpra o seu dever.
Essa e a primeira e ultima vez
Que debaixo das cobertas com você.
Eu sei que de ti acabo de conhecer
Pode parecer meio estranho
Mas realmente eu amo você.

Minha visão escurece
Perco meus sentidos
A sensação de estar vivo desaparece
Não ouço mais os seus gemidos.
Que sensação estranha
Eu estava em minha cama
Uma garota aparece
E varias coisas acontece.

Eu estou morto?
Eu morri?
Barulhos eu não ouço
Esse é realmente o meu fim.
Daquele belo rosto
Nunca vou esquecer-me dela
Eu não morri de desgosto.
A menina de blusa amarela.

Eu queria mais uma vez
A chance de voltar à vida
Mas é o bastante
Para sempre, vou lembrar-me
Daquela linda menina.


                    Parte V

O que? Aquilo não foi real?
Por que eu ainda estou vivo?
A menina de coração mal
Não deixou morrer este individuo?
Mas mesmo assim, aquilo parecia ter acontecido
Posso sentir ainda seu doce cheiro
Não estou mais deprimido
Pois lembro ainda do calor do seu corpo inteiro

Tolinho, você não morreu
Isso é uma raridade
Suas palavras me comoveram.
De hoje em diante
Quem decide a sua morte agora sou eu.
Teremos mais noites como aquela
Somente com você, na escuridão do breu
De amor vamos morrer, só você e eu.


                                    Juvenis S. 15/01/2010


Biografia:
não tenho biografia, sem biografia, sem historia, apenas uma folha de papel branco, um arquivo sem conteúdo. Apenas isso, apenas disso. cadstro, senha, senha mestre
Número de vezes que este texto foi lido: 182


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Falha em meu Código Juvenis Saint
Frases Seu nome era Juvenis Saint
Poesias De amor vamos Morrer Juvenis Saint


Publicações de número 1 até 3 de um total de 3.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 58054 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 53111 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 39364 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 35035 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 34203 Visitas
Amores! - 33480 Visitas
Desabafo - 33115 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 31830 Visitas
Faça alguém feliz - 31801 Visitas
Vivo com.. - 31524 Visitas

Páginas: Próxima Última