Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ESTRADA DE AÇO
DE IONE AZ E PAULO FOG
paulo azambuja

Resumo:
BOM

MAIS UMA VEZ MEU MUITO OBRIGADO A TODOS VOCÊS QUE PRESTIGIAM NOSSO TRABALHO.
        ESTA OBRA TRATA-SE DE UMA NOVEL LIVRE, PORÉM PODERÁ HAVER ALGUNS CAPITULOS QUE TERÃO UMA CERTA RESTRIÇÃO.
       JA DEIXANDO, TRATA-SE DE UMA OBRA FICTICIA, PORTANTO NOMES E LUGARES SÃO ORIUNDOS DO IMAGINÁRIO DOS AUTORES NADA TENDO RELAÇÃO COM A REALIDADE
      POR MAIS QUE A NOSSA REALIDADE CADA DIA MAIS SE PAREÇA AOS CONTOS E OS CONTOS A VIDA.
        BOA LEITURA A TODOS.









                    ESTRADA DE AÇO







        A VIDA PODE SER CONCEBÍVEL ATÉ CERTO MOMENTO, O MOMENTO DE NASCER E MORRER.




    - Nem sempre poderei estar do seu lado.
    - Vô.
    - Meu querido neto, ontem príncipe, agora rei.
    - Eu?
    - Quis assim o destino, por favor tome conta desse povo e sempre colabore com as guildas e colônias.
    - Todas?
    - Sim meu filho, apesar de algumas nos ofenderem, o ódio, ainda assim há pessoas maravilhosas nelas.
    - A de Hondor?
    - Principalmente meu filho, principalmente.
    - Se o sr diz, por mim tudo bem vô.
    - Agora acho que já posso ir.
    - Mais vô.
    - Olhe, tenha sempre cuidado com todos, mais um especial a Lúcia.
    - Sim vô.
    Naquele majestozo quarto em uma cama de madeira de cedro, cabeçeira em ouro, falece o 80º rei de Avir, Arthur o grande rei, segurando suas mãos e derrubando lágrimas, o novo rei, Reginaldo de 13 anos.
    Logo o lugar é enchido de pagens, criados, soldados e a 1ª ministra conselheira Duquel.
    - Ele foi forte.
    - Eu o amava.
    - Todos nós, Reginaldo, todos. Duquel fecha os olhos do falecido com 88 anos bem vividos em guerras, vinhos, mulheres e vitórias.
    A 5 aposentos dali, Lùcia se banha em uma tina de madeira rodeada por 5 serviçais que a tratam de forma sempre delicada.
    Batem a porta e uma das moças vai e logo retorna com o acontecido.
    - O rei morreu.
    - Me arrumem, quero ve-lo.
    Lúcia com seus 15 anos já demonstra há tempos maturidade de um adulto.
    Já vestida, ela segue para o aposento do rei, porém Reginaldo a aguarda parando-a no corredor.
    - Onde vai?
    - Quero ve-lo.
    - Para quê?
    - Cuspir naquele velho, ppor que com certeza lhe passou o trono.
    - Como sabe?
    - Só o fato de estar aqui e reagir assim, não preciso de provas melhores.
    - Já sou o rei.
    - Quem o nomeou?
    - O próprio.
    - Aquele velho, porco, nojento, me faça rir, eu mereço o trono, sou a mais velha.
    - És mulher.
    - E daí?
    - Não se é dado tanto poder a uma mulher, somente em casos extremos.
    - Se for por sua morte, posso providencia-la agora mesmo.
    Lúcia tira de sua veste uma pequena adága e parte para cima de Reginaldo, eles entram em luta corporal, até que se ouve um barulho forte, tiro, Duquel ali com uma espingarda em mãos.
    - O que significa isso?
    - Ele quer me roubar o trono.
    - Não é bem assim.
    - Então é o quê?
    - O rei determinou que eu seja....
    Duquel ouve aquilo enquanto tira do bolso uma carta dobrada.
    - O que é isso?
    - Um real problema para ambos.
    - O quê?
    - Um filho, herdeiro direto do rei.
    - O quê, como?
    - Ele mora em uma colônia próxima a Hondor.
    - Como assim, ele nunca me falou desse filho.
    Reginaldo toma a arma de Lúcia e joga no chão, assim vai até Duquel.
    - Esta mentindo, esta carta é falsa, como vai provar que realmente é filho do rei?
    - Por que ele o reconheceu como seu legitimo há 3 anos.
    - Como, por que eu não soube?
    - Pois é ele, fez ambos de bobos, pelo jeito.
    - Tanto faz, ele ja me passou o trono.
    - Nisto esta certo, ficará no trono até que o garoto atinja os seus 15 anos.
    - Quantos anos ele tem?
    - Uns 9 acho.
    - O quê?
    - Gostaria de lhes dar mais explicações, mais tenho muito que arrumar para o funeral do rei, e por falar no garoto já enviei uma comitiva para traze-lo.
    - Comitiva?
    - Bem pequena, 3 carroças apenas.
    - Por que Duquel?
    - Por que assim ficou determinado em livro, ainda mais que quero e vou ver esse circo queimar-se.
    - Esta se mostrando agora.
    - Cale-se garoto insolente. Duquel dá um soco em Reginaldo que cai aos pés de Lúcia que leva a mão a veste.
    - Não acho prudente você uma dama tentar fazer isso, um uso de uma pistolinha barata que carrega consigo.
    - Você é um monstro.
    - O pior é que você sempre soube disso.
    Lúcia ajuda Reginaldo a levantar-se e entram no quarto do rei.

    


Biografia:
gosto de escrever
Número de vezes que este texto foi lido: 28512


Outros títulos do mesmo autor

Romance estrada de aço 20 novel livre 12anos paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 19 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 18 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 17 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 16 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 15 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 14 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 13 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Poesias EDIVIRGENS E SUAS ATITUDES paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 12 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 166.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 40290 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 38702 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 30713 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30517 Visitas
Amores! - 30040 Visitas
Desabafo - 29842 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29808 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29805 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29764 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29591 Visitas

Páginas: Próxima Última