Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A JUMENTA FALANTE
Saulo Piva Romero

HAVIA UM REI CHAMADO BALAQUE QUE VIVIA EM MOABE E NÃO QUERIA QUE OS ISRAELITAS INVADISSEM A SUA TERRA, POR ISSO OFERECEU RIQUEZAS AO PROFETA BALAÃO PARA QUE ELE AMALDIÇOASSE O POVO DE ISRAEL.
ENTÃO, DEPOIS DE TUDO ACERTADO COM O REI, BALAÃO MONTOU EM SUA JUMENTA E PARTIU EM VIAGEM PARA AMALDIÇOAR O POVO DE ISRAEL. MAS DEUS NÃO GOSTOU NEM UM POUCO DESSA ATITUDE DO ESPERTO PROFETA.  E PARA IMPEDIR QUE BALAÃO AMALDIÇOASSE OS ISRAELITAS ENVIOU UM ANJO EMPUNHANDO UMA LONGA ESPADA PARA FAZER COM QUE BALAÃO DESISTISSE DE PRATICAR ESSE ATO.  NESSE MOMENTO ANOCAS, A JUMENTA VÊ O ANJO E ASSUSTADA DESVIOU-SE DO ANJO E DEITOU -SE NO CHÃO. BALAÃO VENDO ESSA CENA,  IRRITOU-SE COM A SUPOSTA REBELDIA DA SUA FIEL JUMENTA E AOS BERROS ORDENOU QUE ANOCAS LEVANTASSE IMEDIATAMENTE DO CHÃO, MAS A JUMENTINHA IGNOROU A ORDEM DE BALAÃO QUE JÁ MUITO ZANGADO PEGOU UMA VARA E BATEU COM FORÇA NO LOMBO DA POBRE JUMENTA. NESSE INSTANTE DEUS FEZ A JUMENTA ANOCAS FALAR COM BALAÃO.
- E QUE LHE FIZ PARA VOCÊ ME BATER?  PERGUNTOU A JUMENTA.
E BALAÃO SEM ENTENDER O QUE ESTAVA ACONTECENDO OLHANDO PARA ANOCAS, RESPONDEU INCRÉDULO.
- VOCÊ ME FEZ DE TOLO, ZOMBOU DE MIM. RESPONDEU O PROFETA. E EU COMO SEU DONO NÃO ADMITO QUE UMA JUMENTA INSOLENTE COMO VOCÊ, CAÇOE DE MIM! E SE EU TIVESSE UMA ESPADA EU A MATARIA AQUI MESMO NESSA ESTRADA.
E A JUMENTA CONTINUOU A FALAR.
- VOCÊ JÁ MATOU ALGUÉM ANTES?
- EU NÃO!
DEUS VENDO QUE O DIÁLOGO ENTRE A JUMENTA E BALAÃO PODERIA TERMINAR COM A MORTE DA POBRE JUMENTA FEZ COM QUE BALAÃO VISSE O ANJO COM A ESPADA APONTADA PARA ELE BLOQUEANDO A PASSAGEM DELE.
O ANJO DISSE A BALAÃO:
- PORQUE VOCÊ BATEU NA SUA JUMENTA QUE LHE SERVE HÁ MUITOS ANOS SEM RECLAMAR?
- PORQUE ELA DESOBEDECEU E AINDA CAÇOOU DE MIM.
- ORA, HOMEM PECADOR! FOI DEUS QUE FEZ ESSA HUMILDE JUMENTA FALAR E EU VIM AQUI PARA IMPEDIR VOCÊ DE AMALDIÇOAR OS ISRAELITAS. E SAIBA QUE A SUA JUMENTA SALVOU A SUA VIDA AO FICAR EMPACADA NO MEIO DO CAMINHO PORQUE SENÃO EU JÁ O TERIA MATADO SEM FERIR A BONDOSA JUMENTINHA.
E BALAÃO ENVERGONHADO E ARREPENDIDO POR CASTIGAR A POBRE JUMENTA FALANTE. DISSE AO ANJO.
- EU PEQUEI DUAS VEZES NESSE DIA POR QUERER AMALDIÇOAR O POVO DE ISRAEL E POR BATER NA MINHA JUMENTA. COM A CONFISSÃO DO ARREPENDIMENTO DE BALAÃO, O ANJO LIBEROU O CAMINHO E BALAÃO CONTRARIANDO O ACORDO FEITO COM O REI BALAQUE ABENÇOOU O POVO DE ISRAEL POR TRÊS VEZES SEGUIDAS.
E A JUMENTA DISSE A BALAÃO UMA ÚLTIMA PALAVRA.
- EI BALAÃO! DEPOIS DE TUDO O QUE FIZ PARA SALVAR A TUA VIDA, ACHO QUE MEREÇO UM CAPIM BEM GORDINHO COMO REFEIÇÃO PARA SACIAR A MINHA FOME E UM BALDE COM MUITA ÁGUA FRESQUINHA PARA MATAR A MINHA SEDE!
 
INSPIRADO EM NÚMEROS 22:21-34
 
 
 




Biografia:
Saulo Piva Romero, professor de Língua Portuguesa e Poeta, 46 anos. Nasceu em São Paulo no dia 9 de março de 1972. Começou a escrever poesias aos 18 anos. É formado em Letras pelas Faculdades Associadas do Ipiranga com Licenciatura Plena em Língua Portuguesa, Inglesa e Literatura.Em 2000 publicou seu primeiro livro Vida, amor e esperança.
Número de vezes que este texto foi lido: 33857


Outros títulos do mesmo autor

Contos OS LÁBIOS E O BATOM Saulo Piva Romero
Contos A LENDA DO FOGO Saulo Piva Romero
Contos DONA MARIQUINHA Saulo Piva Romero
Contos AS HISTÓRIAS DO JOÃO PESCADOR Saulo Piva Romero
Contos MA FÊ Saulo Piva Romero
Contos OS SONHOS DE LUCCA Saulo Piva Romero
Contos MELINA E O SEGREDO DA CAIXINHA DE MÚSICA Saulo Piva Romero
Contos ALICE E LUNA Saulo Piva Romero
Contos TICA E NECA Saulo Piva Romero
Contos NO BALANÇO DA LUA Saulo Piva Romero

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 268.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 76158 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 62092 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 50318 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 50071 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 49631 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 49303 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 49018 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 48834 Visitas
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 48804 Visitas
Um dia - Luca Schneersohn 48260 Visitas

Páginas: Próxima Última