Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
SABIÁ E BEM-TE- VI
Saulo Piva Romero

HOUVE UM TEMPO EM QUE O MENINO RAEL OBSERVANDO A TRISTEZA DE LOUISE, SUA MÃE POR CAUSA DA FALTA DE DINHEIRO PARA PAGAR AS DESPESAS DA CASA E PARA GARANTIR O SUSTENTO DELE, DO AVÔ E O DELA, ELE DECIDIU QUE ERA CHEGADA A HORA DE AJUDAR A SUA MÃE COM AS DESPESAS DA CASA.

ASSIM RAEL FOI PROCURAR O AVÔ LEOPOLDO PARA QUE O AJUDASSE A CONFECCIONAR DOIS FANTOCHES PARA QUE ELE PUDESSE SAIR PELAS RUAS DE MONTE ALEGRE NO INTERIOR DE SÃO PAULO FAZENDO APRESENTAÇÕES COM O OBJETIVO DE ARRECADAR ALGUMAS MOEDAS PARA QUE SUA MÃE PUDESSE COMPRAR PELO MENOS UM PACOTE DE ARROZ E FEIJÃO.

ENTÃO O MENINO PEDIU AO VOVÔ LEO QUE ERA UM EXCELENTE ARTESÃO QUE O AJUDASSE A CRIAR DOIS FANTOCHES DE DUAS ESPÉCIES DAS MAIS POPULARES AVES HAVIA NA FAUNA BRASILEIRA.

ASSIM NASCEU O SABIÁ E O BEM-TE –VI, QUE LOGO FORAR ANIMADOS PELAS HABILIDOSAS MÃOS DE RAEL E GANHARAM VOZES COM A PERFEITA INTERPRETAÇÃO DO MENINO QUE DESDE PEQUENINO ERA ALUCINADAMENTE APAIXONADO PELA ARTE DA VENTRILOQUIA.

RAEL AGRADECEU AO AVÔ COM UM BEIJO CARINHOSO E SAIU PELAS RUAS SEGURANDO UM FANTOCHE EM CADA MÃO.

LOGO EM SEGUIDA SUBIU EM CIMA DE UM CAIXOTE DE MADEIRA PARA QUE ELE FICASSE MAIS VISÍVEL PARA QUE AS PESSOAS PUDESSEM ENXERGAR PERFEITAMENTO O SEU TEATRINHO DE FANTOCHES.

ASSIM QUE A CALÇADA FICOU TOMADA PELA MULTIDÃO, O MENINO COLOCOU UM CHAPÉU DE PALHA PRÓXIMO AO SEU CAIXOTE PARA QUE AS PESSOAS PUDESSSEM COLOCAR ALGUMAS MOEDAS SE GOSTASSEM DO SEU TEATRO DE FANTOCHES.

ENTÃO, O MENINO COLOCOU UM PÁSSARO EM CADA MÃO E DEU INÍCIO AO SEU PRIMEIRO SHOW DE VENTRILOQUIA QUE ERA A SUA PAIXÃO DESDE PEQUENINO.

RAEL DISFARÇANDO A VOZ COMEÇOU A DAR VIDA AO SABIÁ QUE LOGO DISPAROU A FALAR.

- EU SOU O SABIÁ, UM PASSARO MUITO CONHECIDO NO BRASIL E O QUE EU MAIS GOSTO DE FAZER É CANTAR., POIS QUEM CANTA SEUS MALES ESPANTA! EU ACORDO TODOS OS DIA ÀS CINCO HORAS DA MANHÃ E SÓ PARO DE CANTAR ÀS DEZESSEIS HORAS QUANDO VOLTO PARA O ACONHEGO DO MEU NINHO.

ASSSIM QUE O PEQUENO SABIÁ DEU UMA PAUSA NA SUA FALA, FOI A VEZ DO TAMBÉM PQUENO BEM TE VI ENTRAR NA CONVERSA E DIALOGAR COM O SABIÁ.

- BOM DIA, AMIGO SABIÁ, EU SOU O BEM -TE- VI, JÁ EU SOU UMA AVE TRISTE, POIS, EU FUI CULPADA POR JESUS TER SIDO PRESO, POIS, NO MOMENTO EM QUE OS SOLDADOS ESTAVAM PERSEGUINDO JESUS PARA PRENDÊ -LO, EU O DENUNCIEI QUANDO OLHEI PARA ELE E DISSE OLHANDO PARA ELE, BEM -TE VI E FOI ASSIM QUE OS SOLDADOS CAPTURARAM JESSUS NAQUELA NOITE NO JARDIM DAS OLIVEIRAS.

DESDE ENTÃO, O MEU CANTO DEIXA AS PESSOAS EM ALERTA, POIS, DIZEM ATÉ QUE O MEU CANTAR ATRAI AS CHUVAS COM RAIOS E TROVÕES.

O SABIÁ, ENTÃO TENTA CONSOLAR O BEM -TE-VI, DIZENDO QUE ELE NÃO TEM CULPA, POIS, O CULPADO PELA PRISÃO DO MESTRE JESUS FOI O BICHO HOMEM.

ASSIM O SABIÁ OLHANDO FIXAMENTE NOS OLHOS DO BEM -TE VI E DIZ:

- VOCÊ SABIA QUE O SABIÁ SABIA ASSOVIAR?

- SIM, POIS, BEM QUE TE VI ASSOVIANDO ESSA MANHÃ QUANDO SE PREPARAVA PARA SAIR DO SEU NINHO.

ASSIM COM ESSE DIVERTIDO TROCADILHO ENVOLVENDO OS SEUS NOMES, AS DUAS PEQUENINAS AVES SE ABRAÇARAM E CAÍRAM NA GARGALHADA.

ASSIM TERMINAVA O PRIMEIRO SHOW DE VENTRILOQUIA DE RAEL, O MENINO HUMILDE E SONHADOR.

ELE FICOU ESPANTADO QUANDO VIU O CHAPÉU DE PALLHA ABARROTADO DE MOEDAS E NOTAS DE DIFERENTES VALORES.

ASSIM O MENINO VOLTOU PARA A SUA CASA FELIZ, POIS SABIA QUE NAQUELE DIA O ARROZ E FEIJÃO ESTAVA GARANTIDO NO ALMOÇO E NO JANTAR.

DEPOIS DE SE ALIMENTAR AO LADO DO AVÔ E DA MÃE, RAEL FOI PARA O SEU QUARTO E PARA A SUA SURPRESA LÁ ESTAVAM NO PARAPEITO DA JANELA, UM SABIÁ E UM BEM- TE- VI EM CARNE E OSSO.

OS DOIS VENDO OS OLHINHOS DO MENINO BRILHAREM DE FELICIDADE, DISSERAM A ELE:

- HOJE EU BEM QUE TE VI ASSOVIAR, POIS, SSABEMOS QUEM FOI QUE LHE ENSINOU A FAZER ISSO! SIM, ELE MESMO, O AMIGO SABIÁ, POIS, SABEMOS QUE ELE SABE ASSOVIAR HÁ MUITO TEMPO.

ASSIM RAEL ACOLHEU AS AVES NA PALMA DA SUA MÃO E DISSE:

- OBRIGADO SENHOR POR TER FEITO O MILAGRE DE TRANSFORMAR OS MEUS FANTOCHES EM PÁSSAROS REAIS.

ENTÃO ELE RECOLOCOU O SABIÁ E O BEM TE VI NO PARAFEITO DA JANELA NOVAMENTE E ENCOSTOU A CABEÇA NO TRAVESSEIRO E DORMIU PROFUNDAMENTE COM O DEVER DE AJUDAR A MÃE CUMPRIDO, FAZENDO O SONO DOS JUSTOS E ACORDANDO NA MANHÃ SEGUINTE COM OS CANTOS DO SABIÁ E DO BEM-TE -VI SUSSURRADOS NOS SEUS OUVIDOS.






Biografia:
Saulo Piva Romero, professor de Língua Portuguesa e Poeta, 51 anos. Nasceu em São Paulo no dia 9 de março de 1972. Começou a escrever poesias aos 18 anos. É formado em Letras pelas Faculdades Associadas do Ipiranga com Licenciatura Plena em Língua Portuguesa, Inglesa e Literatura.Em 2000 publicou seu primeiro livro Vida, amor e esperança.
Número de vezes que este texto foi lido: 54722


Outros títulos do mesmo autor

Contos O PIANO ENVENENADO Saulo Piva Romero
Contos A LUA É UMA FESTA Saulo Piva Romero
Contos A CARTA QUE EMOCIONOU PAPAI NOEL Saulo Piva Romero
Contos O NATAL DE RAUL Saulo Piva Romero
Contos ZOLDAN Saulo Piva Romero
Contos PAPAI GIRAFA, MAMÃE ZEBRA E SEU FILHOTE OCAPI Saulo Piva Romero
Contos SABIÁ E BEM-TE- VI Saulo Piva Romero
Contos LÍNGUA AZUL Saulo Piva Romero
Contos O OURO DAS FADAS Saulo Piva Romero
Contos O PODEROSO DRAGÃO DE WAWEL Saulo Piva Romero

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 374.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Amores! - 54783 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 54782 Visitas
DIVINO SER - Ivan de Oliveira Melo 54780 Visitas
Dores da paixão - Ivone Boechat 54779 Visitas
Carta para Sophie Scholl - Junho/2024 - Vander Roberto 54779 Visitas
eu sei quem sou - 54778 Visitas
Desabafo - 54777 Visitas
Leite com Pimenta - Rafael da Silva Claro 54772 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 54770 Visitas
A força do recomeço de empresários atingidos pelas enchentes - Isnar Amaral 54770 Visitas

Páginas: Próxima Última