Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Ao anoitecer
Graciela Neves

vou, levo um livro de cabeceira
um caderno na algibeira      

sento-me na ponta do estrado
pérolas d´oiro ao pontapé
o sabão baba-se na maré
(co)movo-me rendida
o céu pende dolente, dormente pra cima do mar
ambos azuis se fundem, me confundem
aclaram os pulmões
expelem a alma na íris salgada
emoção distraída, entornada
murmurada aos meus botões

egoísta, vou jazer-me na esteira de prata, beijo aguado
beber véu anil, mil argolas num pecado, mimos letargia
tapar-me de sal, ondular na espuma delambida
sorver a penugem do vento ao fim do dia

vou arrecadar o sol antes que amorteça durma
e o toldo da neblina escoe, arrefeça a bruma
vou (re)escrever um poema a pedido, perdido no vapor
tracejar a espessa nostalgia, um ponteiro incauto incolor


Biografia:
Mãe e psicóloga
Número de vezes que este texto foi lido: 54825


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Ao anoitecer Graciela Neves


Publicações de número 1 até 1 de um total de 1.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Minicurso sobre a redação no ENEM - Isadora Welzel 79742 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 59556 Visitas
Salvando computador muito ruim - Vander Roberto 55642 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 55558 Visitas
81 anos da prisão e morte dos Rosas Brancas - Vander Roberto 55457 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 55391 Visitas
QUE SE... - orivaldo grandizoli 55375 Visitas
Lançamento do livro - Alberto Kopittke 55364 Visitas
Nua, totalmente indefesa - rodrigo ribeiro 55310 Visitas
A FARSA DA USURA - fabio espirito santo 55300 Visitas

Páginas: Próxima Última