Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
🔴 As figuras ocultas
Rafael da Silva Claro


Sergio Moro conseguiu ser a vedete da sabatina de Flávio Dino. E isso não é fácil, sobretudo pela aparente timidez do ex-juiz.

Moro tentou esconder seu voto a favor de Dino no STF. No entanto, a fotografia de seu celular revelou as intenções eleitorais e introduziu uma figura obscura conhecida como “Mestrão”. O ex-juiz conseguiu requentar a pecha de traidor conquistada com aquela saída conturbada do governo Bolsonaro.

Segundo Dilma Rousseff, toda criança possui uma figura oculta: um cachorro; em Brasília, todo político também esconde uma figura: geralmente, um assessor. Se descoberta, surge o “Bessias”, bem como o “Mestrão”. A exposição daquele, ajudou a levar Lula para a cadeia; a revelação de que existe um “Mestrão” por trás do Moro pode contribuir com sua derrocada.

Sergio Moro cometeu os mesmos erros de Joice Hasselmann: traiu — os políticos adoram a traição (favorável), mas desprezam o traidor —; achou que era “brother” dos políticos; superestimou seu grau de malandragem no meio de “raposas”; e será cuspido” pelo sistema que ele ajudou a “engordar”. Quando esse dia chegar, seus “carrascos” não terão o menor receio em extirpá-lo, pois, como a “Bolsonaro de saia”, ele não terá apoio da direita, esquerda, muito menos do Centrão.

Moro fez seu nome com a ‘Lava Jato’, trocou a magistratura pela política e revelou seu lado “tucano” ao associar-se aos “tucaninhos” do MBL (Movimento Brasil Livre). Mas havia um Bolsonaro no meio do caminho. Se Maurício de Souza recebesse a incumbência de criar um ‘PSDB Jovem’, sairia o MBL. Num ato desesperado e numa manobra desastrosa, Moro se juntou ao grupinho reprovável chamado de MBL.

Tentando manter os pés em duas canoas, o ex-juiz mancha sua tão prezada biografia. Isso revela que ele tem muito medo de ser julgado pelo STF. Entretanto, Lula ainda vai cumprir seu ideal: #@*&$ com o Moro.

Os bonecos infláveis, mas não infalíveis, do “Superman” e do “Pixuleco” sempre estiveram indissociáveis.


🔹 Entre a desonra e a guerra, escolheram a desonra e terão a guerra”
(Winston Churchill)


Biografia:
Ensino secundário completo. Trabalhei em várias empresas, fora da literatura. Tenho um blog, onde publico meus textos: “Gazeta Explosiva” Blogger
Número de vezes que este texto foi lido: 217


Outros títulos do mesmo autor

Ensaios 🔴 A arte de enganar Rafael da Silva Claro
Crônicas 🔵 Rosmitter, o boêmio Rafael da Silva Claro
Poesias 🔴 Conto de fardas Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴Madonna de areia Rafael da Silva Claro
Ensaios Leite com Pimenta Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 As joias da coroa Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Feiquinius Rafael da Silva Claro
Crônicas 🔵A mansão dos mortos Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Os esquerdistas invadem a América Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Atila, o rei dos energúmenos Rafael da Silva Claro

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 426.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
JASMIM - evandro baptista de araujo 69106 Visitas
ANOITECIMENTOS - Edmir Carvalho 58001 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 57663 Visitas
Camden: O Avivamento Que Mudou O Movimento Evangélico - Eliel dos santos silva 55939 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 55260 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 55254 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 55161 Visitas
Coisas - Rogério Freitas 55031 Visitas
ENCONTRO DE ALMAS GENTIS - Eliana da Silva 55019 Visitas
Sobrenatural: A Vida de William Branham - Owen Jorgensen 54996 Visitas

Páginas: Próxima Última