Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
E Se Tudo Fosse Azul ?
José Ernesto Kappel

Se tudo fosse esperança,

esperança que fosse,

se tudo fosse azul,

azul de seus olhos,

esperança que fosse,

se tudo fosse assim,

você já seria parte de mim.



Deixava tudo à revelia:

a tábua,

o estibordo,

os lanceiros endiabrados,

as roças de meu avô,

as macieiras de meu tio,

deixaxa tudo!



E, por uns instantes,

iria me imaginar

dono deste mundo,

dono de vida!



Mas a história burila

os contrários.



Se conseguisse tudo isso,

certamente, acordaria de algum sonho

mudo.

E saberia que sua

verdade roda de desgosto!



...e mágoa, meu amigo,

não carrego mais

ela dói e castiga!



E, se tudo fosse azul,

Eu ia morar nele

Porque meu vago,

Ia virar vida.

Se tudo fosse esperança,

esperança que fosse,

se tudo fosse azul,

azul de seus olhos,

esperança que fosse,

se tudo fosse assim,

você já seria parte de mim.



Deixava tudo à revelia:

a tábua,

o estibordo,

os lanceiros endiabrados,

as roças de meu avô,

as macieiras de meu tio,

deixaxa tudo!



E, por uns instantes,

iria me imaginar

dono deste mundo,

dono de vida!



Mas a história burila

os contrários.



Se conseguisse tudo isso,

certamente, acordaria de algum sonho

mudo.

E saberia que sua

verdade roda de desgosto!



e mágoa, meu amigo,

não carrego mais

ela dói e castiga!



E, se tudo fosse azul,

Eu ia morar nele

Porque meu vago,

Ia virar vida.



E  lá descobri

também, que dentro do azul, 

mora a esperança,

a paz,

a concórdia

e o desejo

de estar sempre

vivendo um grande amor !

Número de vezes que este texto foi lido: 54864


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Puxa a Corda José Ernesto Kappel
Poesias Meu Sonho José Ernesto Kappel
Poesias Meu Tempo José Ernesto Kappel
Poesias Céu de Seda José Ernesto Kappel
Poesias Barra de Fogo José Ernesto Kappel
Poesias Sal Grosso José Ernesto Kappel
Poesias Vestindo Rainhas José Ernesto Kappel
Contos A Mãe do Prefeito José Ernesto Kappel
Poesias Seu Encanto José Ernesto Kappel
Poesias Paz de Dois José Ernesto Kappel

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 464.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
A FARSA DA USURA - fabio espirito santo 55169 Visitas
O estranho morador da casa 7 - Condorcet Aranha 55169 Visitas
Decadência - Marcos Loures 55152 Visitas
A margarida que falou por 30 dias - Condorcet Aranha 55150 Visitas
Jazz (ou Música e Tomates) - Sérgio Vale 55145 Visitas
A calça preta - Condorcet Aranha 55144 Visitas
O Senhor dos Sonhos - Sérgio Vale 55134 Visitas
Amores! - 55131 Visitas
Menino de rua - Condorcet Aranha 55131 Visitas
Definida a final do Paulistão 2023 - Vander Roberto 55129 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última