Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A BRUXA QUE SE TRANSFORMAVA EM PRINCESA
Saulo Piva Romero

HÁ MUITOS ANOS ATRÁS, O MAGNÍFICO REI BERTOLFO DECIDIU SAIR PARA CAÇAR NA FLORESTA DO REINO DE JESSÂNIO NA ESCÓCIA.  ELE DISPENSOU A SUA GUARDA REAL E SE AVENTUROU A CAÇAR SOZINHO, POIS, PRECISAVA ESFRIAR A CABEÇA QUE NÃO PARAVA DE PENSAR NOS PROBLEMAS QUE O SEU REINADO ESTAVA ENFRENTANDO DESDE O VERÃO PASSADO.
ASSIM O REI EMBRENHOU-SE POR CAMINHOS DESCONHECIDOS E SEM QUERER FOI PARAR NAS TERRAS DE UMA BRUXA MUITO MÁ.                                                                                                                                                           
O REI ESTAVA TÃO ENTRETIDO EM SUA CAÇA QUE NEM PERCEBEU QUANDO A BRUXA SUBITAMENTE SURGIU ÁS SUAS COSTAS, ENVOLTA EM UMA NUVEM DE FUMAÇA QUE CHEIRAVA A ENXOFRE.
AINDA SOB O EFEITO DA FUMAÇA, A BRUXA SOLTANDO UMA APOVORANTE GARGALHADA, DISSE:
- VOCÊ INVADIU MINHAS TERRAS! NUNCA NINGUÉM SE ATREVEU A PISAR NAS MINHAS TERRAS!
ENTÃO, BERTOLFO AINDA IMPACTADO COM A PRESENÇA DA BRUXA AO SEU LADO, AJOELHOU-SE IMEDIATAMENTE, TREMENDO DE MEDO E PEDINDO QUE ELA POUPASSE A SUA VIDA, POIS, OS SEUS SÚDITOS NÃO PODERIAM FICAR SEM O SEU REI.
LOGO EM SEGUIDA O REI COMEÇOU A CHORAR, ENTÃO, SOLARA, A BRUXA RESOLVEU POUPÁ-LO MEDIANTE A UMA IMPOSIÇÃO.
- DENTRO DE SETE DIAS, IREI AO SEU REINO, E VOCÊ SE IRÁ SE CASAR COMIGO. SE NÃO FIZER ISSO, MORRERÁ! SENTENCIOU A BRUXA, QUE CONSIDEROU AQUELE UM ÓTIMO MOMENTO PARA TERMINAR COM A SUA SOLTEIRICE.
O REI QUE ESTAVA ENTRE A VARINHA E O CALDEIRÃO DA BRUXA, ELE ACEITOU O PEDIDO DE SOLARA. DEPOIS DA PROMESSA DE QUE SE CASARIA COM ELA, BERTOLFO RETORNOU AO REINO DE JESSÂNIO.
ASSIM QUE CHEGOU AO PALÁCIO, O REI REUNIU TODOS OS SEUS CONSRLHEIROS REAIS E CONTOU-LHES QUE IRIA SE CASAR, COM SOLARA, A BRUXA DA FLORESTA DOS SUSSURROS ARREPIANTES.
OS CONSELHEIROS SE SOLIDARIZARAM COM O DRAMA VIVIDO PELO REI, MAS NADA PODIAM FAZER, POIS, O SEU  CRUEL DESTINO ESTAVA TRAÇADO. ENTRETANO HAVIA UM CONSELHEIRO CHAMADO FOSTER QUE SE OFERECEU PARA AJUDAR O REI A SAIR DA SITUAÇÃO EMBARAÇOSA EM QUE HAVIA SE METIDO.
- MAJESTADE, AO ME TORNAR CAVALEIRO, JUREI DAR A MINHA VIDA PARA PROTEGÊ-LO, E ASSIM O FAREI SEMPRE. OFEREÇO-ME PARA CASAR COM A BRUXA NO LUGAR DE VOSSA ALTEZA. 
ENTÃO O REI NÃO PENSOU DUAS VEZES E ACEITOU PRONTAMENTE A PROPOSTA QUE O SEU CONSELHEIRO LHE HAVIA FEITO.
PASSADOS OS SETE DIAS, SOLARA, A BRUXA MÁ FOI AO REINO JESSÂNIO PARA SE CASAR COM O REI BERTOLFO.
O REI FEZ UMA NOVA PROPOSTA PARA A BRUXA. AO INVÉS DE SE CASAR COMIGO, SE CASE COM O FOSTER, MEU PRIMEIRO CONSELHEIRO REAL.
A BRUXA VIU QUE FOSTER ERA MUITO MAIS BONITO QUE O REI E ACEITOU FAZER A TROCA DE MARIDO PRONTAMENTE.
O REI BERTOLFO FICOU MUITO FELIZ COM A ESCOLHA DA BRUXA E ORDENOU QUE SE REALIZASSE UM GRANDE BANQUETE EM HOMENAGEM AOS NOIVOS.
SOLARA ERA UMA VELHA BRUXA E DURANTE A FESTA DE CASAMENTO, DEU UM SHOW DE MAUS MODOS E ALÉM DISSO, HAVIA SE BANHADO COM PERFUME DE ENXOFRE, DEIXANDO O SEU FEDOR SE ESPALHAR PELO SALÃO REAL.
 E FOSTER AO LADO DA VELHA BRUXA SEM DIZER UMA PALAVRA, APENAS CUMPRINDO O SACRIFÍCIO DE SE CASAR COM ELA NO LUGAR DO REI.
TODOS OS CONVIDADOS CAÇOAVAM RINDO DE FOSTER, POIS, SOLARA ERA MUITO FEIA E SEM EDUCAÇÃO.
AO FIM DA FESTA, VEIO A LUA DE MEL DO CASAL. FOSTER ESTAVA DEITADO NOS SEUS APOSENTOS ESPERANDO A SUA NOIVA SAIR DO TOALETE. ELE ESTAVA MUITO DESAPONTADO, POIS, SUA ESPOSA ERA MUITO FEIA.
PARA FOSTER A SENSAÇÃO DE TER QUE FICAR AO LADO DAQUELA VELHA BRUXA PARA SEMPRE ERA IGUAL SER CONDENADO A FORCA.
MAS, PARA A SUA SURPRESA, QUEM SAIU DO TOALETE NÃO FOI A BRUXA COM QUEM ELE HAVIA SE CASADO E SIM UMA PRINCESA MAIS LINDA, PERFUMADA E MARAVILHOSA. O SONHO DE QUALQUER CAVALEIRO. UM LEVE E DOCE SORRISO BRILHAVA EM SEU ROSTO, EM DIREÇÃO AO CORAJOSO CONSELHEIRO DO REI, QUE PERMANECIA SEM ENTENDER AQUELA SITUAÇÃO.
-QUEM É VOCÊ? ONDE ESTÁ A BRUXA? - INDAGOU FOSTER
- EU SOU A BRUXA. QUANDO NOVA, FUI ENCANTADA DESDE ENTÃO PASSO OS DIAS COMO BRUXA, E AS NOITES COMO PRINCESA. NINGUÉM SABE DISSO. MAS MESMO COM OS MEUS MAUS MODOS E MINHA APARÊNCIA REPUGNANTE, VOCÊ FOI TÃO GENTIL COMIGO, VOU LHE DAR O DIREITO DE ESCOLHER.                                                                                                                  - MEU ESPOSO QUER EU PASSE OS DIAS COMO BRUXA E AS NOITES COMO PRINCESA? OU OS DIAS COMO PRINCESA E AS NOITES COMO BRUXA?
FOSTER TINHA PELA FRENTE UMA ESCOLHA MUITO DIFÍCIL, MAS USANDO A SUA SABEDORIA, DISSE:
- EU QUERO QUE VOCÊ ESCOLHA A OPÇÃO QUE DESEJAR.
- SEMPRE GENTIL E CAVALHEIRO. ENTÃO, EU ESCOLHO SER PRINCESA DURANTE AS VINTE E QUATRO HORAS DO DIA, PARA VIVER FELIZ PARA SEMPRE AO LADO DESTE MEU MARIDO MARAVILHOSO Q RESPONDEU A BELÍSSIMA SOLARA, PARA O GRANDE ALÍVIO E FELICIDADE DE FOSTER, O SÁBIO CONSELHEIRO DO REI.
                              


Biografia:
Saulo Piva Romero, professor de Língua Portuguesa e Poeta, 49 anos. Nasceu em São Paulo no dia 9 de março de 1972. Começou a escrever poesias aos 18 anos. É formado em Letras pelas Faculdades Associadas do Ipiranga com Licenciatura Plena em Língua Portuguesa, Inglesa e Literatura.Em 2000 publicou seu primeiro livro Vida, amor e esperança.
Número de vezes que este texto foi lido: 47307


Outros títulos do mesmo autor

Contos INDIRA E A ELEFOA Saulo Piva Romero
Contos A ILHA DAS GAIVOTAS Saulo Piva Romero
Poesias O VULCÃO DE PERUÍBE Saulo Piva Romero
Contos O BAILE DA PRIMAVERA Saulo Piva Romero
Contos A COROA DO IMPERADOR Saulo Piva Romero
Contos A VACA FOI PARA O BREJO Saulo Piva Romero
Contos BELINHA E O CHAPÉU COR-DE- ROSA Saulo Piva Romero
Contos A BRUXA QUE SE TRANSFORMAVA EM PRINCESA Saulo Piva Romero
Contos O CASAMENTO DA FILHA DO SOL E DA LUA Saulo Piva Romero
Contos O SONHO DO CAÇADOR Saulo Piva Romero

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 305.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
O cocheiro - Onihara 50090 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 50065 Visitas
La senda de las flores oblicuas - Eva Feld 50027 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 50004 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 49995 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 49798 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 49796 Visitas
saudades de chorar - Rônaldy Lemos 49779 Visitas
NÃO FIQUE - Gabriel Groke 49755 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 49719 Visitas

Páginas: Próxima Última