Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A MENINA VAIDOSA
Saulo Piva Romero

HOUVE UM TEMPO EM QUE A MENINA GLENDA LARGOU AS BONECAS E COMEÇOU A SE PREOCUPAR MAIS COM A SUA APARENCIA.
ELA ESTAVA SE TRANSFORMANDO EM UMA MOCINHA MUITO VAIDOSA, MAS AINDA CONSERVAVA MUITAS COISAS DO TEMPO EM QUE AINDA ERA UMA MENINA.
ELA ERA SAPECA E MUITO LEVADA. GLENDA ESTAVA PRESTES A COMPLETAR OS SEUS QUINZE ANOS.
ELA ERA UMA MISTURA DE MENINA E MOÇA E ISSO FAZIA COM QUE ELA SE TORNASSE AINDA MAIS BELA DO QUE JÁ ERA.
GLENDA ERA BAIXINHA, MAS A SUA BELEZA A TORNAVA UMA GIGANTE AOS OLHOS DOS MENINOS DO BAIRRO EM QUE ELA MORAVA.
A MENINA MOÇA DE UMA HORA PARA A OUTRA COMEÇOU A TER COMO COMPANHIA O ESPELHO DE MÃO E UM BATOM.
GLENDA SÓ PENSAVA EM SE EMBELEZAR, POIS, SE DEIXOU DOMINAR PELA VAIDADE.
ASSIM QUE ACORDAVA JÁ CORRIA PARA FRENTE DO ESPELHO PARA PENTEAR OS SEUS LONGOS CABELOS E DEPOIS COLOCAVA NO ALTO DE SUA CABEÇA UMA CHARMOSA FITA PRETA COMO ENFEITE.
ELA TAMBÉM PASSAVA O BATOM ROSA CINTILANTE CARINHOSAMENTE EM SEUS LÁBIOS.
A MENINA MOÇA SE MAQUIAVA MUITO BEM DEIXANDO QUE O ROSTO RESPLANDECESSE COMO O SOL DE UMA MANHÃ DE VERÃO E PARA COMPLETAR TAMANHA BELEZA, ELA TINHA UMA CHARMOSA PINTA PERTINHO DE SUA BOCA.
GLENDA COMO TODA MENINA MOÇA ERA SONHADORA. ELA VIVA NAS NUVENS EXIBINDO UM SORRISO MAIOR QUE O CÉU.
SEU CORAÇÃO QUE NÃO ERA PEQUENO PULSAVA DESCOMPASSADAMENTE E DENTRO DA SUA. CABECINHA HAVIA MUITOS SONHOS QUE TODA MENINA MOÇA SONHAVA QUE SE REALIZASSE UM DIA.
GENDA AMAVA VIVER CADA DIA INTENSABENTE, POIS, ERA APAIXONADA PELA VIDA.
A MENINA VAIDOSA VIVIA QUERENDO VOAR FEITO PIPA DE PAPEL BALANÇANDO AO VENTO NO CÉU.
GLENDA DESEJA VIVER EM LIBERDADE FEITO UM PASSARINHO QUANDO ESCAPA DA GAIOLA.
ELA ERA TÃO DEPENDENTE DA SUA VAIDADE, POIS AO SE OLHAR ATRAVÉS DO ESPELHO DEIXAVA DE SE SENTIR CARENTE E QUANDO RETOCAVA OS SEUS LÁBIOS COM O BATOM, ELA VIA NAQUELE COSMÉTICO UM AMIGO FIEL PARA TODAS AS HORAS EM QUE SE SENTIA SOZINHA E CARENTE.
A MENINA MOÇA ERA UMA CAIXINHA DE SURPRESA, POIS, ALÉM DE VAIDOPSA, ELA ERA UMA EXPLOSÃO DE PAIXÃO, CHARMOSA E AO MESMO TEMPO CARENTE, AMIGA DO ESPELHO E DO BATOM E TÃO CHEIA DE VIDA, TÃO FORTE, TÃO VENTANIA. GLENDA ERA UM FURACÃO.
AOS QUINZE ANOS JÁ ERA TÃO MOCINHA E JÁ DIZIA QUE SABIA DE TUDO. GLENDA ERA COMO TODA MENINA MOÇA, POIS, A VAIDADE É ERA PONTE QUE FAZIA COM QUE TODA A MENINA MOÇA ENCONTRASSE O SEU PRÍNCIPE ENCANTADO IMAGINADO NOS SEUS SONHOS.
GLENDA POR MAIS QUE UM DIA TENTE SE SEPARAR DO ESPELHO E DO BATOM NÃO CONSIGUIRÁ, POIS ELA ERA COMO A LINHA E O CARRETEL.
A VAIDADE DA MENINA MOÇA FAZIA PARTE DA SUA INOCÊNCIA, DA PUREZA DE SEU CORAÇÃO!
GLENDA TINHA A ALMA DOCE COMO A FLOR DO AÇAI E COMO O MEL DAS ABELHAS.
A ATRAÇÃO QUE A MENINA VAIDOSA SENTIA PELO ESPELHO E PELO BATOM ERA PRIMEIRO SINAL DE QUE ELA ESTAVA SE TRANSFORMANDO EM UMA LINDA MULHER.



Biografia:
Saulo Piva Romero, professor de Língua Portuguesa e Poeta, 49 anos. Nasceu em São Paulo no dia 9 de março de 1972. Começou a escrever poesias aos 18 anos. É formado em Letras pelas Faculdades Associadas do Ipiranga com Licenciatura Plena em Língua Portuguesa, Inglesa e Literatura.Em 2000 publicou seu primeiro livro Vida, amor e esperança.
Número de vezes que este texto foi lido: 50008


Outros títulos do mesmo autor

Poesias O PÁSSARO PRETO Saulo Piva Romero
Contos AS BOTAS MÁGICAS DE GORETE Saulo Piva Romero
Contos A ONÇA QUE TINHA MEDO DE RAIOS E TROVÕES Saulo Piva Romero
Contos O PAPAGAIO QUE FAZIA CRÁ! CRÁ! CRÁ! Saulo Piva Romero
Contos LEPEKA E O POODLE Saulo Piva Romero
Contos BICHO DE GOIABA Saulo Piva Romero
Contos O MENINO QUE QUERIA SER PRESIDENTE Saulo Piva Romero
Contos O CHÁ DAS CINCO Saulo Piva Romero
Contos A ILHA DO SOL Saulo Piva Romero
Contos UM CALANGO NA AREIA CALIENTE Saulo Piva Romero

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 347.


escrita@komedi.com.br © 2022
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 60360 Visitas
ENCONTRO DE ALMAS GENTIS - Eliana da Silva 57514 Visitas
Ano Novo com energias renovadas - Isnar Amaral 57048 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 56956 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 55809 Visitas
NÃO FIQUE - Gabriel Groke 55783 Visitas
saudades de chorar - Rônaldy Lemos 55669 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 55420 Visitas
Coisas - Rogério Freitas 55229 Visitas
1 centavo - Roni Fernandes 54784 Visitas

Páginas: Próxima Última