Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ESPESSOS REFLEXOS 10 IND 14 ANOS NOVEL
DE RICO FOG E IONE AZ
paulo ricardo a fogaça

Resumo:
BOM


                               Neucy colocara tudo para cima, faxina geral, Dani fora trabalhar de babá para uma família, Nicolau foi perder algum dinheiro num clube de bingo clandestino.
     - Nossa, essa casa esta uma arruaça.
     Kauê bate na porta, Neucy abre.
     - Oi Kauê.
     - OLá dona Neu, a Dani comprou umas coisas lá no mercado e eu trouxe........
     - Que milagre hein, ela ter se lembrado disso, deixa ali na mesa pra mim por favor Kauê.
     - Sim dona Neu.
     - Pelo jeito ela só comprou o que ela mais gosta. Risos.
     - Acho que sim dona......
     - Obrigado e bom trabalho.
     - Nada dona Neu. Kauê sai dali, sobe na moto e segue para o seu trabalho, Nicolau sai do bingo cantarolando, para num bar bebe um copo de vinho e compra umas latinhas de cerveja e um pouco de conserva de salsicha.
     - Falou amigo.
     - Obrigado Nico.
     Ele segue até parar na praça da igreja onde vê Elza sair com um senhor.
     - Oi.
     - Olá. Nicolau sente a frieza nas palavras de Elza e decide insistir.
     - Aconteceu algo amiga?
     - Não sou e nunca serei sua amiga, estranho.
     - O quê?   Félix sai do lado dela e vai até Nico, ao ficar frente a ele, Nico sente seu corpo queimar por dentro e não aguenta a dor, ele grita.
     Luiza chega logo ali e segura a mão de Félix, a garota começa a ser possuída por chamas ali até que Celine se aproxima e diz algo que o faz parar, Nico cai em dores.
     - Mestre, não podemos criar alarde, foi o Mestre mesmo que disse.
     - Vamos embora.
     - Sim.   O grupo sai dali e Nico levanta com certa dificuldade até que Nelson vem a ele.
     - O sr quer água?
     - Vou aceitar.
     Na sacristia, Nelson serve água para Nicolau que bebe em goles lentos com certa dificuldade, aos poucos vai sentindo seu corpo estabilizar-se.
     - Quem é aquele homem?
     - Um diabo.
     - O quê Padre?
     - Nada, só me expressei mal, na verdade eu não o conheço bem, ele veio somente visitar nossa irmã na fé.
     - A sim, a freira, gozado ela ultimamente usa muito pouco o hábito, não padre?
     - Sim, na verdade ela não é ainda uma freira formada, ela tem um importante papel na sucursal com o Bispo.
     - O bispo?
     - Sim, ele virá nos visitar por logo, teremos uma grande festa paroquial.
     - Nossa padre, que bom saber, a visita dele reforçará a fé de todos.
     - Sim meu filho, sim.
     - É padre..........
     - Bem , me desculpe mais o sr ja bebeu água e eu tenho coisas a fazer e..........
     - A sim, obrigado padre.
     - Vá em paz filho.
     - A benção.
     - Deus te abençõe.
     Nicolau sai dali sentindo seu corpo estar passando por algo estranho, logo não sentindo mais dores devido ao encontro com aquele homem, Nelson limpa o dedo em que deixara escorrer um pouco de seu sangue na água que servira para Nicolau, o que fez cessar as dores e a cura quase que imediata do mau que sofrera de Félix.
     Elza entra no restaurante em que trabalha junto de Celine, Luiza e Félix, logo vai ao escritório, lá se encontra com o patrão dela, Félix o chama para uma conversa reservada em um outro local, eles saem.
     - Olá.
     - Sim mestre.
     - Vim para que esteja conosco.
     - Estarei mestre.
     - Que bom, quantos tem?
     - Acho que uns 20.
     - Bom, muito bom. Félix olha para o dono dali e os olhares deles faiscam.
     Dani chega em casa e ao perguntar por Nico ouve da mãe que ele possivelmente fora jogar no bingo, logo ele entra ali e não fala muito com elas indo para seu quarto, elas vão atrás.
     - Aconteceu algo Nico?
     - Não sei, acho que sim ou não.   O homem adormece na cama, Neucy e Dani sai do quarto mais antes cobre ele com um lençol.
     Moisés termina de lavar a louça quando toca a campainha que ele instalou há poucos dias.
     - Oi.
     - Oi sr Moisés.    Ali no portão o ex chefe de Selma.
     - Posso falar com o sr?
     - Entre.
     O homem entra ali e Moi lhe indica a cadeira na área, agora ali frente a frente.
     - Vou falar logo, recebi com estranheza a noticia que sua esposa quer sair do restaurante.
     - Ela quer ou já saiu?
     - Então é sério, o senhor quer que ela saia, por que?
     - Agora sou eu que estranho a sua vinda até aqui, o que há de tão especial em minha mulher sendo sua funcionária lá no seu restaurante, por que o senhor saiu de lá para vir aqui negociar a sua talvez permanência em seu estabelecimento?
     - Senhor Moisés, me desculpe se me expressei mau, mais a sua esposa trabalha com a gente há muito tempo, é uma funcionária dedicada e de total confiança, não gostaria de ter ela fora da equipe.
     - O que ganho dá muito bem pra gente viver.
     - Entendo, mais por favor, pense melhor.
     - Se ela quiser, ela que continue.
     - Sério?
     - Estou dizendo.   O homem se despede ali de Moisés indo embora, horas depois Selma chega em casa.
     - Oi amor, já em casa?
     - Decidi por folgar.
     - Que bom esta precisando mesmo.
     - Seu patrão esteve aqui.
     - O que ele veio fazer, eu ja falei com ele estou fora, como havia te dito.
     - Se quiser pode continuar lá.
     - Posso?
     - É o que quer?
     - Eu quero é estar feliz contigo e nosso filho.
     - Tudo bem, se quiser pode trabalhar lá.
     - Obrigado Moi, de coração, obrigado mesmo.
     Selma abraça o marido ali em beijos e cairicias, o casal segue para o quarto.
     Luiza e Celine ali numa travessa de uma favela com 3 homens do tráfico.
     - E ai belezinhas, o que vai rolar pra gente hoje hein coração?
     - Isso.
     Félix chega por trás deles e um vento cortante separa as cabeças dos corpos, eles rapidamente são destroçados pelo trio, Luiza se lambuza toda o rosto no sangue do homem ali.

                                                                       03092020.........















                                              8




                  Elza termina de atender a mesa, quando vai até a cozinha, logo ouve alguém chama-la, ao chegar a mesa.
    - Precisamos conversar.
    - Agora?
    - Sim.
    Nos fundos do restaurante, Elza ali frente a Nicolau.
    - Quantas vezes te pedi que não faça loucuras.
    - Eu sinto que eles estão tramando.
    - Sim, estão, fique longe disso, por enquanto é o melhor.
    - Por que?
    - Nicolau, mesmo você tendo o poder de um anjo, ainda é fraco diante a eles.
    - O quê?
    - É sério você não conhece o poder daquele velho.
    - Sim, ele ja testou em mim, só não encontrou a graça por que a escondo muito bem.
    - Por isso mesmo, se afaste por um tempo.
    - Sabe o que eu acho, você ficou do lado deles, por que não me falou do bispo?
    Elza gela ali ao ouvir aquilo, tentou por tudo disfarçar mais acabou tendo de dizer a verdade.
    - Alguém me pediu que não te colocasse em perigo.
    - Quem?
    - Gabriel.
    - Mentira, você mente discaradamente, o que sabe e não quer me dizer?
    - Estou falando sério, a batalha será terrível, talvez até eu morra de vez.
    - Você sabia muito bem disso quando aceitou a nossa ajuda.
    - Eu precisava sair daquele lugar, encontrar a minha.........
    - Já descobriu, a verdade sobre ela?
    - Sim.
    - E agora?
    - Só vá, não é bom ficarmos muito tempo de papo, o meu chefe é um deles.
    - Ex cativo?
    - Sim.
    - Senti isso nele, mais ele o camufla bem.
    - Por isso te digo, deixe para que os outros venham e façam a limpeza.
    - Não, eu quero estar neste momento e vou participar, quero a cabeça daquele velho.
    - Você não é desse, eu sei que não é.
    - De que lado está, fale de uma vez?
    - Por favor.
    - Até logo. Nicolau desaparece ali, Elza retorna ao trabalho.
    Moisés sai do serviço e vai até a loja de materiais de contrução, compra o que precisa para um serviço e sai, na frente da loja.
    - Olá Moi.
    - O que foi dessa vez?
    - Vem comigo, vamos, entre no carro.
    - Tudo bem. Ele entra no carro, no banco de trás Luiza sorri para ele, na frente Celine e Félix.
    - É o Moi?
    - Quem é ele mesmo?
    - Sou teu dono, escravo. Félix olha para Moi que sente forte dor no peito e logo vem a óbito ali, o carro segue.
    Selma termina a limpeza da cozinha do restaurante quando seu patrão vem a ela.
    - Achei que o corno ia mesmo te tirar de mim, Selminha.
    - Pare com isso por favor.
    - O que foi, nunca fez isso. O homem passa a mão na bunda dela e faz sinal para que depois vá ao depósito.
    Terminada a limpeza ali ela segue para onde ele fora.
    - Vai deixar eu te ver daquele jeito que eu gosto?
    Ela vai se despindo na frente do chefe que a olha com desejo e logo a agarra.

     


Biografia:
amo escrever e ler
Número de vezes que este texto foi lido: 58


Outros títulos do mesmo autor

Romance PROFUNDO 9 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Crônicas A IDADE E SEUS DECANTOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 8 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 7 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 6 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 5 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 4 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 3 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 2 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 1 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 43.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 69520 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55941 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 48392 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44675 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44316 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43935 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 43223 Visitas
viramundo vai a frança - 43136 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41927 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41571 Visitas

Páginas: Próxima Última