Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ESPESSOS REFLEXOS 7 IND 14 ANOS NOVEL
DE RICO FOG E IONE AZ
paulo ricardo a fogaça

Resumo:
BOM

6





                     O IML demora quase 3 horas para chegar e retirar os corpos, a científica já esta a analisar os rastros colhidos.
      Elza passa por perto indo para o restaurante, Nelson termina a missa, algumas senhoras ficam para a limpeza e ele recebe alguns fiéis no confiossionário.
      Depois de horas ele vai para a casa onde almoça peixe e arroz, porém ainda sente fome, ele então abre o congelador, dentro, sacos com órgãos dos corpos que foram dilacerados na noite, ele pega um e descongela no micro, ali na mesa diante dele um coração, Nelson tem seus olhos dilatados e ele come aquilo em selvageria.
      - Sempre soube, sabe, o que me fez rainha entre os demonios, cautela e espera.
      - O que faz aqui?
      - Queria ter certeza de que não houve erro em ter lhe dado o passe para cá.
      Ali na frente de Nelson, Luiza segue até parar bem perto do homem.
      - Sabe, agora que desativou seu selo vai ter que fazer uso mais vezes.
      - Quem te disse que o tirei agora?
      - Oras, oras, quer dizer que o falso sacerdote andou criando asas e fazendo suas alimentações por ai?
      - E o velho padre, não conta?
      - Realmente, não, tinha de acontecer, afinal precisávamos de um local livre de suspeitas.
      - Monstro.
      - Diga o que quiser, sou igual a você, só que deixei os critérios, dogmas e todas as baboseiras de certos cosmopolitas de lado, melhor, as queimei, agora me diz, se sente bem melhor, vivo?
      - Por que deixou que eu o matasse?
      - Curiosidade, salvação, medo, contendas, sei lá, acho que talvez fizesse parte.
      - Parte de quê?
      - De tudo, sua vinda, lógica, reabilitação.
      - Reabilitação?
      - Pode não parecer Nelson, você ficou por muito tempo fora, muito tempo mesmo.
      - Vou mudar, conter tudo isso aqui dentro de mim.
      - Se conseguir, será bom afinal será um excelente passo aos nossos estudos.
      - Estudos?
      Luiza avança no homem ali tendo suas unhas cravadas na garganta dele.
      - Acorde Nelson, eu te criei, afinal você esta morto, não existe, fui responsável pela sua vinda, posso ser até mais por sua inesistência.
      - Não morremos mais.
      - Pode até ser, mais fique ai no seu costumes em seu querer de ser humano e sinta as consequências que lhe virão.
      - Como?
      - Você nunca mais será normal.
      - Me destrua.
      - Não, você é o mais interessante dos outros, sabe, apostei e continuo a apostar em ti.
      - Por isso dizem jogo?
      - Não te compete saber mais do que vê e ouve.
      - E então?
      - Limpe essa cara, mais pode terminar seu lanche, tenho um trabalho para você.
      - E se eu não quiser?
      - Por mim, sabe, o melhor de estar onde estou, eu ordeno, você cumpre.
      O corpo de Nelson começa a arder e ele grita em dor, a garota o solta e ele cai ao chão encolhido.
      - Você tem 1 hora para estar comigo em um passeio.
      - Passeio?
      - Vou me arrumar e traga dinheiro, vamos de táxi.
      - Sim.
      Selma segue para o trabalho sentindo ser observada, entra na lanchonete, logo o delegado entra ali.
      - OLá.
      - Oi.
      - Tem um minuto?
      - Tenho que trabalhar e..........
      - Será rápido, falo sério.
      - Tudo bem.
      Em uma mesa, o delegado bebe café enquanto ela o olha.
      - Sabe, as provas que trouxe para o seu esposo serviram e muito, fiquei surpreso com a rapidez que as conseguiu.
      - Só fiz o que qualquer esposa faria.
      - Não, eu e você sabemos que não, afinal quando esteve junto dele seu casamento era um turbilhão de violência.
      - Ele mudou, hoje ele é um outro homem.
      - Nisso concordamos, realmente o sr Moisés é outro, talvez por isso esteja em acordo que façamos um exame de DNA nele?
      - Como?
      - O que ouviu, faremos o DNA dele ainda nesta semana.

                                             21082020...........





                      Elza anda pela rua até parar numa esquina, pede fogo a um rapaz que lhe empresta um isqueiro, ela acende um cigarro e devolve o isqueiro ao rapaz.
          Passado alguns minutos ela a soltar fumaça ali na esquina, Moisés vem em sua direção.
        - Oi.
        - O que foi?
        - Ela quer falar com você.
        - Quem?
        - Mestre.
        - Por quê?
        - Só vem, logo.
        A mulher pára um táxi e eles entram, ao longe Selma vê a cena e continua seguindo para sua casa.
        Em um restaurante de estrada, eles entram, som sertanejo baixo, poucas pessoas, Elza faz sinal e vem um garoto que sai logo retornando com água e refri.
        - O que vai comer?
        - Eu, nada.
        - Acho melhor pedir, ela vai demorar um pouco.
        - Tá, traz um frango.
        - Sim sr.
        O garoto sai, Elza sorri para ele.
        - O que foi?
        - Não ficou com medo de ser preso?
        - Por que, deveria, afinal tudo foi pago.
        - Não sei, sei lá, poderíamos ter te deixado na mão.
        - E daí eu abrir tudo que sei e vi para as autoridades.
        - Tô de brinks colega.
        Elza ri para ele.
        Logo a mesa é cheia de prato com frango e peixe para ela.
        A mulher pega as postas de tilápia e se acaba ali melando os dedos e canto da boca, Moisés prefere por comer a moda tradicional seu frango com garfo e faca.
        - Quando ela chega?
        - Acho que daqui a pouco.
        Em minutos Luiza entra ali junto de Celine.
        - Olá Moi.
        - O que houve?
        - Tranquilo, só para seu entendimento ainda estou do seu lado, querido servo.
        - Como assim?
        - Já ouviu falar em exame de DNA?
        - O que é isso?
        - É o que vão fazer em você dentro de poucos dias ou horas se quiser, com a ajuda de sua esposa.
        - Por que?
        - Vários motivos o mais forte, desconfiam de ti, estão quase a descobrir que você não passa de uma cópia, acredita, servo?
        - Quanto quer?
        - Fique calmo, dessa vez não vou querer tantos exageros, só que me faça um favor, quando eu pedir faça sem questionar.
        - Tudo bem.    Luiza termina ali as explicações a Moi que ouve tudo atentamente, logo terminado o frango ele bebe um gole de água e sai dali.
        - Vou te esperar no momento certo, no local marcado.
        - Sei que vai, vou estar lá.
        Assim que o homem sai do restaurante, Luiza olha para Celine que chama o garoto pagando a conta, logo elas saem dali.
        Elza entra na casa e toma banho, Nelson entra no quarto para pegar sua estola ao passar frente ao banheiro vê a cena ali, ela sorri para ele que segue para a igreja.

                                                                                  24082020...........


Biografia:
amo escrever e ler
Número de vezes que este texto foi lido: 851


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas ESSAS FÉRIAS paulo ricardo a fogaça
Crônicas A MULHER O ABORTO E O LGBT paulo ricardo a fogaça
Crônicas ESSAS ELEIÇÕES 2020 paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 10 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 9 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Crônicas A IDADE E SEUS DECANTOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 8 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 7 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 6 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça
Romance PROFUNDO 5 IND 16 ANOS paulo ricardo a fogaça

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 47.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 69700 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55960 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 49114 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44686 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44325 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43945 Visitas
viramundo vai a frança - 43901 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 43383 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41979 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41587 Visitas

Páginas: Próxima Última