Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Princesa Sabrina
Bia Nahas

Resumo:
* Poesia romantizada inspirada nas mulheres artistas famosas que deixaram completamente a carreira PELO marido depois de casarem.

Princesa Sabrina

A Princesa Sabrina
usa uma saia longa, branca e fina,
uma meia de nailon com renda
e uma flor como presilha na cabeça.

A princesa deseja, mostrando sua beleza,
encontrar um príncipe na redondeza.
Com a ajuda dos animais, ela sai a passeio.
Faz uma contínua caminhada em anseio...

Ela vai cantando uma bela canção
caminhando na floresta para chamar atenção.
Até que, de repente, ela acha um palácio,
E na árvore à frente, ela sobe à espera do príncipe encantado.

Ela canta com tanta vontade e ternura
que o príncipe ao escutar é levado pela música.
Ele se encanta com a voz tão límpida
que aceita torná-la uma cantora conhecida...

No baile de verão, o príncipe maravilhado
Com os encantos de Sabrina se vê levado
a pedir ao pai da princesa em casamento
porque não aguenta mais seu amor no peito.

Rapidamente, os dois se casaram,
e no matrimônio, os reinos festejaram...
Mais ainda felizes com a notícia
de que seria mãe a Princesa Sabrina.

Depois do casamento
e mesmo depois do filho o crescimento,
a princesa não mais sorria
porque cantar o seu marido proibia.

Ciumento, ele nunca mais deixou.
Como uma boneca bonita, a posse dele se tornou.
As pessoas pediam para Sabrina cantar,
mas ela sentia medo do rei escutar...

O rei exigia
que a beleza dela fosse sumida
para evitar a cobiça
de homens em sua boneca bonita...

Sabrina foi ficando deprimida
pelas suas necessidades oprimidas
de liberdade, de criação e de escolha
por ter de viver presa numa bolha.

Quando uma lei divina
é de qualquer forma rompida,
podemos perceber sofrimento
mesmo que se negue pelo desconhecimento.

Não sentir sua liberdade
de expressar sua individualidade
provocou uma baixa autoestima
por não dar atenção devida a sua autonomia.

A rainha Sabrina
se trancou na torre mais alta
e chorou, e chorou, e chorou....
e lá ficou................

Ninguém sabia onde tinha se escondido.
Quando a ouviram, ninguém a convenceu de sair de lá mesmo seu marido.
Ela dizia trancada: "Você nunca me entende!!"
E ele diz: "Eu gostaria de me empenhar em te entender. Por favor, mais uma vez tente".

Ela disse: "Sinto tristeza
como se estivesse presa numa correnteza.
Minha garganta está com um grande nó
por resistir a cantar e por isso, gostaria de compreensão sem dó."

A rainha continua dizendo que quer se separar
caso ele não queira deixar.
Ela necessita que ele a olhe como um ser humano
e que ela é livre para mostrar o seu canto...

Necessito dar sim às minhas necessidades.
Me renunciei muito tempo pelas suas vontades.
Preciso pensar na minha saúde
mesmo que você relute...

O rei disse que sentia medo
de perdê-la, mas percebe o exagero
porque estava pensando apenas em si
achando tolamente que é quem manda em todos e tudo aqui.

O rei percebeu que havia um limite
no seu extremo ciúme
já que se a ama realmente,
seria melhor vê-la contente.

O rei pediu perdão de coração
e para o psicólogo atendê-los da região.
Com o tempo, aos poucos, a rainha foi melhorando
porque com suas necessidades ela foi se reconectando.

Até que finalmente recuperados, a rainha Sabrina
com tamanha vontade de celebração e de alegria
organizou um baile para retornar com seu trabalho
que, há tanto tempo, tinha deixado de lado.

Por ouvir finalmente sua voz maravilhosa, todos se emocionaram!!
Sua voz estava sendo mostrada a todos depois de tanto tempo enjaulada!
Todos aplaudiram, sorriram, elogiaram e se arrepiaram
enquanto a rainha Sabrina cantava feliz por ter se sentido escutada...

A causa da tristeza não precisa 
ser patologizada obrigatoriamente na vida
se olharmos como humanos para a vossa necessidade, pedido e sentimento
a fim de que um diálogo empático e autêntico flua em cada momento...

* Além das causas biológicas e psicológicas da depressão mostradas no poema "A perspectiva", uma outra causa da depressão ou apenas de uma tristeza em si, segundo a Comunicação Não violenta, é renunciar as necessidades e sentimentos individuais como tentei ilustrar acima. Por isso é extremamente importante conversar conosco constantemente para entendermos nossas necessidades, sentimentos e pedidos pessoais e aprendermos como comunicá-los. Recomendo o livro "Comunicação Não Violenta"  de Marshall Rosenberg para quem quiser aprender melhor sobre...


Biografia:
Oi, gente! Sou a Bia. Tenho 22 anos. Moro em São Paulo capital. Estou fazendo faculdade de psicologia. Cada poema é muito especial e único, pois expresso alguma inquietação social ou pessoal. Faço encomendas de poesias. Quem quiser me conhecer, será um prazer. Mande um e-mail que eu respondo. Email para contato: nahasbeatriz@gmail.com Meu blog pessoal de poesias: www.rumoaminhamente.blogspot.com.br Twitter: @Bia__Nahas
Número de vezes que este texto foi lido: 568


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Uma Cartinha a Você Bia Nahas
Poesias A Fada e o Gnomo Bia Nahas
Poesias Sinal de Vida Bia Nahas
Poesias Dois Ambulantes Bia Nahas
Poesias Desejo a nós Bia Nahas
Poesias Uma Cama Gritou (+18) Bia Nahas
Poesias Era Fácil Bia Nahas
Poesias Fecho os Olhos Bia Nahas
Poesias Um Calor Bia Nahas
Poesias Faz Falta Bia Nahas

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 324.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 66241 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55163 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 43709 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43334 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 42943 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 40874 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 39800 Visitas
Amores! - 38249 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 37545 Visitas
Desabafo - 37493 Visitas

Páginas: Próxima Última