Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Lunáticos
Ricardo Santos de Souza

Certo dia um amigo me disse que da Lua conseguimos enxergar o planeta Terra na era dos dinossauros, afirmou ele, que podemos vê os gigantes caminhando livremente!
Curioso, resolvi investigar e fui a Lua para vê com meus próprios olhos; mas chegando lá me surpreendi, não tem nada de dinossauros nas lentes microscópicas, que revolta! Peguei horas de busão para ter que passar por essa vergonha. Chamem o uber vou seguindo para Marte na intenção de correr no oceano congelado e talvez fazer amizades com alguns OVNIS.


Biografia:
Minha própria autoria.
Número de vezes que este texto foi lido: 33875


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Destino certo Ricardo Santos de Souza
Poesias Destino certo Ricardo Santos de Souza
Poesias Destino certo Ricardo Santos de Souza
Poesias Destino certo Ricardo Santos de Souza
Poesias Segundos Ricardo Santos de Souza
Poesias Estrada das rosas Ricardo Santos de Souza
Poesias Origamis Ricardo Santos de Souza
Poesias Mosaico de uma vida Ricardo Santos de Souza
Poesias É de Coração Ricardo Santos de Souza
Poesias Triste, mais firme! Ricardo Santos de Souza

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 180.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 76531 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 62271 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 50439 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 50234 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 49731 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 49438 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 49258 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 49149 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 48957 Visitas
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 48906 Visitas

Páginas: Próxima Última