Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Tempo Que é Tempo
José Ernesto Kappel

Sou de várias utilidades
e permanentes ansiedades.

Não me poupo com coisas vãs
nem me retraio na áurea
particularidade.

Tenho dois rumos,
e dois irmãos.

Tenho um pé de maracujá
e colho anchovas.

Coisas de criança
que não envergonho de
dizer - queria ser de novo.

Mas tempo,
que é tempo,
leva tudo
no frescor
da infelicidade.

Ah! Eu?

Tô pedalando
contra o vento,
lutando com
bandidos
de minha velha
cidade.

Número de vezes que este texto foi lido: 54728


Outros títulos do mesmo autor

Poesias O Corcel, a Areia e o Vento José Ernesto Kappel
Poesias Zero no Escuro José Ernesto Kappel
Poesias Coisas Ao Contrário José Ernesto Kappel
Poesias Puro Brandy José Ernesto Kappel
Poesias Santuário do Coração José Ernesto Kappel
Poesias E Se Tudo Fosse Azul ? José Ernesto Kappel
Poesias José Ernesto Kappel
Poesias A Taça e o Vinho José Ernesto Kappel
Poesias Coisas Perenes José Ernesto Kappel
Poesias É Sobre Hoje José Ernesto Kappel

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 464.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Vocabulario nipo-brasileiro (UDONGE) - udonge 54970 Visitas
Amores! - 54870 Visitas
Desabafo - 54856 Visitas
Carta para Sophie Scholl - Junho/2024 - Vander Roberto 54844 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 54843 Visitas
Dores da paixão - Ivone Boechat 54842 Visitas
Vivo com.. - 54839 Visitas
A menina e o desenho - 54835 Visitas
Leite com Pimenta - Rafael da Silva Claro 54835 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 54834 Visitas

Páginas: Próxima Última