Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
UMA LANTERNA PARA CLAREAR SEUS PENSAMENTOS
ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI



_Nossa, onde estou?
_Que escuridão!!! A última coisa que me lembro era uma luz vindo em minha direção.
_Será que morri? Só sinto uma forte dor de cabeça.
_Mas se morri o que faço agora? Nossa pensando bem estou com medo.
_Será que vai acontecer alguma coisa?
_Poxa, hoje não é um dia bom pra morrer, uma terça-feira, que sem graça.
_Logo hoje que tive um dia díficil. Pela manhã sai de casa sem me despedir de Clarisse por não concordar com suas bobagens. Agora pensando bem, não eram bobagens, no fundo ela se preocupa conosco querendo fazer aquela viagem que prometi a ela, 13 anos atrás, antes de nos casarmos. Agora estou me sentindo morto, mas por dentro. Como pude ser tão cego? Porque simplesmente não abri mão da manuntenção de nossas vidas por alguns instantes para dar este presente a ela, que sempre me ajudou, e o fez por merecer. Fiz tanto para manter nossa condição, mesmo com os preços, tinhamos tv lcd, computador com banda larga, dois carros na garagem, casa própria e mais duas de aluguél. Pra conseguir tudo isso trabalhei mas de 10 horas por dia. Meus filhos, quantas noites eles me procuravam com suas carências e dúvidas e eu ocupado demais para notar. Afff!!! Que sensação ruím, me sinto pequeno. Tenho medo do que possa me acontecer agora.
_Ohhh! Estou começando a ver uma luz, nublada... mal da para distinguir... tudo tão branco, as pessoas e!
_Clarisse!!!
_Alberto, fique calmo, está tudo bem agora.
_Onde estou?
_No hospital, você está inconciente desde que o homem no qual você bateu o carro e saiu xingando te deu uma lanternada na cabeça.
_E aquele FDP vai pagar o conserto???
_Mas Alberto, você estava errado, bateu atrás.
_Mas tudo bem, não se aborreça, você está em recuperação ainda.
_Ah. Alberto, tem mais uma coisa que quero lhe falar.
_O que é?
_Sobre hoje cedo, quero me desculpar com você por ter te aborrecido com a estória da viagem.
Ele pensou, pensou, pensou e respondeu:
_Tudo bem. Mas você não me fale mais disso... Por favor.


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 33801


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Eterno pairar da Vida ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias Arrisque ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias Como é sua nuca? ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias Um brinde ao protagonista ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias Adias há dias ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias Predador ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias DIFÍCIL EQUILÍBRIO ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Poesias A ÚLTIMA PEÇA ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Contos A DIFERENÇA DAS FORMAS ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Humor A paciência está com Alzheimer ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 20.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 48300 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 42564 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 41777 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 40753 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 40397 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 40104 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 39966 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 39932 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 39741 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 39708 Visitas

Páginas: Próxima Última