Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O poema que não fiz
Bhall Marcos

Poderia ter pedido
    pra pararem
      que eu confessaria
            ser poeta

Diria ainda que
   cada manhã que nasce
      me nasce uma rosa
            na face

Poderia ter pedido
    pra pararem
      que novamente
      confessaria ser poeta

E que só o meu amor
   era meu deus
      eu era seu profeta

Mas Leminski
       o fez
        antes de mim.


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 33839


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Crime organizado Bhall Marcos
Poesias Estátua Bhall Marcos
Poesias Ela não veio Bhall Marcos
Artigos As duas faces Bhall Marcos
Poesias Da janela do ônibus Bhall Marcos
Poesias O poema que não fiz Bhall Marcos
Poesias RAP(volução) Bhall Marcos


Publicações de número 1 até 7 de um total de 7.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 52191 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 44255 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 43851 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 41942 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 41358 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 41170 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 41150 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 41026 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 40772 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 40727 Visitas

Páginas: Próxima Última