Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
CONVIVÊNCIA
katialimma

Tenho quarenta e jshhshsj anos, dois filhos e ainda casada. Digo “ainda casada” porque reconheço que está difícil manter um relacionamento por tanto tempo. O meu já dura vinte e poucos anos e continuamos como no começo: um lendo o pensamento do outro, pequenas surpresas, brigas e reconciliações e continuamos assim.
Vejo que algumas amigas não conseguiram manter o relacionamento nem por um ano: “preciso de espaço” era o que diziam, na maioria das vezes. Mas um relacionamento a dois é preciso respeitar a individualidade do outro, mas isso só se conquista através de argumentos, conversas e decisões mútuas. Dentro da sua casa, que é dos dois, por que ele não pode ter o canto dele onde ele possa colocar as bugigangas dele? E nós mulheres não podemos também ter o nosso canto para colocar uma máquina de costura que foi da nossa bisavó, que nós nunca vamos usar, mas que queremos conosco? Solução: aumentar mais um cômodo se puder. Vai ser o lugar especial de um. Resolveremos depois de quem.
Não é repartir a casa é aumentar a casa para que todos possam viver juntos e felizes.
Quando se vai viver com alguém, você leva mais do que a pessoa. Leva suas manias, lembranças, jeitos e modo de viver. É difícil, reconheço, de repente enquadrar tanto as suas manias quanto as dele no mesmo espaço. Mas tem como resolver.
Se ele gosta de domingo assistir futebol pela tv e você não, arranje uma amiga para sair; passear pela praia com um filho; passear com o cachorro; visite alguém; mas entenda que aquele é o momento que ele quer desfrutar. Respeite. E aproveite para aprender ou fazer novas coisas.
Se ele gosta de jogar futebol o dia inteiro, você tem o dia inteiro para você. Não é isso que a gente quer? Um dia inteiro para gente?
Reclamamos de tudo e tudo ainda não é suficiente. A vida a dois não dá para ser perfeita, mas dá para ser conversada, tentada, acertada. No mais se tudo falhar ainda poderemos recomeçar.
Recomeçar com o mesmo ou com outro, até nem importa. Se o problema for manter a individualidade, então começará o problema de novo. Somos imperfeitos individualmente ou em conjunto. A vida a dois é difícil, mas não impossível quando se tem respeito. O amor só permanece se tiver respeito. Um é o complemento do outro.
Se a separação for inevitável deixo um conselho:
"(...) Desculpem o trocadilho infame, mas a vida é feita de altos e baixos. Altos, fortes, morenos, sensuais, possíveis e aquele baixinho, meio esquisito, que não sai da sua cabeça.”Tati Bernardi


Biografia:
Escrevo porque me alivia do tanto de pensamentos que me assolam. São várias pessoas que vivem dentro de mim, sou frágil e por isso uso a arma que sei utilizar: as palavras.

Este texto é administrado por: katia
Número de vezes que este texto foi lido: 33785


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Óh, Senhor! katialimma
Crônicas CARTA PARA O MEU AMOR katialimma
Crônicas A MARCA katialimma
Crônicas PEQUENOS SINAIS katialimma
Crônicas SALTO ALTO katialimma
Crônicas POR MAIS UM DIA katialimma
Crônicas SOU A CULPADA katialimma
Crônicas AGORA POSSO TE ENTENDER katialimma
Crônicas TEMPO DE CRISE katialimma
Crônicas MÁGOA katialimma

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 16.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 75966 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 61947 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 50246 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 50017 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 49581 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 49206 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 48945 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 48785 Visitas
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 48744 Visitas
Um dia - Luca Schneersohn 48216 Visitas

Páginas: Próxima Última