Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A IMPORTÂNCIA DE OPORTUNIZAR O DIÁLOGO NA INFÂNCIA
GISELE APARECIDA MARTENINGHI

Resumo:
Pais e educadores necessitam priorizar um relacionamento transparente, aberto, com muito diálogo, onde possibilitem trocas de ideias e contribuam para resultados positivos, pois a formação da personalidade acontece a longo prazo e se inicia na infância, tendo muitos benefícios quando há uma boa formação e ensinamentos, favorecendo a interação social e afetiva, bem como ajudando a ter um futuro saúdavel.

A IMPORTÂNCIA DE OPORTUNIZAR O DIÁLOGO NA INFÂNCIA

Pais e educadores necessitam priorizar um relacionamento transparente, aberto, com muito diálogo, onde possibilitem trocas de ideias e contribuam para resultados positivos, pois a formação da personalidade acontece a longo prazo e se inicia na infância, tendo muitos benefícios quando há uma boa formação e ensinamentos, favorecendo a interação social e afetiva, bem como ajudando a ter um futuro saúdavel.

A família é o primeiro lugar onde a criança busca sua base, o alicerce de toda a sua estrutura, sendo também o local onde ela procura carinho, atenção, apoio, segurança e valores essenciais para seu desenvolvimento.

A infância, é um produto histórico e está em contínua construção. Imagens, crenças, representações e discursos são continuamente elaborados em seu interior. Com isso, é importante que os pais dialoguem com as crianças, com isso elas irão se desenvolver como pessoas integras e também irão contribuir para seu crescimento cognitivo, afetivo, intelectual e emocional. Mas nos dias atuais há uma falta considerável de comunicação, pois o tempo ou o excesso de consumo tecnológico acabam sendo um dos problemas da falta deste hábito fundamental.

Desde bebê precisa-se introduzir o diálogo entre pais e filhos. Eles se comunicam primeiramente com gestos e percebem os tons de voz, mas com o tempo aprende e segue muito o exemplo de quem o ensinou, deste modo é muito importante que ao dirigir-se para ensinar uma palavra nova ou conversar com a criança, se use a palavra corretamente e não de forma infantilizada ou com trocas silábicas, para que desde o início da sua construção de linguagem aprendam a pronunciar a palavra de forma correta. A próxima fase no desenvolvimento da criança é na escola.

A Educação Infantil é um primeiro contato da criança com uma instituição educacional, pois é na escola que ela passa a maior parte do seu dia, e é lá que muitas vezes tem a oportunidade de se comunicar e se expressar através de gestos, apontamentos e diálogo. Na Educação Infantil esta oportunização se faz através de brincadeiras e de forma lúdica.
Bem como cita o professor Altino José Martins Filho (2006), é a escola de Educação Infantil que proporciona:
[...] espaço de trocas, lugar de garantia e compromisso com a educação e as culturas da infância, respeitando todas as crianças de zero a seis anos, meninos e meninas, que precisam desfrutar de uma infância alegre, lúdica, digna, com muitas oportunidades, expressões, cantos, movimentos, criatividade, [...] FILHO, 2006, p.37)

Quando o educador escuta suas crianças abre possibilidades de diálogo, oportuniza que elas possam se expressar trazendo algo significativo da sua vivência e cultura.
As rodinhas de conversa são exemplo destas vivências, pois a criança na atualidade é protagonista do seu processo de aprendizado, e um vínculo é o diálogo entre elas. Como é mencionado na BNCC, um dos campos de experiência que são explorados na escola é a escuta, fala, pensamento e imaginação por meio de diferentes linguagens. Sendo proporcionado situações onde a criança possa ter possibilidades de desenvolver e ampliar a comunicação.
Nos dias atuais percebe-se que foi se perdendo os valores e o hábito de deixar as crianças expressarem seus sentimentos e anseios, mas acreditamos que se família e escola andarem juntas neste trabalho de proporcionar estes momentos de diálogo ainda é tempo de resgatar, e formar adultos com senso crítico, responsabilidade e confiança em resolver os conflitos através do diálogo.

O tempo de infância fica presente em cada um. As experiências vividas neste período refletem a identidade de maneira significativa, vai se construindo a identidade profissional, a maneira como me relaciono com as pessoas e o mundo, enfim como vivo e me comunico com o mundo ao meu redor.
Para se chegar neste resultado, observa-se a importância de se trabalhar a real escuta e fala com as crianças, através de práticas diárias e exemplos, pois, grande parte das aprendizagens das crianças se dá através da imitação.


Daiane Schmitt
Gisele Aparecida Marteninghi


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 93


Outros títulos do mesmo autor

Artigos A IMPORTÂNCIA DE OPORTUNIZAR O DIÁLOGO NA INFÂNCIA GISELE APARECIDA MARTENINGHI


Publicações de número 1 até 1 de um total de 1.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 57638 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 53040 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 39327 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 34795 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 34151 Visitas
Amores! - 33369 Visitas
Desabafo - 32980 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 31773 Visitas
Faça alguém feliz - 31711 Visitas
Vivo com.. - 31416 Visitas

Páginas: Próxima Última