Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Sofrimento e Fé
Patrícia

“Por que não morri ao nascer, e não pereci quando saí do ventre?” (Jó 3.11)

O livro de Jó fala de um homem considerado bom por Deus. Esse homem enfrentou sofrimento em três áreas da vida (financeira/material, familiar e física). Ele perdeu muito. Perdeu bens materiais, filhos e sua saúde. Porém, não perdeu tudo: a fé em Deus. Diante do sofrimento intenso e sem identificar a causa do seu sofrer, Jó perseverou. Jó adorou a Deus. Em tudo ele viu a operação divina, conforme Jó 1.21 (…) “Saí nu do ventre da minha mãe, e nu partirei. O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor”.
As notícias trágicas espalharam-se, e é incrível como tais notícias se espalham velozmente! Então, três amigos de Jó vieram de suas terras para prestar apoio. Eles simplificaram a causa daquele sofrimento todo em uma única justificativa: infidelidade a Deus. Estavam enganados. Seria melhor que tivessem ficado em silêncio, pois acrescentaram dor ao amigo. Deus mesmo testificou da retidão de Jó. O sofrimento deve ser olhado dentro da perspectiva divina. Se não temos respostas para o sofrimento de acordo com algum propósito de Deus, é melhor silenciar. Os três amigos usaram muitos argumentos aparentemente corretos contra Jó, mas desvinculados do propósito divino. Portanto, não eram as respostas de Deus para o amigo sofredor.
Muitas vezes, quem sofre não sabe o porque disso e quem o cerca, muito menos. Assim, o conselho somente é válido se for dado com amor e compaixão. Jó não pecou ao externar sua tristeza profunda, mas seus amigos pecaram ao julgar a causa de seu sofrimento de maneira errada. O desabafo não significa que buscava respostas: consolo é uma coisa e resposta/sentença é outra. Eles viam e ouviam, mas não o compreendiam. O silêncio seria melhor.
Deus não revelou a Jó o motivo dos dolorosos acontecimentos. Ao leitor, sim, é revelado. Por isso, mais importante que conhecer a motivação do sofrimento é confiar em Deus. O sofrimento de Jó não era punição, mas plano divino. Para que? Abençoá-lo!
Jó desperdiçou muito tempo justificando-se para seus amigos, enquanto devia concentrar-se apenas em crer em Deus. Em Romanos 8.33 Paulo diz: “Quem fará alguma acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.”
Quando o mal inesperado surge e o desespero quer dominar os sentimentos, temos em Jesus descanso e consolo verdadeiros, ainda que tudo pareça sem sentido ou injusto. Segundo João 14.27: “Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbem os seus corações, nem tenham medo.” Jesus é a resposta certa para todos os sofrimentos, pois Ele os venceu na cruz.


Biografia:
Sou cristã, escritora e curitibana. Formada em Letras, com diversos cursos teológicos. Vamos trocar ideias e aproveitar as palavras para expressar as maravilhas da vida.
Número de vezes que este texto foi lido: 60


Outros títulos do mesmo autor

Ensaios As Escolhas de Deus Patrícia
Ensaios Deus e um coração voluntário Patrícia
Poesias Sofrimento e Fé Patrícia


Publicações de número 1 até 3 de um total de 3.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 183199 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 152327 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 151608 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 128642 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 67654 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 66390 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 59820 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 59718 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 57849 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 53807 Visitas

Páginas: Próxima Última