Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
🔴 O Homem-Falência
Rafael da Silva Claro

Após um anúncio propositadamente esganiçado, gritado com irônica pompa e circunstância, um senhor adentra o estúdio. Com uma óbvia aparência de desempregado, o “Homem-Falência” não se preocupa mais com a barba (por fazer), o semblante (triste) e o paletó (amarrotado). Com seu andar lento, típico do desânimo trabalhista, ele abre uma maleta executiva, exibindo o nome da empresa falimentar. Ele é o novo personagem do programa Pânico.

Queda do índice da Bolsa de Valores, corrupção, queda da arrecadação, prejuízos em estatais e escândalos em qualquer um dos três poderes não alteram o movimento das ruas. Ou seja, enquanto parece que o governo federal vai cair, as pessoas, alienadas dos acontecimentos e “sem tempo” para ideologia, seguem suas vidas. Portanto, números e notícias ruins não mobilizam a massa. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), muito ligeiro, maquia os números governamentais.

Entretanto, quando a crise chega no supermercado, na feira-livre, no armário e geladeira vazios, a percepção muda. Esse termômetro da temperatura social é visível na quantidade de portas de lojas definitivamente fechadas. É isso que está começando a acontecer como epidemia. É a “bigorna da realidade” caindo no governo do PT (Partido dos Trabalhadores).

Lula não tem lastro para sustentar a falácia do bom administrador, o Orçamento está quase todo empenhado em apoios, e a equipe ministerial ainda está deslumbrada como quem ganhou na ‘Mega-Sena. Sem saber o que fazer, Fernando Haddad, ministro da Economia, aumenta as taxas.

Mas o destaque é este personagem criado pelo programa ‘Pânico’ da ‘Jovem Pan’: o Homem-Falência. Com humor, ele representa a desolação daquele que é vítima da onda de empresas fechadas.

A saída de emergência do desespero é o humor. Com gracejos “old school” (antigos) e piadas de “tiozão”, o ‘Pânico’ mostra a nossa surreal política e dá um “chute” no politicamente correto, sem derrapar no bom senso.


Biografia:
Ensino secundário completo. Trabalhei em várias empresas, fora da literatura. Tenho um blog, onde publico meus textos: “Gazeta Explosiva” Blogger
Número de vezes que este texto foi lido: 54736


Outros títulos do mesmo autor

Ensaios 🔴 O animal do Pânico Rafael da Silva Claro
Crônicas 🔵 Noite sem fim Rafael da Silva Claro
Crônicas 🔵 Mensagem para você Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 A arte de enganar Rafael da Silva Claro
Crônicas 🔵 Rosmitter, o boêmio Rafael da Silva Claro
Poesias 🔴 Conto de fardas Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴Madonna de areia Rafael da Silva Claro
Ensaios Leite com Pimenta Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 As joias da coroa Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Feiquinius Rafael da Silva Claro

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 429.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Amores! - 54782 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 54781 Visitas
DIVINO SER - Ivan de Oliveira Melo 54779 Visitas
eu sei quem sou - 54778 Visitas
Carta para Sophie Scholl - Junho/2024 - Vander Roberto 54778 Visitas
Dores da paixão - Ivone Boechat 54777 Visitas
Desabafo - 54776 Visitas
Leite com Pimenta - Rafael da Silva Claro 54771 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 54770 Visitas
A força do recomeço de empresários atingidos pelas enchentes - Isnar Amaral 54770 Visitas

Páginas: Próxima Última