Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
🔴 Atila, o rei dos energúmenos
Rafael da Silva Claro

De acordo com o que Umberto Eco disse, a internet permitiria que todos falassem, inclusive imbecis. É verdade. Porém, diversos talentos, que nunca seriam conhecidos, pois jamais alcançariam mídias tradicionais, passariam despercebidos.

Exemplificando o que o escritor italiano disse, eu cito Atila Iamarino. O influenciador, que não seria levado a sério numa mesa do ‘Bar da Rose’, virou cientista respeitado quando chutou que, no Brasil, morreriam 3 milhões de pessoas de Covid-19. O “youtuber” deve ter levado em consideração suas conclusões tiradas de um “laboratório químico infantil” ou deixou sua paixão política falar mais alto. O fato é que morreram pouco mais de 700 mil pessoas. O número é alto, mas muito distante do que o cientista maluco previu.

Pois, Atila, o rei dos energúmenos voltou. Depois de um longo exílio — o bastante para esquecer que o que ele fala não deve ser levado a sério. Depois de fazer um intensivão com Miriam Leitão, ele reapareceu. Renovado, ele exibe sua técnica circense de Economia. Miriam deve ter ensinado ao menino (no sentido de infantilidade, não de idade) o melhor do “duplo twist carpado” e contorcionismo financeiro “passapanista”, que produziu esta pérola: “Tudo vai ficar mais caro e a culpa não é da inflação. Culpa é dos algoritmos”. Magnífico!

Espera-se tudo de quem defende a tese do “autoritarismo necessário” para vacinar as pessoas. Esse cientificista falava de um vírus desconhecido com uma certeza que nem os melhores virologistas ousavam e “prescrevia” remédios com uma suposta autoridade superior a dos médicos. Certeza maior, só a do William Bonner.

Cientificista, porque transforma a Ciência numa espécie de religião. E, como seguidor dessa doutrina hermética, considera todos que não a seguem: negacionistas (alguém que ficou preso à Idade das Trevas). Ao invés de esperar os experimentos científicos serem submetidos ao obrigatório procedimento “tese, antítese e síntese”, Atila é cheio de certezas. E o pior é que são erradas.


Biografia:
Ensino secundário completo. Trabalhei em várias empresas, fora da literatura. Tenho um blog, onde publico meus textos: “Gazeta Explosiva” Blogger
Número de vezes que este texto foi lido: 54766


Outros títulos do mesmo autor

Ensaios 🔴 O animal do Pânico Rafael da Silva Claro
Crônicas 🔵 Noite sem fim Rafael da Silva Claro
Crônicas 🔵 Mensagem para você Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 A arte de enganar Rafael da Silva Claro
Crônicas 🔵 Rosmitter, o boêmio Rafael da Silva Claro
Poesias 🔴 Conto de fardas Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴Madonna de areia Rafael da Silva Claro
Ensaios Leite com Pimenta Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 As joias da coroa Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Feiquinius Rafael da Silva Claro

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 429.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Amores! - 54783 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 54782 Visitas
DIVINO SER - Ivan de Oliveira Melo 54780 Visitas
Dores da paixão - Ivone Boechat 54779 Visitas
Carta para Sophie Scholl - Junho/2024 - Vander Roberto 54779 Visitas
eu sei quem sou - 54778 Visitas
Desabafo - 54777 Visitas
Leite com Pimenta - Rafael da Silva Claro 54772 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 54770 Visitas
A força do recomeço de empresários atingidos pelas enchentes - Isnar Amaral 54770 Visitas

Páginas: Próxima Última