Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A lei de alienação parental
sob nova proposta de revogação
Professor Jorge Trindade

Resumo:
A sugestão que fica para todos é refletir sobre o diálogo de Platão conhecido como Hípias Menor ou Do falso.

A lei de alienação parental encontra-se novamente ameaçada de revogação. O PL 1.372 apresentado pelo Senador Magno Malta foi aprovado pela Comissão de Direitos Humanos e pretende revogar integralmente a Lei de Alienação Parental. O PL recebeu voto favorável da Senadora Damares Alves e seguiu para a Comissão de Assuntos Sociais. O fundamento da proposta é que a lei não atingiu a finalidade de reduzir atos abusivos de genitores. Pelo contrário, estaria sendo utilizada para gerar problemas ainda mais graves do que aqueles que pretendia minimizar.
A questão não é nova e movimentos contrários à lei de alienação parental existem desde o nascedouro legislativo. Não obstante, a realidade aponta que a lei de alienação parental vem cumprindo relevante papel na proteção integral da criança e do adolescente, tanto assim que referendada pela doutrina familiarista e pela jurisprudência dos tribunais de todo o país. Contra essa corrente surgem as críticas de que na gênese da lei de alienação parental encontra-se a ideia de que o psiquiatra norte-americano Richard Gardner ‘defendia homens acusados de abuso sexual e pedofilia’. Mais: que a lei é uma ‘brecha’ para pais ‘não pagarem pensão alimentícia’, sendo utilizada para reforçar o estereótipo de gênero também no judiciário”.
Quanto a Gardner, ele apenas sistematizou um fenômeno. Não inventou a alienação parental. Seu trabalho consistiu em identificar e sistematizar esse fenômeno no contexto das relações familiares. Essa tarefa, entretanto, implicou um olhar apurado sobre essa disfuncionalidade, o que não pode ser feito sem o risco de severas críticas e descontentamentos.
Cabe ainda refletir sobre a possibilidade de desinformação sobre as ideias de Gardner pelo fato de suas observações estarem inseridas em contexto da separação de casais e dentro sistema adversarial de disputas que se encerra com um vencido e um vencedor. Nessa arena, transitam argumentos descompromissados com a ciência.
Quanto aos argumentos de gênero, estes constituem uma temática bem mais ampla do que o fenômeno da alienação parental. Aquilo que está em jogo nesses avanços (e retrocessos) são fatores nem sempre explícitos que permeiam a comunidade científica e a população em geral, onde coexistem sentimentos humanos inexplicáveis e contraditórios.
A sugestão que fica para todos é refletir sobre o diálogo de Platão conhecido como Hípias Menor ou Do falso.
Se a pessoa melhor capacitada para fazer o bem e dizer a verdade também é a melhor capacitada para fazer o mal e para mentir, o sistema de justiça das famílias precisa criar instrumentos capazes de detectar esse paradoxo, sob pena de chancelar o falso e o odioso dos adultos. A lei de alienação parental - sempre passível de aperfeiçoamento - tem sido até aqui o instrumento possível de proteção de crianças e adolescentes contra esse fenômeno conhecido como co-parentalidade maligna ou de sabotagem.

Jorge Trindade, advogado e psicólogo
Pós-Doutorado em Psicologia Forense
www.inpsi.com.br


Biografia:
Advogado e psicólogo. Pós-doutorado em Psicologia Forense Doutor em Psicologia, Doutor em Ciências Sociais e Professor.
Número de vezes que este texto foi lido: 54863


Outros títulos do mesmo autor

Artigos Sete sugestões úteis para advogados: Professor Jorge Trindade
Artigos A separação dos amantes: da perda à restauração Professor Jorge Trindade
Artigos Violência sexual contra mulheres Professor Jorge Trindade
Artigos Ano Novo 2024: novas esperanças Professor Jorge Trindade
Artigos Depressão e fim de ano Professor Jorge Trindade
Artigos A lei de alienação parental Professor Jorge Trindade
Artigos Somos uma sociedade de cabeça baixa? Professor Jorge Trindade
Artigos A Política Manicomial Professor Jorge Trindade


Publicações de número 1 até 8 de um total de 8.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Minicurso sobre a redação no ENEM - Isadora Welzel 79716 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 59535 Visitas
81 anos da prisão e morte dos Rosas Brancas - Vander Roberto 55450 Visitas
QUE SE... - orivaldo grandizoli 55364 Visitas
Lançamento do livro - Alberto Kopittke 55341 Visitas
Nua, totalmente indefesa - rodrigo ribeiro 55307 Visitas
A FARSA DA USURA - fabio espirito santo 55282 Visitas
amor feito desejo... - natalia nuno 55241 Visitas
A Magia dos Poemas - Sérgio Simka 55217 Visitas
O Senhor dos Sonhos - Sérgio Vale 55207 Visitas

Páginas: Próxima Última